Home Aviação de Transporte KC-390 PT-ZNF volta aos céus de Gavião Peixoto

KC-390 PT-ZNF volta aos céus de Gavião Peixoto

8447
108

O protótipo da aeronave de transporte KC-390 matrícula PT-ZNF retornou aos céus após um hiato de menos de seis meses.

Acreditava-se que o PT-ZNF tinha sofrido danos estruturais consideráveis após um incidente ocorrido durante um voo de ensaio em 12 de outubro do ano passado.

No entanto, a Embraer não deu maiores detalhes sobre o caso e a dúvida sobre o seu retorno aos ensaios permaneceu.

Pelas informações extra-oficiais a aeronave teria sofrido danos estruturais e até perdido parte das superfícies de controle.

Pelo menos um dos tripulantes ficou gravemente ferido. O retorno do PT-ZNF aos céus mostra que o projeto é extremamente robusto.

108 COMMENTS

  1. Só não gosto dessa pintura, ficaria bem mais bonito em uma tonalidade cinza, estilo superioridade aérea.
    Sei que a FAB tem seus motivos para adota-la inclusive nos F-5, mas que fica horrível fica.

  2. Parabéns ao Grupo de Projeto KC 390.
    Demonstração inequívoca das virtudes do projeto.
    Beijinho no ombro pra quem só critíca o que se produz no Brasil.

  3. Sorte. Como já havia dito em outro post, se o incidente tivesse ocorrido 2.000 pés abaixo, haveria destroços e corpos no solo.

  4. Se tivesse ocorrido 2000 pés mais baixo, se o Cerezo não tivesse atrasado aquela bola, se a logística dos argentinos nas Falklands tivesse sido melhor. A história e os eventos passados ocorreram como ocorreram e ponto. Eu aqui fico contente com o desfecho desse episódio com o KC390 e dou graças a Deus pela vida da tripulação. Bons céus ao KC 390.

  5. O avião é brasileiro ou português?

    Fui no youtube e a maioria dos vídeos feitos por Portugal alegam que é um avião “Made in Portugal”.

    Os vídeos do Brasil alegam ser um avião “Made in Brasil”.

    Qual o nível de nacionalização do avião?

    “Mais de 450 mil horas de engenharia portuguesa. Mais de 2100 desenhos técnicos desenvolvidos. Mais de 350 postos de trabalho altamente qualificado. Resultado: uma aeronave KC-390 com uma incorporação nacional superior a 56%. É o avião made in Portugal que António Costa apresenta hoje, ladeado pelo ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral”.

    http://visao.sapo.pt/actualidade/economia/2016-07-04-KC-390-o-aviao-made-in-Portugal

  6. É verdade que esses dois protótipos serão modernizados e incorporados a FAB, depois da finalização dos testes de certificações do programa KC-390?

  7. Karl Bonfim 2 de Março de 2018 at 15:01
    É verdade que esses dois protótipos serão modernizados e incorporados a FAB, depois da finalização dos testes de certificações do programa KC-390?
    _______________________________________________________________________
    Sim amigo Karl, eles serão aeronaves operacionais da FAB pós faze de certificações.

  8. Acho engraçado o pessoal ficar comentando se a pintura é feia ou bonita neste post e outros na nossa querida Trilogia, o importante é que ela seja EFICIENTE – característica pouco comentada pelos chutadores de plantão #prontofalei

  9. Como assim, modernizado? Esses aviões creio que no término de tudo, vão ficar no IPEV…pra testar futuras modernizações, versões etc.

  10. Sobre ter sido muito danificado ou ter perdido superfícies de controle.
    Muita coisa é passível de troca.
    Se tivesse perdido uma asa por exemplo.
    Já na fuselagem não sei qual o grau máximo de dano poderia ser passível de conserto.

  11. Marcos, não estou por dentro das negociações e desenvolvimento do projeto do KC-390, mas creio que esse avião é tão português quanto meu avô, nascido em Zahle/Líbano. Acho que é pura propaganda de quem aumenta 1000x sua participação

  12. Alexandre Galante 2 de Março de 2018 at 14:39 dia 12 de outubro de 2017 teve uma ajuda da padroeira do Brasil, disso eu tenho certeza Galante.

