Home Aviação de Transporte Vídeo: campanha de testes do Embraer KC-390 segue no rumo certo

Vídeo: campanha de testes do Embraer KC-390 segue no rumo certo

5959
73

Duas aeronaves totalmente envolvidas na campanha de testes com mais de 1.600 horas de voo. Os resultados estão confirmando as capacidades de projeto e que o KC-390 é verdadeiramente a nova geração de aeronaves de transporte multi-missão.

A Embraer alcançou a declaração de capacidade operacional inicial (IOC) do KC-390 em dezembro de 2017 e espera receber a certificação da capacidade operacional final (FOC) no segundo semestre de 2018. A primeira entrega está prevista para 2018.

O KC-390 foi projetado para estabelecer novos padrões em sua categoria, ao mesmo tempo em que apresenta o menor custo de ciclo de vida do mercado e a capacidade de executar múltiplas missões. transporte e lançamento aéreo de tropas e cargas, busca e salvamento (SAR), evacuação médica, reabastecimento aéreo (asa fixa e rotativa) e combate a incêndios, entre outros.

Propulsado por turbofans International Aero Engines V2500 e com um peso bruto de 68.500kg (151.000 lb), é a aeronave mais pesada que a Embraer fabricou até à data.

Com encomendas para a Força Aérea Brasileira – que levará 28 exemplares – o KC-390 é um competidor do Lockheed Martin C-130, que vem sendo produzido continuamente desde 1954 e domina o mercado tático de transporte aéreo.

73 COMMENTS

  1. Não sei se foi só impressão minha, mas parece que os dois protótipos estão sem os pods de reabastecimento…
    Quem estiver mais por dentro e puder informar, vai haver algum teste de reabastecimento entre KC-390’s?
    Abraços!

  2. Há um misto de alegria e decepção. Alegria pelo sucesso alcançado, todo esforço da empresa e do próprio país em viabilizar um projeto com características inovadoras. Decepção por causa da ganância de uns poucos, que farão que pouco se importam com todo o esforço que o país fez para que a Embraer se tornar-se o que é hoje. Parabéns aos envolvidos diretamente no projeto. E uma banana aos atuais membros do conselho de administração da empresa.

  3. Existiam 2 empresas no Brasil que me davam muito orgulho.
    Uma se sujou…jogou seu nome no limbo…hj precisa de uma política de combustíveis agressiva comercialmente falando para o brasileiro, onde um litro de gasolina chega a mais de 4 reais para o consumidor….um absurdo que engolimos com toda parcimônia! Tudo para preencher o rombo deixado pela corrupção ativa, passiva….em fim, uma máfia!!
    A outra é esta!!
    Firme e competente, com excelentes produtos, como a linha executiva, e sua já famosa área de defesa, com o A29, kc 390, e trilhando o caminho, o Gripen NG.
    Parabéns Embraer!

    • Cara… nunca houveram 2 empresas…
      Para quem já trabalhou lá dentro, como eu, a Petrobrás nunca foi uma empresa digna de orgulho.
      Tirando poucas exceções, seus servidores sempre a tornaram digna de raiva (isso sim), assim como qualquer empresa cabide de empregos.

    • A diferença entre uma e outra todos sabemos! Privatização! A Embraer era como a Petrobras antes de ser privatizada, até pior: um cabide de empregos e praticamente à beira de fechar as portas! O que salvou a Embraer foi a privatização !

      • Então explica por que nossa internet e telefonia móvel e fixa estão entre as mais caras e piores do mundo ? Explica porque na Europa ainda ainda existem estatais atuando junto com empresas privadas e multinacionais em áreas “estratégicas”.
        Privatizar por privatizar não resolve, o que precisa ser feito é reestruturar, melhorar os mecanismos de controle e qualidade.

        Lembre que as empresas “corruptas” são públicas e as corruptoras são privadas !

