Home Aviação de Transporte Esquadrão Carajá completa 60 órgãos transportados em 2017

Esquadrão Carajá completa 60 órgãos transportados em 2017

799
8

Ao todo, a FAB já transportou mais de 200 órgãos este ano

O 4º Esquadrão de Transporte Aéreo (4º ETA), localizado na Ala 13, em Guarulhos (SP), conhecido como Esquadrão Carajá, completou, em mais uma missão de Transporte de Órgãos Vitais (TROV), a marca de 60 órgãos transportados apenas em 2017.

A missão foi acionada pela Central Nacional de Transplantes (CNT) na tarde de quinta-feira (30/11). Poucos minutos após o acionamento a tripulação da aeronave decolou com destino a Campo Grande (MS). Foram empregadas 6h20 de voo da aeronave C-97 Brasília, totalizando, em 2017, 246 horas de voo destinadas a missões de TROV.

Enquanto a aeronave deslocava-se do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP) para o Aeroporto Internacional de Campo Grande (MS), a equipe médica realizava o procedimento de extração de um fígado na Santa Casa da cidade. Realizado o procedimento, o médico Luís Gustavo Guedes Dias e a enfermeira Gislaine Aparecida Amaral de Albuquerque embarcaram na aeronave, com o órgão devidamente acondicionado, para prosseguirem até o Hospital de Brasília (DF), onde se encontrava o receptor.

Apesar de os acionamentos já terem se tornado rotineiros para o 4º ETA, o Tenente Aviador Raphael de Assis Meucci afirmou que cada missão TROV executada é motivo de muito orgulho. “É sempre uma grande honra e emoção participar de uma missão tão nobre como a de transporte de órgãos. É muito gratificante contribuir para salvar ou melhorar a qualidade de vida de um cidadão brasileiro”, ressaltou.

A Força Aérea Brasileira (FAB) transportou até agora, em 2017, 220 órgãos em 910 horas voadas. Os órgãos mais transportados foram fígado, coração e rins.

FONTE: Força Aérea Brasileira

8 COMMENTS

  1. São Paulo que aproveite o 4° ETA antes que se mude para o RJ, sem o Comar IV o ETA perdeu a finalidade em São Paulo e a as Alas 13(SP), 14(SV) e 15(RF) receberam estes últimos números das 15 alas porque deverão ser fechadas.

  2. Strobel, não vai ocorrer. O ETA-4 vai permanecer. A cessão da área prevê o seu uso pela FAB. Inclusive, a família doadora (Guinle?) está com uma ação na Justiça por conta do aeroporto.

  3. Realmente é complicado fechar uma Base Aérea, se brincar nenhuma das 3 ultimas Alas, a 13, 14 e 15 será fechada.
    A pressão para não fechar será grande, os patrulheiros não acreditam no P-3AM saindo de Salvador.

  4. O EMB 120 foi minha escola. Fico muito feliz de vê-lo em missão tão nobre. Talvez a maior de todas. Ajudar a salvar vidas. Parabéns aos envolvidos nessa nobre missão. Sds

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here