  13. Se para se vender o avião for preciso dizer que ele é do pais que o comprar eu digo ja que sim.
    Para Portugal que ajudou em parte do seu desenvolvimento, para poder o comprar precisa de dizer que é português, força nisso….
    Para a Republica Checa que ajudou em parte do desenvolvimento, para poder o comprar precisa de dizer que é checo, força nisso….
    Para a Argentina que ajudou em parte do desenvolvimento, para poder o comprar precisa de dizer que é argentino, força nisso….
    O importante é que esse cargueiro tenha sucesso e tenha muitas vendas, porque no fim todos tem a ganhar…. O resto é marketing ….

  14. Marcos Aryeh 2 de Março de 2018 at 14:57
    O avião é brasileiro ou português?
    ————————————————————————————————————————

    Engenharia e Projeto Brasileiro, Portugal teve 6% de participação no Projeto

    Está com cara de marketing para agradar os nacionalistas portugueses

  15. O link da reportagem da imprensa portuguesa colocado acima dá a entender KC-390 é uma criação da engenharia de Portugal e que o avião está sendo produzido em Évora.

    É aquela estória: a imprensa totalmente mal informada recebe e repassa um anúncio ufanista do governo de seu país, que quer a todo custo mostrar a seu povo que está fazendo algo, ainda que alguns bons detalhes do que está sendo informado sejam mera criação do discurso político.

  16. coisa linda, poderia apelidar de Jubart em homenagem as baleias que visitam nossa costa, já tem projeto pra fazer um KC-490 Plus size ?? ^^,

  17. Voces perdem muito tempo a discutir conversa de politico que fala muito e faz pouco…. A única coisa que sei é que ainda não vi fumo branco sobre o contrato da compra dos cargueiros, nem do KC 390 nem dos AW 119 Koala em Portugal….

  18. Eba eba ebaaaaa!!! Muuuuitas boquinhas sendo caladas hein!!!rs
    Mais uma vez parabéns aos envolvidos neste mega projeto onde após a FAB começar a utilizar o vetor vai chover encomendas!!!

  19. Bem, mal-comparando, fizemos algo similar com o AMX. Tudo bem que nossa participacao foi maior, na ordem de 25%, mas de fato os portugas estao sendo muito caras de pau

  20. Parabéns para a EMBRAER, ter colocado esse KC de novo nos céus é prova de sua competência e também da robustez do projeto!
    Esse ZNF terá muitos anos de vida pela frente, servindo a FAB… Se ele fosse condenado seriam 28+1, agora continuam sendo 28+2 KC-390 que a FAB receberá!
    Quanto aos portugas… Só tenho que rir mesmo, pois o KC-390 está voando em testes em Gavião Peixoto e não em Évora!!!!

  21. Excelente notícia.
    Tomara que a Engenheira Gata apareça aqui e traga mais detalhes.
    Acho que a Embraer poderia enviar o KC-390 para testes de combate a incêndios em Portugal, no verão português.
    Claro que eles devem arcar com ao menos uma parte dos custos, pois estarão sendo beneficiados. Seria uma ação em que todos sairíamos ganhando.
    E eu também usaria ele para levar tropas e equipamentos do EB para a RCA (se realmente sair do papel).

  22. O INVASOR, PT-ZNF, está de volta!! Parabéns, a águia é
    .poderosa. Este será um dos melhores marketing da Embraer, para a consolidação de toda esta engenharia de qualidade, creditado aos talentosos proficionais brasileiros. Que DEUS possa na sua infinita bondade restabelecer a saúde do cidadão acidentado o mais breve possível. Boa notícia para um ano de grandes desafios, sobretudo, comece a operacionalidade e que os contratos de vendas sejam bastante duradouras.

  23. o + 1 é indestrutível !!!!
    cuidado aos colegas que estão chamando os sócios de “portugas”, eu já levei pauladas de lusos descontentes com o tratamento.

    abraços
    Ivo…

  24. Se comparado aos testes em automóveis, esse “teste” do PT-ZNF foi equivalente a um Crash-Test Frontal de um automóvel médio que depois teve sua estrutura recuperada e voltou a trafegar (que obviamente não existe na industria automobilistica nas avaliações das plataformas). Nos Crash-teste automotivos são desenvolvidos mais de 60g e não tenho nem ideia das acelerações geradas nesse episódio com o PT-ZNF. Claro que são situações diferentes, mas os esforços nas estruturas são muito semelhantes.
    Parabéns à equipe técnica da EMBRAER pela qualidade do projeto e aos pilotos que “domaram o bicho” sob evento tão critico. Espero que os feridos estejam recuperados e voando novamente essa bela aeronave.
    Show

  25. Passei todos os comentários e não localizei o do Baschera. Lembro bem dele insistindo que isso não iria acontecer de forma alguma. Seria bom nos explicar o que deu errado em sua previsão e certo nas mãos da Embraer.

