Home Aviação de Caça Delegação brasileira conhece o primeiro Gripen da FAB na Suécia

Delegação brasileira conhece o primeiro Gripen da FAB na Suécia

25281
122
Primeiro Gripen E brasileiro sendo montado na Suécia

O SAAB 6001 será o primeiro dos 36 caças comprados pela Força Aérea Brasileira a ficar pronto

Linköping (25 de outubro) – A delegação do governo brasileiro chefiada pelo MDIC viajou nesta quarta-feira à cidade de Linköping, a 160 km de Estocolmo, na Suécia, para conhecer o primeiro caça sueco-brasileiro em produção. O SAAB 6001 será o primeiro dos 36 caças comprados em 2014 pela Força Aérea Brasileira (FAB) a ficar pronto. Ele está em fase final de montagem. Segundo o cronograma oficial, a FAB deve começar a receber os primeiros Gripen a partir de 2019.

A parceria também inclui transferência de tecnologia para o Brasil. Parte dos aviões está sendo desenvolvida em conjunto com a brasileira Embraer. A previsão é de que sejam construídos no Brasil oito caças monopostos (com um assento), e sete caças bipostos (com dois assentos). A Embraer já participa ativamente do projeto de transferência de tecnologia,que foi iniciado há cerca de um ano com a ida de mais de cem engenheiros brasileiros à Suécia.

Durante a visita, o secretário-executivo do MDIC, Marcos Jorge de Lima, pediu detalhes sobre a fábrica de aeroestruturas que a empresa sueca pretende instalar em São Bernardo do Canpo, região metropolitana de São Paulo. Segundo a SAAB, a fábrica brasileira deve começa a funcionar em 2019, após a seleção da propriedade e preparação da infraestrutura do local.

“Precisamos lembrar que a tecnologia é um dos grandes motores do desenvolvimento industrial e projetos desta natureza ajudam a desenvolver o setor aeronáutico como um todo, inclusive, empresas de menor porte podem vir a participar da cadeia de fornecimento global de componentes”, avalia o secretário-executivo do MDIC.

Cooperação aeronáutica

A cooperação já teve início em solo brasileiro. O principal marco no processo de transferência de tecnologia do projeto Gripen NG entre Brasil e Suécia foi a inauguração do Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen, em novembro de 2016, na planta industrial da Embraer em Gavião Peixoto (SP). Com quase 4mil m² de área construída, o espaço abrigará os equipamentos de testes para o desenvolvimento do Gripen, dentre os quais o simulador de voo que verifica a funcionalidade dos sistemas.

Trata-se do primeiro da lista de 60 projetos de offset (compensações de natureza industrial, tecnológica ou comercial). Quando estiver em pleno funcionamento, o Centro de Projetos deve abrigar em torno de 300 engenheiros e técnicos. Até 2024, 350 profissionais participarão de cursos e treinamentos. Eles são peças-chave para que o país crie competências e capacidades técnicas para, ao final do programa, dominar todo o conhecimento crítico necessário para o desenvolvimento de aviões de caça.

FONTE: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços /COLABOROU: Bardini

122
Deixe um comentário

avatar
115 Comment threads
7 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
68 Comment authors
alexandrefontoura2013Joao Moita JrCinturão de OrionClésio LuizCristiano GR Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Matheus Ugraita
Visitante
Matheus Ugraita

O Avião só não pode ser pintado com o Verde e cinza horrível. 🙂

Alex
Visitante
Alex

“Segundo o cronograma oficial, a FAB deve começar a receber os primeiros Gripen a partir de 2019.”

Ao que parece 2021 era mesmo fake news de blog compartilhado indefinidamente.

Carlos Eduardo
Visitante
Carlos Eduardo

Lá vem o cronograma novamente….

Marcelo Moraes
Visitante
Marcelo Moraes

Pessoas que como eu, acessam o blog antes da escolha do fx 2, sente uma grande emoção ao ver o primeiro assim sendo montado! Sensacional!

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

2019 é menos ruim, digamos assim.

Jorge Motta
Visitante
Jorge Motta

Matheus Ugraita – Falou tudo! O atual esquema de cores da FAB não combina com nada, muito menos num caça de superioridade aérea.

Mateus
Visitante
Mateus

Essa pintura da maquete parece a do Mirage 2000 da FAB.

Bardini
Visitante
Bardini

Uma sugestão:comment image?v=v40
.
🙂

Matheus Ugraita
Visitante
Matheus Ugraita

Esse esquema cairia bem, Galante! Só acho desnecessário o FAB escrito por extenso nos caças. 😛

Fernando
Visitante
Fernando

Pintura todas elas feias. Deveriam inovar na pintura mantendo a sobriedade. O avião num é inovador?