        • Olá Colegas. A WV fraudou a legislação ambiental. A única instituição corrupta são as mafiosas, organizadas à margem da lei (incluindo nessa classe o PCC, carteis do tráfico, etc). Uma instituição legal e reconhecida pelo Estado (uma empresa, um clube, uma igreja) não podem ser classificadas como corruptas. Contudo, qualquer instituição legal poderá ter integrantes corruptos que agem à margem da lei para benefício próprio. É preciso distinguir pessoas das instituições. Um militar que faz contrabando é um criminoso, mas isso não torna as forças armadas criminosas. Por outro lado, o Cartel de Silnoa, por exemplo, é organizado para atuar criminalmente.

        • Bem Ricardo, vamos por partes:

          1) Você diz que nossa telefonia e internet, privadas, são uma das mais caras do mundo, como que justificando que o preço é caro por ser fornecido por empresas privadas.
          Ora, a Petrobrás é estatal e a nossa gasolina é uma das mais caras do mundo. Tem região do Brasil que o litro está a mais de R$ 4,00 !
          E aí, como você explica ??
          Eu explico: o problema está numa palavra chamada IMPOSTO!
          É por conta dos impostos meu amigo, estes sim um dos mais caros do mundo comparado ao que recebemos em serviços públicos, que temos produtos e serviços tão caros!
          No total da nossa conta telefônica, aproximadamente 47% são de tributos! Numa conta de celular, por exemplo, em que o serviço prestado seja de R$ 10, o valor total a ser pago pelo usuário é de R$ 14,70, em função dos tributos. Nos Estados Unidos, por exemplo, o Sale Tax é, em geral, de 6% a 7% sobre tudo o que se compra ou consome!
          A mesma coisa vale para os combustíveis. Aqui no Brasil pagamos 44% de impostos sobre a gasolina! Nos Estados Unidos deve chegar a 22% aproximadamente.

          2) “o que precisa ser feito é reestruturar, melhorar os mecanismos de controle e qualidade.”
          Explica isso para os políticos que controlam as estatais, Ricardo. Convença eles a implementarem nas estatais as boas práticas de governança que vemos nas empresas privadas. É justamente o que eles não querem fazer pois assim podem roubar mais facilmente!
          Justamente ao serem privatizadas, os mecanismos de controle de gestão que você menciona são aperfeiçoados pois, empresário nenhum gosta de perder dinheiro. Nas estatais, se der lucro deu, se de prejuízo, o Estado cobre, então ninguém tem compromisso com eficiência na gestão do dinheiro público.
          Basta ver o que os petistas e seus diretores indicados fizeram com a Petrobrás, ao comprarem da Astra Oil a refinaria de Pasadena por US$ 1,18 bilhão quando a própria Astra Oil tinha pago pela mesma refinaria US$ 42,5 milhões ! Um prejuízo astronômico causado por gente incompetente e corrupta na administração da empresa.
          Se Odebrecht, OAS e outras empreiteiras, todas privadas, foram as corruptoras, tenho certeza que a corrupção partiu dos políticos e não das empresas, pois é sabido que os políticos extorquem as empresas com ameaças de não ganharem as licitações. E o fato de algumas empresas privadas serem corruptoras, não inviabiliza o processo de privatização. Não podemos colocar todas no mesmo saco!

          3) Na Europa existem sim estatais, mas são administradas com zelo, sem interferência política, são empresas que precisam apresentar resultado financeiro positivo, são geridas por técnicos de carreira e não por políticos indicados a cada governo que entra.
          E outra, querer comparar estatal de primeiro mundo com o Brasil, só pode ser piada!!

          4) Quanto ao que você disse que as empresas corruptoras são privadas, isso não é regra! A imensa maioria das empresas privadas não se envolvem em escândalos de corrupção. O caso da VW citado pelo leitor camargoer não foi corrupção envolvendo políticos ou funcionários do governo americano mas sim fraude nos softwares dos sistemas de controles de poluentes dos carros.