  26. Nada como um dia após do outro. Tem gente aqui que vai precisar rever suas fontes furadas, que falavam em fuselagem torcida, perda de superfícies de controle, etc… Nada disso ocorreu. Os reparos foram apenas em estruturas secundárias.
    Demorou mais a burocracia do que os reparos.
    Não vou me dar ao trabalho de procurar quem foi que jurou, de pé junto, que nunca mais voaria. Não interessa.

  27. A males que vem para o bem, e na hora certa. Esse incidente fez uma enorme propaganda da robustez do projeto. Qual força área do mundo não quer uma aeronave que aguenta o tranco?
    Mas fica aqui minha preocupação com a plena recuperação do tripulante. Que esse guerreiro se recupere como o avião se recuperou.
    parabéns Embraer, parabéns a tripulação que o resgatou.

  28. Luiz, a quantidade de “especialistas” no site é impressionante. Humildade passa longe. Todos cursaram Engenharia Aeronáutica no MIT. Nem no ITA foi!

  29. Felipe Morais 2 de Março de 2018 at 17:42

    O Baschera não prevê. Ele deve ter tido alguma informação que afirmava danos irreparáveis na aeronave ou interpretou de forma equivocada o que lhe passaram, algo que acontece com todos nós.

  30. Informação bem recebida por todos os brasileiros, otimistas e pessimistas, bem como pelo mercado comprador. Notícia esta que, certamente será reproduzida indefinidamente pelos demais sites que se dizem especializados. Quem acompanha o histórico do Projeto KC-390, deve, ainda, hoje abrir sites que informam que este avião voou para os Estados Unidos para testes; mas, nenhum deles informa quando o mesmo voltou ao Brasil e quais os testes que foram realizados. Parabéns Poder Aéreo.

  31. Antes de mais nada, considerando que o evento com ZNF teve, como causa basica, um fator extra aeronave (teriam se desprendido os containers com instrumentaçao e causado a instabilidade no voo), a sobrevivencia da tripulaçao e do proprio exemplar ja foi uma façanha enorme!!!

    Entendo que o KC-390 representa, mais do que nunca, um salto de qualidade enorme para a engenharia e industria aeronautica brasileira. Parabéns a todos os diretamente envolvidos, inclusive os portugueses que, entre os demais parceiros, é aquele que mais contribuiu.

    Agora, o retorno do ZNF é simplesmente algo fantastico. So isso ja vai representar a venda de dezenas de exemplares adicionais. Abs.

  32. Pessoal, sem querer por água no chopp, para considerar o retorno ao voo como um grande feito, seria necessário haver um relatório pormenorizado do que aconteceu no acidente e outro descrevendo as ações realizadas para colocar a aeronave novamente em serviço.

    Creio que o esforço foi grande mas para efeito de marketing era isso que deveria ocorrer, concordam?

    Por outro lado, talvez não seja possível a Embraer lançar mão de tal expediente.

  33. Gente, não vamos começar de novo essa ladainha da participação portuguesa. Parece que muitos não leem as matérias anteriores. Vou desenhar então:
    Produtos de defesa como o KC-390 não são baratos e quem paga é o contribuinte. Assim, para que os políticos possam autorizar investimentos como a compra de aviões, é preciso convencer a população de que trata-se de algo que traz mais benefícios á sociedade do que meramente equipar as forças armadas. Gerar empregos e capacitar a indústria nacional, por exemplo. Portanto, é do maior interesse da Embraer que os portugueses sintam-se participantes do projeto, para que os aviões sejam vendidos. Então, por favor, parem com essa barrinha infantil e colaborem, porque, apesar da qualidade do produto, vender para governos é muito mais difícil e burocrático do que vender para empresas privadas

  34. André Bueno, você quer que a Embraer mande um relatório para você? Ou torne publicas informações técnicas confidenciais? Você não quer mais nada não?

  35. “Baschera 8 de novembro de 2017 at 11:45
    O PT-ZNF não voa mais. Deu PT. Soltou, inclusive, partes da fuselagem…e enrrugou tal qual um “croassant”.
    Sds.”