Hugo Vigneron
Visitante
Hugo Vigneron

Galante a fab pode usar uma pintura diferente das outras aeronaves , como a do F-5 ?

Ederson Joner
Visitante

“A previsão é de que sejam construídos no Brasil oito caças monopostos (com um assento), e sete caças bipostos (com dois assentos).”
Pois é, no começo do FX-2 dizia-se que seriam 6 caças que viriam prontos e os outros 30 seriam montados no Brasil, deram um reorganizada nos números… Talvez questões financeiras ou uma negociação para acelerar as entregas…
Sobre a cor, eu prefiro a cor única usada em superioridade aérea, somente o cinza, como nos suecos ou americanos…

angelo
Visitante

Como deve ficar no lugar do mirage 2000 faz sentido utilizar a mesma pintura .

Gripen BR
Visitante
Gripen BR

Que beleza! Sua casa o espera!

Ricardo Da Silva
Visitante
Ricardo Da Silva

Espero que se houver mais encomendas, e tomara que as tenha, que TODOS os demais sejam de 2 lugares. Não apenas de ser um produto com maior índice de nacionalização mas porque imagino a possibilidade de versões em que o 2º acento possa ser reconfigurado para uma variedade de missões ou eventualmente ser substituído por um tanque extra através da substituição de módulos. Acredito ainda que se possa fazer uma versão “simplificada” para treinamento (sem pós-combustão e aviônicos menos complexos). Enfim, apesar de não ter sido minha da preferência inicial, acredito que o Gripen abre uma maior possibilidade de funções… Read more »

Douglas Rodrigues
Visitante
Douglas Rodrigues

Tá nascendo!!!! Obaaaa!
Quem não se atentou ao cronograma, ao que entendi o primeiro chega sim em 2019 para os primeiros testes e certificação do Gripen, para em 2021 entrar em operação com quem sabe o primeiro esquadrão operacional (quando terão tempo de produzir quantidade suficiente para tal – uns 12 talvez que ficarão em Anápolis). Ainda acredito que abrir uma fábrica para produzir “apenas 15” caças seja um exagero, e que talvez essa fábrica se habilite a montar o restante da futura encomenda para alcançar os 108 ao todo!
Quanto ao esquema de pintura, que tal a camuflagem digital/pixelizada?
comment image

IvanStop
Visitante
IvanStop

Eu acho que para esquema de pintura do novo caça, deveriam fazer um concurso com criança do pré nas escolas do Brasil! 😛

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

Dois tons de cinza!
50 seria demais!

julio buzoli
Visitante
julio buzoli

Pelo que entendi então, 2021 devem começar a ser entregues os que forem construídos aqui.
Sobre o esquema de pintura, Deus ajude que não seja o padrão verde e cinza escuro que vem sendo utilizado.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Desculpe perguntar mas o aparelho da foto é um Gripen que pertencerá à FAB?

Nilo Rosendo
Visitante
Nilo Rosendo

O importante é que eles cheguem, e saíam do âmbito político e passem para os técnicos. Por pouco não virou pizza, parabéns a todos nós patriotas.

Patrao
Visitante
Patrao

Olá pessoal
E tem também aquele cinza do rafale.

Mateus
Visitante
Mateus

Ângelo, o Gripen vai substituir os F5 e os AMX também.

André Luiz.'.
Visitante
André Luiz.'.

IvanStop 26 de outubro de 2017 at 8:14
Pera’í! Pintura de avião militar não é questão de ‘marketing’ our mera estética (exceto aquelas feitas em caráter comemorativo e/ou as de aviões usados em demonstração aérea, como as aeronaves da Esquadrilha da Fumaça e congêneres!) Há critérios técnicos para definir as cores da aeronave, mesmo que nem sempre fiquem do agrado da maioria…!

Juliano Bitencourt
Visitante
Juliano Bitencourt

Esse Gripen E vai deixar os SU-30 comendo poeira! E coitados dos Mig-29! Os F-16 que não estão no estado da arte também tomam um sacode. Será o senhor dos ares latino-americanos. Até segunda ordem.

Juliano Bitencourt
Visitante
Juliano Bitencourt

Mas eu gostaria muito de ver uns 3 esquadrões de F-15SE para superioridade aérea total.

Phacsantos
Visitante
Phacsantos

“Marcelo Moraes 25 de outubro de 2017 at 22:39”

Assino embaixo!
Lemos aqui no PA que o FX “seria” Mirage, Sukhoi, F-16, Rafale, F-18, trocentas opções de Usados…tantas incertezas.
Ver que finalmente está se concretizando, com algo Novo e de ponta, é emocionante!