          Finalizando, acho que você foi muito superficial no seu comentário, ao dizer que os problemas que temos são causados por empresas privadas. É justamente o contrário. O nosso grande problema é que temos estatais demais com ingerência demais !

        • Bem Ricardo, vamos por partes:

          1) Você diz que nossa internet e telefonia são umas das mais caras do mundo por serem privadas!
          Se fosse assim, então a Petrobrás deveria vender uma das gasolinas mais baratas do mundo para os brasileiros, afinal de contas, ela é estatal. Como você explica isso ?
          Eu explico: a telefonia é cara não porque são privadas, mas por causa dos impostos cobrados no Brasil.
          Aqui, pagamos aproximadamente 47% de imposto sobre serviço de telecomunicação (um serviço que custa R$ 10,00, nos é cobrado R$ 14,70 na conta!)
          Nos Estados Unidos, o imposto sobre produtos e consumo é por volta de 6% em geral.

          2) Sim, na Europa ainda existem empresas estatais, mas lá com certeza elas são geridas com mais zelo do que as nossas, por técnicos oriundos dos quadros das empresas! Aqui, a cada governo que entra, troca-se toda a diretoria, por conta de indicações e conchavos políticos.

          3) Você fala que é preciso melhorar os controles das empresas estatais. Concordo plenamente, mas explica isso para os políticos, Ricardo.
          São justamente os políticos que não querem implementar controle nenhum, pois assim fica mais fácil roubar.
          É justamente na privatização que os controles são aprimorados, pois empresário nenhum quer perder o seu dinheiro. Nas empresas estatais, se der lucro, tá bom, se não der, o Estado cobre a diferença. Não há eficiência na gestão dos recursos.
          Basta ver o que os petistas e a diretoria indicada por eles fizeram na Petrobras, ao comprarem da Astra Oil a refinaria de Pasadena por US$ 1,8 bilhão enquanto que a Astra Oil tinha comprado a mesma refinaria por pouco mais de US$ 40 milhões. Um prejuízo astronômico, graças a pessoas incompetentes e corruptas na direção da empresa! Tenho a mais absoluta certeza de que se a Petrobras fosse privada, jamais teriam feito essa compra!

          4) Você diz que as empresas “corruptas” são públicas e as corruptoras são privadas. Não podemos generalizar. Só porque a Odebrecht, OAS e outras empreiteiras, todas privadas, se envolveram em escândalos de corrupção como o governo, não significa que isso seja uma regra.
          O que sabemos é que, em geral, a corrupção parte dos agentes estatais, políticos ou não, que extorquem as empresas privadas, ameaçando de não participarem das licitações, etc.
          Existem milhares de empresas privadas que não estão envolvidas em escândalos de corrupção. O caso mencionado pelo leitor camargoer, da VW, não foi corrupção envolvendo órgãos do governo americano. O que aconteceu foi que a VW fraudou os softwares de controle de emissão de poluentes dos carros!

          Para finalizar, acho que você foi muito generalista ao colocar todas as empresas privadas no mesmo saco!

  4. Tomara que consiga fazer o revo de helicópteros. Embora estivesse na especificação o A400 não conseguiu e a Armée de L’air e a Luftwaffe tiveram de comprar o KC-130J.
    Aliás compraram o KC-130J e o C130J, e os operarão conjuntamente em um esquadrão binacional sediado em Évreux, na Normandia.

  5. Alguém sabe me dizer, já vi em outros vídeos, uma abertura na lateral do motor que se abre e fecha quando ele pousa, para que serve aquilo? Não sei se estou viajando ou vi direito.

    • Acredito que esteja falando do chamado Reversor de empuxo ou Empuxo reverso, é utilizado para ajudar na frenagem do avião, utiliza os próprios gases provenientes da câmara de combustão das turbinas como “freios”.
      Produz uma força de empuxo contrária ao sentido normal de deslocamento da aeronave gerando forte desaceleração.