    “Baschera 8 de novembro de 2017 at 16:54
    ___________________
    Carlos Alberto Soares 8 de novembro de 2017 at 14:36
    “Baschera 8 de novembro de 2017 at 11:45
    O PT-ZNF não voa mais. Deu PT. Soltou, inclusive, partes da fuselagem…e enrrugou tal qual um “croassant”.”

    Fonte ? Fotos ? Viu in loco ?
    ____________________________
    Infomações da “Màe Dinah” meu amigo.
    Entendedores entenderão.
    E sim….para quem perguntou… houve ferimentos causados pela abruta situação de -4 g na tripulação… sangramentos e problemas nas vias auditivas…mas nada muito grave.
    Sds.”

    “Baschera 8 de novembro de 2017 at 17:06
    ______________
    Carlos Alberto Soares 8 de novembro de 2017 at 13:35
    Tinhamos uma Forista participante,
    entraram aqui ameaçando ela (deduragem mesmo), cagalhão puro.
    Uma pena, a moça é 10 e show na área
    ____________________
    Carlos Alberto…a “moça” é funcionária do setor de contra-informação da EMB. Uma autentica A2….
    Depois da Koslowa…. Não caio mais nesta.
    Sds.”

    “Baschera 10 de novembro de 2017 at 23:08
    ______________-
    Fernando 10 de novembro de 2017 at 20:35
    Baschera 8 de novembro de 2017 at 11:45
    O PT-ZNF não voa mais. Deu PT. Soltou, inclusive, partes da fuselagem…e enrrugou tal qual um “croassant”.
    Carlos Alberto Soares 8 de novembro de 2017 at 14:36
    “Baschera 8 de novembro de 2017 at 11:45
    O PT-ZNF não voa mais. Deu PT. Soltou, inclusive, partes da fuselagem…e enrrugou tal qual um “croassant”.”
    Fonte ? Fotos ? Viu in loco ?
    Infomações da “Màe Dinah” meu amigo.
    Entendedores entenderão.
    Hahahahah
    Revise suas fontes Bashera!!! Pare de acreditar na mãe Dinah!!!
    Hahahahah
    Nada como um dia após o outro!!!
    ________________
    “Amigo”…
    Ninguem espera ou esperaria que a “perfecionista” EMB disesse outra coisa. Primeiro ela disse que não houveram avarias. Depois cedeu e divulgou avarias superficiais.
    Vai voltar à voar ?? Bem veremos. Veremos se é a mesma célula realmente e não outra repintada como PT-ZNF.
    Eu soube de várias avarias …principalmente nas longarinas das duas asas e muito mais grave na cauda…que virou um “oito”. A carenagem de cobertura do trem de pouco foi encontrata na área rural de SJC. Fora os supostos estragos internos da suposta carga que supostamente se desprendeu…
    A FAB ja recuperou , no PAMA, F-5 torto… Fuselagem podre… Asa enrrugada e todo tipo de desgaste de extremo uso. Mas o KC é outra aeronave…muito maior.
    Quem vai querer receber o ZNF depois de remendado ??
    Paramim e minhas fontes o problema foi outro…
    Mas a verdade mesmo poderemos nunca saber.
    E sim…te confirmo pois soube hoje…a aeronave poderá ter um teste rápido de voo logo após o feriado.
    Vamos ver. Sobre estar tripudisndo de minha opinião eu não me importo. Quem me conhece sabe… estou no “ramo” há. quase 20 anos.
    Sds.”

    André Bueno, eu não iria me dar o trabalho de pesquisar os comentários dele. Mas, já que você disse que é algo que acontece com todos nós, te afirmo que não é não. Eu mesmo não sabia bulhufas do que tinha acontecido e, por isso, fiquei calado, na minha. Já o Baschera, afirmou categoricamente que a aeronave não iria voar, inventando um monte de besteira e, inclusive, que parte da fuselagem havia caído a vários e vários quilômetros da cidade do teste (ridículo). Depois, desqualificou uma forista que vinha fornecendo boas informações sobre o caso. E por fim, veio com uma teoria novamente ridícula, sugerindo, inclusive, que trocariam a aeronave por outra com a mesma pintura. Se não foi por mal caratismo foi por uma absoluta desinformação, que fez questão de propagar sem o minimo pudor.

