Home Acidente Aéreo Acidente com Superjet 100 da Aeroflot

Acidente com Superjet 100 da Aeroflot

3449
58

Um jato Sukhoi Superjet 100 da Aeroflot se acidentou no aeroporto de Moscou no domingo, pegando fogo após um pouso de emergência. Pelo menos 41 pessoas a bordo morreram, incluindo duas crianças.

O voo SU 1492 da Aeroflot atingiu a pista violentamente no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, e prosseguiu com a parte traseira em chamas e soltando fumaça preta e espessa.

Quando o avião parou, os passageiros que conseguiram escapar das chamas usaram os escorregadores de emergência das duas portas dianteiras do avião.

Relatos iniciais indicam que o Superjet 100 estava voando de Moscou para Murmansk, uma cidade russa no Círculo Polar Ártico, quando uma emergência a bordo obrigou-o a retornar.

A agência de notícias russa Interfax informou que uma “perda de comunicação” causada por um “raio” levou à decisão de retornar a Sheremetyevo. Nenhuma causa oficial foi ainda fornecida para o desastre.

Um total de 78 pessoas estavam a bordo do voo atingido, incluindo cinco tripulantes. Trinta e sete pessoas sobreviveram, cinco das quais estão atualmente recebendo tratamento no hospital, disse Elena Markovskaya, uma porta-voz do Comitê de Investigação da Rússia, uma das principais agências policiais.

A Sukhoi é conhecida especialmente por seus caças a jato. Sua aeronave civil, a Sukhoi Superjet 100, é o primeiro avião comercial pós-soviético a ser projetado e construído na Rússia.

O Superjet é uma aeronave relativamente nova, fez seu primeiro voo em 2008 antes de entrar em serviço em meados de 2011. Mais de 100 aviões estão em operação em todo o mundo, segundo a empresa.

Sukhoi Superjet 100

58
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
49 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
25 Comment authors
HélioFábioRommelqeSalimAerococus Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Vi um vídeo das pessoas filmando dentro do avião e o pessoal desesperado dentro do avião gritando. Acredito que a maioria morreu pelo calor e os gases, já que todas deveriam estar na frente perto da cabine querendo escapar do fogo e os últimos não aguentaram ;/

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

eu não tenho estomago pra ver, e olha que eu vejo muita brutalidade, mas pessoas que só queriam ir para um lugar e morrem de forma tão horrível é difícil

Doug385
Visitante
Doug385

Eu vi. Realmente é muito triste e desesperador. Só não entendo como a pessoa tem sangue frio pra gravar um momento que pode significar a própria morte. Eu já estaria abrindo a porta da aeronave, ainda mais porque ela já estava em solo.

ednardo curisco
Visitante
ednardo curisco

geração redes sociais…

DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

É com essa geração que ficamos sabendo de muitas coisas. Não sei se eu teria cabeça para isso, mas se fosse bem frio, também filmaria.

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

O bombeiros demoraram demais para chegar e combater o fogo.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Concordo.

Vi as filmagens do pouso ao socorro.

Foram extremamente lentos/incompetentes.

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

Com o detalhe que o aeroporto já estava de sobreaviso.
Ou seja, pelas normas internacionais a situação já era de Alerta Vermelho (acidente inevitável).

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Verdade.

Não acionaram as saídas de emergência, será que na investigação será relatada o comportamento da tripulação ?

É internacional o comportamento da tripulação russa em vôos normais, com evento de urgência …….????

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

Acredito que as próprias portas de embarque e desembarque (4), sejam as saídas de emergência.
O treinamento e atuação da tripulação é padrão, internacionalmente uniforme.
A aviação comercial tem sempre algo a melhorar. O ’11 de setembro’ trouxe uma ótima oportunidade para acabar de vez com a terrível bagagem de mão, hoje uma verdadeira mala. Infelizmente, temos que conviver com isso, potencialmente, uma ameaça à segunça de voo, especialmente em evacuações de emergência.

Rustam
Visitante
Rustam

Roberto F. Santana —- Rescuers worked well! If you do not understand it better do not say! the firefighters acted according to the instructions: “Skvok on the 7700 was set at 15.25 – from this moment we consider 30 seconds for the announcement of the alarm. Let me remind you that the plane is already 14 minutes without communication, and the dispatchers do not have information about what is happening on board. Firefighters have another 3 minutes (SPASOP is more than firefighters, but not the point) to put on fire protection and take the equipment out of the garages (90… Read more »

Mosczynski
Visitante
Mosczynski

O resgate foi tao bom que a foto desta postagem ja desmente o que voce escreve. Olha la, o aviao ardendo em chamas e nao ha uma viatura perto fazendo o combate. O senhor e aquele antoniokings ou sao malucos ou pagos por alguem para escrever tantas abobrinhas.

