Home Aviação Civil USAF expande proteção contra drones

USAF expande proteção contra drones

1394
2

OFFUTT AIR FORCE BASE, Nebraska — Oficiais dizem que uma base da Força Aérea ao sul de Omaha expandiu suas defesas contra os drones e pode impedir que se aventurem dentro de seus limites de espaço aéreo.

Um comunicado de imprensa da Base da Força Aérea de Offutt diz que agora tem “uma série de sistemas de defesa únicos” para se proteger contra drones, informou o Omaha World-Herald. O release não é específico.

“Nossa missão é garantir a segurança dos recursos e do pessoal na base e este é apenas um método para manter-nos atualizados contra uma ameaça sempre em evolução”, disse o tenente-coronel William Smith, comandante do 55th Security Forces Squadron na base.

Os drones são totalmente bloqueados dentro de 3 milhas (5 quilômetros) do aeródromo da base. O uso de drone entre 3 milhas e a borda de seu espaço aéreo da Federal Aviation Administration (FAA) de 5 milhas (8 km) é muito limitado.

A mensagem segue a orientação recente do Pentágono que estabelece a autoridade dos militares para desativar ou disparar contra qualquer drone que viole as restrições do espaço aéreo em uma base dos EUA. O capitão da Marinha Jeff Davis disse que uma política reservada que abrangia os drones foi aprovada em agosto.

Davis disse que a política detalha as ações que os militares podem tomar para impedir qualquer ameaça, incluindo destruir ou apreender qualquer avião não tripulado voando sobre uma base.

“O aumento de drones comerciais e privados nos EUA levantou nossas preocupações em relação à segurança e proteção de nossas instalações”, afirmou.

A FAA estimou no ano passado que existem cerca de 1,1 milhão de drones em uso nos EUA. A agência previu que o número poderia crescer para 4,5 milhões até 2021.

Davis disse que os militares sempre foram autorizados a defender as bases e tropas, “mas acho que isso fica um pouco mais solidificado com o que podemos fazer”.

FONTE: AFP

2 COMMENTS

  1. Esses drones são pequenos demais para serem mapeados pelos radares tradicionais? Imagino que até apareçam na tela, mas como são pequenos podem passar despercebidos? Porque se a resposta for não, uma boa e velha AA .50 não daria conta de abatê-los?
    .
    Sds

  2. Acho o problema mais grave. Hoje, bastaria um razoável transmissor para um drone pequeno voar a 1000m de altitude e levar qualquer artefato que possa ser lançado do alto. é fácil encontrar vídeos no youtube de alguns passando das nuvens. E estou falando de simples quadricopteros. Outra coisa que imagino é como se defender de ataques terroristas multiplus. Se por exemplo uns 20 invadirem ao mesmo tempo terá como revidar? Além de disso ainda tem os nano que com certeza evoluirão e poderão transportar armas químicas que não precisam de grandes quantidades a depender do componente transportado. Não será fácil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here