  36. JT8D 2 de Março de 2018 at 19:31

    Não…
    Eu quis dizer que somente teríamos certeza do ocorrido e do esforço realizado para contorná-lo se isso fosse divulgado. Se fosse possível seria ótimo para o marketing. Mas é evidente que isso não é possível, caro JT8D…

    Interessante, poderiam enviar um envelope lacrado para mim com estas informações… não é má ideia! 😀

  37. Desculpe a brincadeira André, eu sei que você entende muito bem que empresas envolvidas em projetos militares tem muitas restrições quanto à divulgação de informações

  38. Relaxe JT, as vezes escrevemos coisas e não lemos e o resultado pode parecer uma sandice. Gde abraço!
    Na verdade a ânsia por detalhes do ocorrido é grande mas creio demoraremos muito tempo para saber algo de concreto, se é que saberemos.

  39. Informei anteriormente que retornaria ao voo. Atraso de 3 semana devido a selagwm/fti/ajustes… mas importante que voo. Não houve só danos secundários, mas sim primários tambem. Literalmente o voo de fenix.

    Detalhe importante : O mesmo piloto do incidente, que voou com ele novamente, Cel Matta.

    O copiloto que se machucou no incidente Capitão Menini, sofreu um derrame do globo ocular, mas não afetou sua visão. Em breve retornará a linha de voo.

    Nas próximas semanas voará o primeiro de série.

  40. Felicidades ao Matta e ao Menini. Parabens por terem trazido o ZNF de volta, mas o mais importante é saber que voces estao bem e na ativa !!!!! Grande abraço!

  41. “….Os reparos foram apenas em estruturas secundárias…..”
    __________________________________________

    “….Não houve só danos secundários, mas sim primários tambem…..”

    Realmente ” Engº Gara”, muito ispicialista.
    _________________________________________

    A Fonte é de dentro da Embraer, da qual sou Ex, e afirmava que o “charuto tinha torcido”.

    “Engº Gara” Vc mesmo postou isto no PA logo após o incidente.

    ___________________________________

    Voltou ? ÓTIMO.

    Qual foi o motivo do incidente que quase se transformou em tragédia ?

  42. E que Portugual que tem pouca participação,mas nos ajudará a entrar no mercado europeu mesmo com poucas unidade ,e se a china com seu modelo não nos atrapalhar na américa latina.As expectativas estão boas.o avião mostrou uma ótima performance boa velocidade(importante para resistir as defesas AA ) só gostaria de mais detalhes em contramedidas defensivas contramisseis. e outro ponto é sua multifunção.

  43. O objetivo português, de fazer marketing de liderança participativa, ao meu ver, é justamente visando o bloco europeu, para poder alavancar as vendas neste mercado. Dos quatros países envolvidos no progeto, os mais importantes são justamente os europeus. É lá que temos a possibilidades de alavancarmos as vendas mesmo sabendo ser estes os maiores parceiros da OTAN.

  44. A aeronave de fato sofreu avarias pesadas. E só foi liberada após inspeção detalhada e recuperação / reposição de componentes perdidos.

  45. Mas essa aeronave é um protótipo… E, como tal, não terá a mesma vida operacional de uma aeronave de série… Independente do ocorrido.

  46. Realmente houve torção de Plug e Seção Traseira. O avião foi transplantado. O editor poderia me passar o e-mail para eu enviar umas fotos e acabar de vez com essa discussão ?

    O ZNF como foi prototipo de GVT, Flutter, Buffeting, já tem sua vida útil reduzida. Já disse mil vezes e repito ele não será “entregue” a FAB. Ele ficará sobre poder da Embraer até a Embraer não quiser mais ele, assim como ocorreu com A-29 5900, que depois de devolvido foi para o Museu em São José . Depois da certificação continuam os ensaios de maturidade etc… A Embraer vai ficar com ele por um longo tempo ainda.. até mesmo para usar em demonstrações porque a cada venda internacional, a FAB ganhará royalties.
    Grata

  47. Walfrido… A FAB pagou pelo desenvolvimento do KC390, então os protótipos são de sua propriedade. Entretanto, pelo menos este primeiro ficará com a Embraer para futuros desenvolvimentos (novas funcionalidades, novas versões). Isto ocorreu com outras aeronaves como o AMX e o A-29.
    É assim que entendo o questão.