Roberto F. Santana
Visitante
Roberto F. Santana

Rustam.
A demora é evidente em qualquer vídeo disponível, não obstante o tamanho do aeroporto, as condições que antecederam o acidente, o treinamento e a eficiência dos bombeiros.
Houve demora, é simplesmente um fato notável.
Como eu disse, destaco o nível de alerta, ao que tudo indica, era vermelho, ou seja, o acidente era certo e inevitável.
Outro ponto que eu destacaria, seria o equipamento. Existem vídeos disponíveis em que caminhões contra incêndio, notadamente nos EUA, demonstram em cenas reais, alta velocidade e com uma presumível capacidade máxima.

Mauro Cambuquira
Visitante

Todos os vídeos que assisti até agora, me deram agonia de ver as ações na pista. Caminhão lento e totalmente inoperante diante das chamas é o que mais chama atenção. Pareciam estar com medo de chegar perto do acidente. Acredito que deva ter alguma explicação para isso. Se não, foi incompetência mesmo.

Mosczynski
Visitante
Mosczynski

Muitos observam tambem que passageiros estavam saindo do aviao com as bagagens, a tripulacao tambem nao deve ter preparo algum e nao orientou os passageiros corretamente. Uma sequencia de erros gritantes.
Podemos falar o que for do Brasil, mas duvido que teriamos essas vitimas se isso tivesse acontecido em Congonhas ou em Cumbica.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Quem está (va) negociando aquisição dessa anv (se é que há alguma interessada, exceto empresas russas ou do seu bloco de influência) vai esperar a conclusão do inquérito/perícias.

Como tem equipamentos dos AMIS e dos Euros, estes devem participar das investigações.

Moriah
Visitante
Moriah

Esse avião tem problemas de fornecimento de peças e componentes, tanto que os usados no México estavam parados por causa disso…

Rustam
Visitante
Rustam

Moriah
Esse avião tem problemas de fornecimento de peças e componentes, tanto que os usados no México estavam parados por causa disso…
——-

What does the problem with the parts and reliability of the aircraft? Do you even know what you’re talking about, and do you just need to say something?

Mosczynski
Visitante
Mosczynski
Salim
Visitante
Salim

Legal ver comentário com embasamento, fica difícil mentir contra noticias.
No video alem demora bombeiros eles ficaram bem distantes e os jatos de liquido antichamas não alcançavam chamas/avião, também da para ver as pessoas saindo avião praticamente sem nenhum suporte de bombeiros ou paramédicos. Foi avisado aeroporto sobre retorno e fogo, não da para entender as falhas vistas.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Correto.

É Russo, portanto…..

Rustam
Visitante
Rustam

Carlos Alberto Soares

Only 3 accidents with the plane since 2012 and the fault of the pilots! What is the fault of the plane, tell us?


Apenas 3 acidentes com o avião desde 2012 e a falha dos pilotos! Qual é a falha do avião, diga-nos?

Em todos os três casos (apenas três casos! Três) isso não é um problema com a aeronave, mas sim erro do piloto!

p.s – Antes de dizer qualquer coisa, aprenda o material! Se você não sabe nada sobre os sistemas russos, melhor ficar quieto)))

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Calma Rustam. Sai das asas da mãe Rússia e caia na real. Construíram um império em cima de usurpar dos países que trouxeram ao bloco URSS na base dos tanques (carros de combate). Aí o império ruiu, o Gorbatchov e o Yeltsin bem sabem como. Agora tem um cão que late e dois que obedecem. (Putin, Lavrov e Medvedev) Vocês não estão com a bola toda. Até hoje mandam Gás para Alemanha para pagar conta antiga, mais de 950 bilhões de euros. Relaxa ao que ninguém vai se incomodar com os Jet 100, não vendem mesmo. Com toda merda que… Read more »

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Además Rustam não mencionei em nenhum momento falha do equipamento.

Seu tradutor é falho.

Shalom

Hélio
Visitante
Hélio

“Shalom”
Eu dou risada com esses goy achando que são judeus, vá numa sinagoga falar shalom que eles te correm de lá a vassouradas.
Goy falando shalom para tentar se enturmar com judeu é o mesmo que branco falando nigger para tentar se enturmar com negro.
Sobre o eu “é russo…” será que devo te informar sou o 737MAX e seu processo de certificação fraudado? Criança, cresça, você nem sabe porque o avião voa.

Aerococus
Visitante
Aerococus

3 aviões em 7 anos?! Acha isso pouco? Se você considerar o tamanho da frota e, portanto, o número de horas de voo total, este safety record passa a ser bastante ruim!