  6. Dá vontade de chorar, um estudo que foi feito vou, postar o link, o contribuinte brasileiro gastou R$ 400 bilhões de reais para transformar a Embraer o q é hoje, e vão vender por $ 6 Bilhões de dólares, fica fácil assim né… Que país é esse…

    • Ou o estudo é muito ruim ou você não entendeu de onde saiu os R$ 400 bilhões e quanto deles voltaram para o contribuinte, por meio de tributos e aeronaves para a FAB.
      A Embraer vale cerca US$ 6 bilhões. Não vale US$ 100 bilhões. Como tem ações em bolsa, se ela valesse mais, o valor das suas ações seria maior. O preço é justo. Uma empresa vale quanto o comprador está disposto a pagar e quanto o vendedor está disposto a receber.

      • O preço é justo?? Unica empresa de tecnologia do Brasil, você quer um pais agrícola? a Embraer não precisa da Boeing e sim a Boeing precisa da Embraer. Um aplicativo de celular lançado a 2 anos foi vendido por 10 bilhões de dólares, a Petrobras pagou isso de multa recentemente. A Embraer é filha do Brasil e filho não se vende.

        • Nenhuma pessoa, empresa ou fundo está disposto a pagar mais do que isso pela Embraer.
          Se você acha que ela vale mais, invista seu patrimônio em ações da Embraer. Pela sua ótica, ela está barata e, portanto, é um baita negócio. Vá-la, faça isso.

    • Pela 1000 vez,não vão vender a Embraer,ela vai criar uma 3 empresa em separado com a boeng. Cacetadas,não é possível que ainda não tenham entendido isso !!!

      • Sim, essa terceira empresa vai abarcar 80% da Embraer, onde a Boeing vai ficar no mínimo com 80% dessa empresa, ou seja a Embraer vai ficar com o setor de defesa e no máximo 20% dessa terceira empresa, que negocião esse não??????

    • Olá Anderson. Exite um livro de uma jornalista de esquerda (Naomi Klein) chamado “No Logo” que discute a organização das grandes empresas no mundo por meio das marcas. Ela menciona por exemplo que a mesma empresa na Ásia fabrica os produtos da Nike e Adidas. Portanto não é a qualidade intrínseca do produto que determina a decisão do consumidor, mas uma base quase irracional pela marca. Quando pensamos nos EUA, lembramos da Nike, Microsoft, Apple, etc… Japão temos a Mitshubishi, Sony, Honda, etc.. na Alemanha tem a Siemens, Bayer… assim por diante. No Canada acho que existira apenas a Bombardier. A Austrália não tem nenhuma. No Brasil temos a Embraer. Esse talvez seja a grande perda, ja que o Cristo Redentor é uma imagem icônica universal mas não uma marca globalizadas. Eu acho estranho que seja preciso uma visão de esquerda para apontar essa perda que se não custou 400 biljhões, levou 40 anos para ser construida.

  7. Coronel Rinaldo, li há algum tempo que o 1°/1° e o 1°Gtt estavam compartilhando aeronaves e tripulações, por isso foram concentrados em SBGL, e os Hércules passaram s não ter mais as bolachas de esquadrão, embora os códigos no radio permanecessem, com a missão efetuada na primeira aeronave disponível na linha de voo.

    Agora que o GTT foi transferido para Anápolis, como fica essa logística de compartilhamento de aeronaves e tripulações? É imediata tal transferência?

  8. po anderson dias menos ne cara, menos, mesmo se esse acordo for para a frente, o que eu acho dificil, e so a parte comercial, ta bom eu sei que a parte comercial e a lucrativa e talz, mas meu amigo politico pode ser ladrao mais nao e burro, ainda mais em ano politico, e concorrendo a reeleicao ahhhh, vamos ver….