  48. Agora vamos ver…
    Se mandar qualquer foto estará ferindo o código de ética da empresa e o acordo de confidencialidade com o governo brasileiro.
    Todos nós que participamos do projeto seguimos um código de ética, o qual assinamos.
    Além disso, recebemos autorização dos órgãos governamentais para lidar com informações confidenciais.
    Qualquer vazamento de informações, além das divulgadas por fontes autorizadas, constitui crime.
    Por isso, sugiro a Srta Eng Gata, que seja ética e preserve infos confidenciais a que, por ventura tenha acesso, se tiver.
    Dito isso, o pessoal de segurança da informação da FAB e da é já estão alertados.
    Tive acesso a fotos e relatórios do incidente, jamais os revelaria sem autorização. Assim como qualquer detalhe do ocorrido ou dos danos.
    Só digo que não foram tão graves como outros divulgaram, ou como alguns fazem parecer. A prova está aí… A aeronave está de volta ao ar.

  49. Certas coisas vão cansando.
    Todas vez que EG vem no site comentar alguma coisa, começa a ladainha que estaria quebrando termos de confidencialidade da empresa, etc. Bom, isso é um problema da EG com a Embraer, não nosso, que ao contrário, deveríamos de sermos gratos de estarmos sendo bem informados.

  50. Marcos10,

    O Luiz Fernando, sendo funcionário da Embraer, e tendo assinado NDAs e feito credenciamento no COMAER é co-responsável pelo zelo para com as informações confidenciais. Até mesmo os ex-funcionários (como eu) também o são. Esses mecanismos legais independem do vínculo empregatício. Não há espaço pra omissão.

    Não é ladainha não. É coisa de gente responsável.

    Agora, se os colegas do fórum ficam p&tos com isso, paciência… é só o tempo de ficar p&to e de des-ficar p&to.

  51. Marcos 10…

    Pois é… e por causa da usa ânsia em saber o que não deve saber, vamos deixar a tal EG se ferrar?

    Sigo o ditado de que “quem avisa amigo é!!”

    Por isso a avisei. Já tem gente de olho no que ela posta. Gente do MD.

  52. Você está 100 % correto Luiz Fernando.

    Agora essa “gente do MD”, já que não foi tão grave como o especulado e considerando, ainda, que a aeronave já está operacional novamente, poderia fazer a gracinha de informar melhor o contribuinte do que aconteceu, afinal, nós que pagamos essa conta ai.

    Antes que falem, sei que a Embraer, enquanto empresa privada, e até por uma questão de estratégia de futuras vendas, não tem mesmo que divulgar nada. Mas o MD, bem como a FAB, poderia ser mais transparente com o contribuinte, especialmente por não ter sido nada tão grave (confiando no que o sr. disse). Isso tbm para as outras forças. Quem sabe até diminuísse esse ranço que a população ainda tem com as forças armadas.

    Esse caso, fica que nem aquele outro caso do aumento no preço do Gripen, que era algo totalmente justificável (como foi explicado depois), mas a FAB se restringiu a publicar uma nota ridícula de algumas linhas falando nada com nada!

  53. A Embraer é uma empresa privada e, a princípio, não teria que divulgar nada a respeito (bem a princípio, pois houve acidente de trabalho e o Ministério do Trabalho pode requerer explicações e até mesmo embargá-la).
    .
    Porém, a aeronave é pública, pois foi adquirida pela FAB, e, sendo assim, há interesse público em saber o que aconteceu e se os danos foram corretamente sanados.
    .
    Por exemplo, se caísse um pedaço de um viaduto em construção pela Odebrecht e ela o consertasse e dissesse que está tudo bem, o povo deveria aceitar a versão da empresa e ponto final?
    .
    A meu ver, cabe ação popular para a Embraer explicar o ocorrido, os danos e como foram solucionados.
    .
    Quanto à divulgação pela Engenheira Gata, dependendo do que a Embraer/FAB/MD, estiverem (se é que estão) escondendo (por exemplo, algo que exponha a vida de pessoas – tripulantes e passageiros), ela não estará cometendo ato ilícito, pois o cumprimento da cláusula de confidencialidade é escusável nesse tipo de situação – pensem, por exemplo, num funcionário divulgando que um remédio foi fabricado incorretamente – (aliás, ato ilícito estariam cometendo a Embraer/FAB/MD).