Hélio
Visitante
Hélio

O 737MAX deve ser ainda pior, afinal, dois caíram em 1 mês. 3 em 7 anos não parece tão ruim, ainda mais onde opera.

Aerococus
Visitante
Aerococus

O safety record do 737Max é péssimo mesmo. Não é à toa que estão “groundeados” (perdão pelo anglicismo).
Mas tirando o MAX da conta, a história é outra. Não há como negar.
O histórico do Superjet é muito ruim, pelos rationales que mencionei acima.

Vamos comparar com os E-Jets…
– Sukhoi Superjet: 3 acidentes (perda da aeronave) em 6/7 anos numa frota de cerca de 150 aeronaves.
– Embraer E-Jets: 3 acidentes (perda da aeronave) em cerca de 15 anos numa frota de mais ou menos 1300 aeronaves (nenhum por falha do equipamento, sendo que um dos acidentes por causa de piloto suicida).

Salim
Visitante
Salim

Três acidentes em frota de 100( muitos parados por falta peças) em cerca de seis anos e alto para frota pequena e relativamente nova.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Até na desgraça vc quer fazer proselitismo?
Pilotos estão falando que foi problema com relâmpagos.
Quem está com sérios problemas de projeto e manutenção é a Boeing.
Por isso, tem aumentado o cancelamento de pedidos.
Não esqueça, viu?!?!?!?

PauloSollo
Visitante

O comite de investigação russo já declarou que houve falha no funcionamento da aeronave e incompetência dos envolvidos. Nada de novo em se tratando de equipamentos russos e seus operadores.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Viu como o comitê de investigação é eficiente?!?!?!
Laudo em um dia.

Fábio
Visitante
Fábio

você é doente mental?

Rustam
Visitante
Rustam

PauloSollo
Nada de novo em se tratando de equipamentos russos e seus operadores.
———–

Just tell it to the victims of the Boeing 737 MAX.

Flanker
Visitante
Flanker

Se um raio provocou o fogo, é problema da aeronave, sim. Tome vergonha na cara e pare defender tudo que é russo. Os 737 novos estão c9m problemas? Com certeza! Nesse caso foi problema na aeronave ? Sim! Em todos os casos houvetam mortes….Portanto, deixe de ser tendencioso nesse nível doentio….

Hélio
Visitante
Hélio

Onde você viu alguém dizendo que o raio provocou fogo? Mostre. Quem tem tomar vergonha na cara são vocês, que fazem comentários racistas sem ter a mínima ideia do que estão falando, típicos palpiteiros de facebook. E ainda diz que os outros que são tendenciosos.

Marcos R.
Visitante
Marcos R.

Pensei que só o F35 não pode-se voar se tiver raios, segundo os russofilos de plantão avião russo e tudo perfeito.

Hélio
Visitante
Hélio

Pois é, mas vai falar isso para a criançada que não tem nem ensino médio e quer dar uma de engenheiro.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Se o problema foi mesmo um raio… Então é problema da aeronave sim. Não acredito que seja de projeto, pois senão a aeronave não seria certificada na Europa. Mas bem que pode ser problema na manufatura: procedimento de metalização mal feito.

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Fernando, uma curiosidade: qual é a estatistica referente a acidentes causados por descargas atmosfericas? Entendo, primeiro, que quando ocorre algum problema do genero é por que ha um erro de projeto. As aeronaves via de regra sao imunes pois toda a fuselagem é “ eletromagneticamente fechada” , constituindo uma gaiola de Faraday, certo? Assim, para que haja a abertura de um arco eletrico tem que ter havido alguma descontinuidade que propriciou a ocorrencia de uma diferença de potencial inaceitavel…..isso so ocorreria, ao que me parece, na hipotese de que materiais compostos utilizados isolaram parcialmente zonas da fuselagem. Concordas? Se nao… Read more »

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Ou aterramento mal feito.

Quantos kilometros mesmo de condutores ?

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Exato CAS, muitos metros de cabos e…muitos respectivos quilos!!!Parte do ganho em peso obtido com uso de materiais compósitos (não condutores de eletricidade ou com alta resistência elétrica o que implica em altas temperaturas quando circulando corrente entre dois pontos com potenciais muito diferentes…) acabaria sendo gasto com cordoalhas de cobre ou aluminio ou algo mais caro e leve….Parece ter sido um mal projeto mesmo!!!!!!!!!