      • Coronel, acho que o que ele quis dizer é que só não foi a melhor notícia do dia porque o voto da Rosa Weber basicamente recusou o HC do Lula, ou seja, ele está comemorando que o Lula vai preso e não o contrário.

      • 1. O KC-390 é um projeto desenvolvido para a produção de um jato militar de transporte, anunciado pela primeira vez na feira de materiais de defesa Latin America Aero & Defence (LAAD), no Rio de Janeiro em abril de 2007.
        2. Em outubro de 2008, o Congresso Brasileiro aprovou o uso de cerca de R$ 800 milhões pela Embraer para o desenvolvimento da aeronave. Essa verba seria liberada pela Força Aérea Brasileira (FAB), via aval do Executivo.
        3.Até novembro de 2012, o projeto da nova aeronave já havia criado mil oportunidades de trabalho dentro da própria Embraer, com a criação, no início de 2011, da Embraer Defesa e Segurança (EDS), sediada na cidade de Gavião Peixoto.
        4, O desenvolvimento do KC-390 contou com R$ 4,5 bilhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Além do apoio ao programa, o PAC também investiu entre 2011 e 2014, R$ 5,5 bilhões em programas militares da Marinha e Aeronáutica.

      • Prezado Rinaldo,
        Se eu não tivesse tomado uma “GELADA” ontem em comemoração, e perto de uma caixa hoje, até ficaria bolado com vosso comentário.
        Mas tô de boa
        Até

  9. O kc, parece um falcão planando, que lindo. Se não houver impedimento político, esta aeronave vai trará bons recursos à Embraer e ao Brasil. Será que poderiam ou irão fazer uma versão do AC130 Gunship? Seria a nossa estrela da morte! st4

  10. Uma curiosidade, tudo que li a respeito do KC-390 não vi nada a respeito. Caso um dos motores apresente problema em voo, o avião consegue manter voo com apenas um motor ?(com carga e sem)

    • Isso é *regra para aeronaves bi motoras, se já estiver em voo de cruzeiro e tiver problemas em um dos motores, certamente fará um pouso sem maiores problemas, mas existem situações em que um pane pode ser catastrófica, como na decolagem, pois a perda de um dos motores na decolagem resultaria na inevitável queda no aparelho, quer seja ele o KC 390, 737, A320 …
      Já uma aeronave como o 747, com 4 motores, não sei dizer se teria mais chances…

      • A um tempo atrás, um C130 da FAB pousou com um dos motores desligados, e fez um pouso *normal, o P-3 que a FAB opera, pode desligar um de seus motores para aumentar o tempo da missão, neste caso do P3, eles desligam o motor que não gera energia elétrica para a aeronave, já os outros 3 precisam estar ligados para suprir a demanda de todos os equipamentos a bordo. Mesmo assim, se o motor com problema fosse um dos que geram energia, poderiam desligar vários equipamentos de vigilância e voltar para a base com segurança. Mas como sempre, tudo tem limite, um cargueiro como o KC390 com carga máxima pode ter sérios problemas em manter o voo caso perca um dos motores, mas isso é uma situação que não é exclusiva do projeto, pois seria uma situação critica para qualquer vetor.

        • Um bimotor mesmo na decolagem pode sobreviver, no caso de não ser possível abortar, um bimotor pode decolar apenas com um motor, aplicando potência superior a capacidade de 100% da turbina, mais do que dobra a capacidade de apenas um motor, decola, faz a volta e pousa de novo, ou pode ir para outra pista próxima se for mais seguro.
          Não se pode voar com mais de 100% da capacidade de um motor por muito tempo, apenas por alguns minutos, mas seria o suficiente para decolar e pousar o avião novamente.

          • Não é necessário o aumento de potência no motor restante, a potência calculada dos motores já prevê a situação de perda de um dos motores.
            Tanto é, que, o procedimento de decolagem manda que o piloto não comande ( largue) as manetes de potência entre a V1 e a VR.*

            *A exceção seria para aeronaves equipadas com algum “booster” de potência, este porém, automático.