  54. Rafael… Não ė assim que funciona.
    A FAB sabe exatamente tudo o que ocorreu. Mas nenhum funcionário (da empresa, terceiros ou FAB) pode divulgar informações confidenciais, pois existem os canais próprios para isso.
    Existem acordos de confidencialidade…
    Os acordos dizem que nada pode ser divulgado. São acordos assinados com a empresa e com o COMAER.
    Além disso, existem canais próprios para se solicitar e divulgar este tipo de informação… Um fórum de discussões não é um canal apropriado.
    Não sei porque o drama…
    O avião está no ar novamente… Isso ė fato. Prova da robustez do projeto. E contradizendo o que alguns disseram por aí…

  55. Numa boa, transparência é uma coisa – evisceração é outra. Divulgando o que pode ser divulgado de forma coerente e com detalhes até o limite profissional em nada atentam contra o meu censo de contribuinte. Embora não seja da área específica, trabalho em atividade onde o sigilo é parte integrante do labor e por período não inferior a 20 anos após o óbito, salvo instado por obrigação legal. Detalhar quantos parafusos perdeu, que houve dano estrutural nas áreas alfa a ômega e etc, cá pra nós que seria expor todo o trabalho e ainda servir de peça publicitária para a concorrência. Que me perdoem os que pensam diferente.

  56. Luiz Fernando,
    Concordo que, em princípio, caso a EG tenha assinado algum acordo de confidencialidade, ela não deve divulgar informações confidenciais.
    Mas quis dizer que acordo de confidencialidade não é algo absoluto e que não possa nunca ser “desrespeitado”.
    E, ao menos em tese, há interesse público em saber o que ocorreu. Uma pessoa pode pedir informações à FAB e, se não atendida, pode entrar com ação popular – talvez a ação seja julgada procedente ou não. Se alguém estiver disposto a entrar, basta contratar um advogado para tal (eu não vou, pois dinheiro não está sobrando na minha conta rsrs).

  57. Pagação de sermão desnecessária , não creio que alguém ao menos mencione que vai burlar normas específicas e contratuais a bel prazer, ainda mais divulgando publicamente a intenção de fazê-lo.
    Se fazer de paladino da justiça pra “ajudar” pode ter surtido justamente o efeito contrário Luiz Fernando.

  58. MUITO BOA notícia uma vez que os dois protótipos de voo para certificação devem, ao final da campanha, ser reconfigurados para a versão de produção e se juntar as 28 aeronaves encomendadas previstas de modo que a frota final de KC-390 na FAB (se não houver corte nas encomendas previstas) será de 30 aeronaves…

    O silêncio da Embraer sobre a situação estrutural deste protótipo colocava em dúvida se as sequelas do incidente de outubro permitiriam que esta célula protótipo “pudesse seguir carreira” na FAB… 🙂

    Mais de quatro meses parada, deve ter sido um lento e meticuloso trabalho de reparo e de vistoria estrutural da aeronave…

  59. Só para lembrar… os protótipos (pelo menos o primeiro) deve seguir em serviço na Embraer, como base para ensaio de novos equipamentos, funcionalidades e versões.
    Acredito que terminará seus dias a serviço da Embraer/FAB, mas no setor de ensaios da empresa.
    Foi o mesmo com os protótipos do T-27. AMX e A-29.

    E como já foi citado, um protótipo passa por ensaios que “encurtam sua vida estrutural”. Se um dia for entregue em definitivo para FAB, deverá operar com restrições.

    E nem sempre é possível reconfigurar um protótipo para a condição de série… principalmente num primeiro protótipo isto é praticamente inviável.

    Quem conhece sabe como é. A estrutura é muito modificada para receber os FTI´s, os racks e as cablagens de ensaio. Além disso, peças são alteradas depois dos ensaios em voo, estruturais e de fadiga (e peças nem sempre de fácil troca, podendo a simplesmente não poder ser trocadas).

  60. Cada um então no seu quadrado. A Embraer e o MD que se mexam para tapar os vazamentos de informação.

    De minha parte nada com isso. EG sou seu fã!!

  61. Que chato essa conversa de se os protótipos pertencem ou não à FAB. Será que é tão difícil de entender que a FAB pagou por eles da mesma forma que pagou por todo o processo de desenvolvimento, mas que quem UTILIZA esses protótipos em benefício da própria FAB é a Embraer?
    O próprio nome já diz, PROTÓTIPO. Não é produto, é uma ferramenta de desenvolvimento. Alguém aí acha que a GM ou Volks vendem seus protótipos para o consumidor final?

  62. Caerthal 5 de Março de 2018 at 22:44
    “Cada um então no seu quadrado. A Embraer e o MD que se mexam para tapar os vazamentos de informação.”