Mosczynski
Visitante
Mosczynski

Espere sentado transparencia vinda da Russia e envolvendo um aviao que nao faz as vendas decolarem. Nao duvido que vao colocar a culpa no Thor por causa do raio e ainda bem que os pilotos estao vivos, senao estes seriam o plano B como bode espiatorio.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Bom. O Boeing, quando cai, não tem nem piloto para contar história, né?!?!?!
Vá desfilar seu ódio em outras paradas.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

que horrível, que deus esteja com as famílias nesse momento, quanto a Sukhoi vai ficar dificil é a segunda vez que esse avião mata pessoas, e a Sukhoi não tem tradição ainda, pois se perdeu com o tempo. bora ver como vai ser a parte civil da empresa

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Meus pêsames as vítimas do acidente, e aos seus parentes.
Acidentes com a Boeing, acidentes com a Sukhoi…
Acho melhor continuar indo de SP pra Bahia de ônibus mesmo…

Maurício.
Visitante
Maurício.

Willber, em 2016 meu tio foi passar o ano novo em Buenos Aires, o ônibus que ele estava tombou e ele acabou morrendo, acho que quando chega a hora não importa se você está num Boeing, num Sukhoi, ou num simples ônibus.
Bom, é isso que eu acho.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Bom…a 5 anos eu passo férias na Bahia e vou de ônibus. Felizmente, nunca tive nenhum acidente.
Na verdade, todas as minhas viagens eu fiz de ônibus, não entro em um avião a 10 anos.
Mas você tem razão. Quando é a hora, é a hora.

Sagaz
Visitante
Sagaz

Em um pouso desses não é procedimento realizar com pouco combustível, ou será que mesmo o “pouco combustível” implica tanta chama?

Que Deus conforte as famílias e as entidades de investigação cheguem ao fundo das causas e possíveis falhas tanto humanas, quanto nos equipamentos quanto nos planos de emergência.

Só não sei se assim procede nesse tipo de país…

Mosczynski
Visitante
Mosczynski

Tive essa impressao, mas em se tratando de Russia e de um aviao que eles querem muito que comece a vender, nao espere transparencia nenhuma durante as investigacoes. Devem ter ocorrido uma sequencia de hagadas gigantes que nunca serao publicadas para nao queimar o filme da Mae Russia e seu aviao.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Em vez de se preocupar com as vendas do Sukhoi, preocupe-se com os cancelamentos de encomendas da Boeing e a diminuição da produção.
A situação está tão complicada que a Airbus já está comemorando a liderança de mercado esse ano.

Mosczynski
Visitante
Mosczynski

Eu particularmente sofro com as famílias das vítimas deste acidente e também com as vítimas dos últimos acidentes envolvendo a Boeing. Provavelmente esses 3 acidentes envolvem erros que foram mascarados e escondidos porque há muita grana envolvida e quem tem medo de ser desmascarado provavelmente não voaria em seus aviões.
Meu ponto é que dinheiro fala mais alto e vai ser difícil um dia sabermos ao certo o que aconteceu. Mas pelo menos no caso da Boeing já temos publicados alguns podres, sobre transparência não podemos reclamar da FAA.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Vc que está batendo nessa tecla de erros mascarados no Sukhoi, sendo que ninguém está falando isso.
Acidentes ocorrem com dezenas de aviões de todos os tipos e todos os anos.
O caso da Boeing é diferente, pois ocorreram problemas repetidos o que levou à descoberta de um problema grave do projeto.
Não confunda as coisas.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Então…é passada de pano mesmo?
Tipo, se nos EUA tiveram acidentes, ninguem pode reclamar que houve um acidente na Rússia.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Faltou a interrogação no final, mas enfim.

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Alguns pontos sobre esse acidente: Informações vinculadas pela mídia Russa repassadas pelo Cavok: Apenas 38 dos 78 passageiros sobreviveram ao incidente, existem relatos que os passageiros tentaram retirar bagagem de mão oque atrasou a evacuação Segundo o piloto: “According to him, the flight from Moscow to Murmansk began in normal regime, but after takeoff the aircraft was struck by lightning, which caused the loss of radio communications and the transition to the direct control. In addition, radio communication with the dispatcher was lost, later it was partially restored. The pilot also stressed that landing speed was normal.” Ou Seja, apos… Read more »

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Até que pelas estatísticas de acidentes aéreos, esse acidente com o Aeroflot poderia ter sido bem pior, com precedentes muito mais graves.

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Russian regional carrier Yamal Airlines said on Monday it was cancelling its planned purchase of 10 Sukhoi Superjet 100s.

Yamal announced its decision hours after Russia’s transport minister said there was no reason to ground the domestically produced aircraft despite the incident on Sunday which killed 41 people, including at least two children.

TASS cited Vasily Kryuk, Yamal’s general director, as saying his company was dropping plans to buy 10 more Sukhoi Superjets because servicing costs were too high. Yamal currently operates 15 of the planes, making it Russia’s second biggest operator of the Superjet after Aeroflot.

https://www.themoscowtimes.com/2019/05/ … rts-a65501