        • ederjoner,

          A concepção do C-130 tem paralelos com o Electra (P-3). O tempo passou e um avião como o Electra não é competitivo em comparação a um jato há pelo menos 30 anos!
          Pela sua lógica o B777 é um avião perigoso.

    • Em caso de perda de um de seus motores, após a V1*, todo e qualquer aeronave multimotora homologada e/ou certificada voa com peso máximo em qualquer situação de voo.

      * Velocidade calculada onde, após, a decolagem não deve ser abortada.

      • Essa era minha dúvida, se o KC estiver transportando mais de 20 toneladas por exemplo e ocorra falha de um motor, o outro consegue manter o avião em voo?

        Obrigado pelas respostas

        • Sim, ele irá manter o avião em voo. E ele vai ser capaz de fazer a aeronave subir para uma altitude de segurança, voar nivelado, prosseguir para, se for o caso, um procedimento por instrumentos, noturno, na chuva, e pousar em perfeita segurança. Tudo isso decolando no peso máximo de decolagem e com potência normal de decolagem. Sendo que o pouso deverá ser no peso máximo de pouso.
          Isso é claro, depende de uma série de fatores que devem ser precisamente respeitados, basta que um só desses vários fatores falte ou não seja corretamente feito, e você poderá ter uma catástrofe.

  11. Show de bola pessoal, este é o ponto forte do blog… 🙂
    Se todos participassem com informações úteis seria sempre top, mas como somos humanos, hora ou outra alguém vem e estraga o papo.
    Obrigado pelo incremento e correções das informações, valeu.

  12. Que me disse essa de aumentar a potência além dos 100% da capacidade do motor por alguns minutos no caso de ultrapassar a V1 e não ser possível abortar, foi um ex comandante da VARIG, já aposentado, ele comandava voos internacionais inclusive, e me disse que os comandante de voos internacionais da VARIG eram muito mais experientes que pilotos de outras companhias de fora.
    Estou apenas repassando, me pareceu racional o que ele me disse.

  13. Depende muito do motor.
    Os fabricantes usam de lógica, ou seja, 100% pressupõe uma totalidade, portanto não existe algo mais.
    Porém, condições de sobrevelocidade, sobra de potência, tolerância, emergência, etc; existem, portanto existem limites como 105%, 107%, 110% e assim vai, estes são limites excepcionais limitados por sua vez por tempo (minutos).
    Não duvido que essa situação possa existir (dar mais potência), mas em princípio um só motor normalmente é capaz do voo em segurança.

    • Em resumo.
      Toda potência de decolagem é a máxima potência calculada para àquela temperatura e altitude, portanto mesmo que se possa acelerar o motor, não existirá aumento de empuxo nenhum.

  14. Parabéns a Boeing pela aquisição da Embraer. Espero que transfiram as linhas de montagem das aeronaves para os EUA. Espero que o governo dos EUA leve também o ITA.

  15. “Só está faltando o vídeo em pista semi preparada para calar a boca da Lockheed Martin tanto na sede da Embraer como na Amazônia”.

    Alguém saberia dizer se já testaram o KC-390 no ártico?

  16. Link para o vídeo com a apresentação do KC-390 na Fidae 2018, postado no Youtube.
    Interessante – confesso que nunca havia visto antes – a manobra ao final da aterrisagem, onde a aeronave, após frenagem completada em curto espaço da pista, usa a potência dos motores + reverso para dar “marcha ré”.

  17. Paulo… Muito bacana o vídeo.
    Não me pareceu que esta mesma aeronave tenha virado um “croissant” após o incidente, como dito aqui, e jurado de pé junto por “fontes internas”…
    Mas os fatos mostram tudo não é… Por isso, muito cuidado com a mãe Dinah.
    Quem não entendeu nada, basta pesquisar os tópicos anteriores sobre o KC…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here