    Isso aí! No meu quadrado aqui eu ajudo a tapar os vazamentos. Entendo que sou “liable” se for omisso. Afinal de contas, não recorro a anonimatos “covardes”, já me identifiquei aqui. É fácil ser valente e linguarudo se escondendo atrás de apelidos suspeitos.

    Podem chamar de cagueta, s2, espião, x9 ou até “cagalhāo” como um forista inconformado disse por aí… to nem aí pra isso pra isso.

  63. Se um comprador quiser saber a causa desse acidente, vão ter que mostrar o relatório da investigação. E todo comprador sério vai querer saber, para ter certeza de que a causa foi corrigida.
    Infelizmente a história da aviação está repleta de casos de acidentes cujas aeronaves voltaram a voar sem que a causa tivesse sido sanada. O resultado foram mais acidentes.
    Não faço a menor idéia do que aconteceu nesse caso ou qual a situação atual da aeronave, mas não posso deixar de achar estranha essa falta de informações e até as ameaças aqui postadas. Isso não se coaduna com a filosofia de segurança de aviação que tanto procuramos solidificar no Brasil. No mínimo estranho…

    • Lynx,

      Até onde eu saiba, não houve acidente.
      A aeronave está na campanha de ensaios e operando além de seu envelope a ser certificado. O evento ocorrido certamente é analisado e, se for o caso, leva a alterações do projeto ou limitações operacionais que valerão após certificação. Posso te dizer que coisas “perigosas” acontecem em todos os desenvolvimentos. Por isso esse processo é caro e demorado.

      Este é o processo canônico de desenvolvimento e certificação certificação de aeronaves.

      Agora, as informações a respeito do evento só dizem respeito ao fabricante e a autoridade certificadora (que segue os padrões internacionais de segurança de voo), e não precisam ser compartilhadas com o público geral.

      Você pode ter a certeza que toda a informação gerada nos ensaios em voo é passível de investigações na eventual ocorrência de um acidente após a certificação. Não há o que esconder. E se acontece um acidente (digo, acidente), as autoridades investigam e liberam relatório para conhecimento público.

      Não entendo a desconfiança do colega.

      Quanto a ameaças, mais uma vez, informações proprietárias não são compartilháveis – a menos com a anuência do dono da informação. Esse é um aspecto legal que os envolvidos devem respeitar. Não cabe a omissão. Portanto, quem é responsável faz a sua parte e pronto, quem é irresponsável está se expondo. O resto é mimimi.

  64. Prezado Aerococus. Ocorreu sim um acidente. Procure ler a definição da OACI, seguida pela ANAC e pelo CENIPA e não terá mais dúvidas. Houve ferimentos a um tripulante e danos à aeronave, resultando em afastamento de ambos do voo. Isso classifica a ocorrência como acidente. Foi classificado como Incidente Grave? (De novo, veja a definição ) seria um jeitinho, mas só o SERIPA para dizer. Me parece que,se foi o caso, entortaram a norma.
    O que está me deixando encucado é exatamente esse patrulhamento que vc e seu colega Luiz Fernando estão fazendo. Parece que querem esconder algo… e assim, nunca vou ter a certeza de que revelarão os dados das ocorrências. Vide esse acidente…
    Vai ser dificil sustentar que um projeto bancado por dinheiro público não precisa ter os seus percalsos revelados a esse público que o banca. Vai soar meio Odebrecht… e o país já cansou disso. Vão ter que revelar ao comprador que quiser saber. Ou ele não compra.
    Eu sou um apoiador desse projeto e por isso faço essa crítica. Essa postura de negação levou a Eurocopter a enterrar na lama a imagem de sua bem sucedida família de helicópteros Puma. Hoje a Airbus só consegue vendas governamentais bem tangentes para eles. No mundo civil, afundou, pois a percepção de segurança para quem pode optar por nele não embarcar acabou. Espero que a Embraer não se arrisque a isso num projeto que ainda está no protótipo. A solução é a tranparência.
    Falo por preocupação e não para denegrir. Se quiserem aproveitar algo, ótimo. Se não, boa sorte. Não torço contra nem sou vidente para fazer previsões.

    • Meu caro… Ninguém aqui está fazendo patrulhamento.
      Apenas estamos sugerindo a um foristas que não seja anti ético, e que não revele informações sob as quais não tem propriedade e nem autorização em divulgar.
      É um programa militar sigiloso… Só para começar.

  65. Que bom seria se a mesma disposição que as pessoas demonstram para fiscalizar uma empresa privada elas tivessem para fiscalizar os políticos que elas elegem.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here