Daniel
Visitante
Daniel

Também acho Juliano.
O Gripen E será o caça mais avançado da América Latina, inclusive superiores aos Typhoons situados nas Falklands.

Renato
Visitante
Renato

Toda vez que sai algum artigo sobre esta aeronave temos as mesmas dúvidas sobre datas e quantidades a serem produzidas em solo tupiniquim…
Este assunto é muito desencontrado ou nós que temos dificuldade para interpretar textos?

Wellington Rossi Kramer
Visitante
Wellington Rossi Kramer

Desde que vi o padrão sueco de superioridade aérea na coleção “Aviões de Guerra” fiquei fascinado por ele. Tomara que os Gripens da FAB usem uma cópia exata dele.

Carlos Eduardo Maciel
Visitante
Carlos Eduardo Maciel

Ontem testes supersônicos !
Hoje a primeira célula sendo montada !
Na Boa !!!!
Alguns frequentadores estão em surto nesse momento !!!
” Não atrasou !!!”
“Tá sendo montado !!!”
“Essa porcaria vai voar !!!”
E agora sapateando e fazendo beicinho !!!
“Que raiva, raiva, raiva !!!
🙂 🙂 🙂
😛 😛 😛

Tiago Jeronimo ☠ (@TiagoJL)
Visitante

A novela que se iniciou em 1994 finalmente está próxima do fim. Sugestão ao blog: Fazer uma matéria mostrando como era o poder aéreo no mundo em 1994 e os aviões usados pelas principais forças aéreas naquela época.

Junior
Visitante
Junior

Se ele ja esta sendo montado corre o risco de chegar aqui ano que vem (😍😍😍) , podem muito bem adiantar o cronograma ✌️

Gustavo
Visitante
Gustavo

Torço para que seja da cor da maquete, mas se não for, poderiam arriscar a digital em cinza.

pangloss
Visitante
pangloss

Sobre as cores, é bom avisar aos suecos que não queremos aquele padrão Viggen-ambulância, com o avião branco e os mísseis verdes.

João Argolo
Visitante
João Argolo

HMS TIRELESS 26 de outubro de 2017 at 9:15
Desculpe perguntar mas o aparelho da foto é um Gripen que pertencerá à FAB?

Segundo a reportagem, sim

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Gosto da atual pintura dos aviões da FAB, entretanto, a camuflagem da maquete é bem legal, mas, não esqueçamos que o Gripen será a primeira aeronave multirole da FAB, o padrão deverá servir para vários tipos de missões.

IvanStop
Visitante
IvanStop

André Luiz.’. 26 de outubro de 2017 at 9:41
Eu sei; Foi ironia da minha parte! Por isso o 😛 depois do comentario.
Por saber que existe um criterio tecnico para isso, que brinquei que deveriam utilizar crianças do pré para escolher.
Abraços

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Saab Gripen vs SU-30MKI

Read more http://www.aviatia.net/gripen-vs-su-30mki/

Antonio de Sampaio
Visitante
Antonio de Sampaio

O fato de ter uma fábrica de estruturas e montagem no Brasil barateia o preço final do caça, parte do custo do avião, ao ser fabricado no Brasil, retorna ao próprio governo via arrecadação de impostos, tornando-o mais barato no final do processo. Outra variável não menos importante é que, ao ser fabricado no país, gera maior capacidade para aquisição de mais aeronaves além dos 36 já contratados, não apenas via preços menores, mas também via pressão política dentro do Congresso; ninguém quer desmantelar logo de imediato toda essa estrutura, note que a ida para São Bernardo pode acabar gerando… Read more »

cwb
Visitante
cwb

Boa tarde a todos!
São boas notícias,a alguns anos li na abra pc
um artigo intitulado “quem ou como são os suecos “escrito pelo coronel Kaufmann que foi a uma competição militar nesse país.
Vale a pena ler e ver como eles pensam.
Depois da um pouco de vergonha na gente. Acho que foi a melhor escolha da Fab.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

“Renato 26 de outubro de 2017 at 10:17 Toda vez que sai algum artigo sobre esta aeronave temos as mesmas dúvidas sobre datas e quantidades a serem produzidas em solo tupiniquim… Este assunto é muito desencontrado ou nós que temos dificuldade para interpretar textos?” . Renato, creio que há dificuldade de muita gente não só para ler textos mas entender até mesmo as mais curtas legendas de vídeo, infográficos, telas de powerpoint e fazer simples contas de somar. . Vídeo: https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=VRLaPOPCYtQ . infográfico: . Tela de apresentação feita ao Congresso anos atrás sobre o cronograma: . O assunto só fica… Read more »

João Adaime
Visitante
João Adaime

Quando o Aldo Rebelo era ministro da Defesa, num programa de debates um repórter perguntou por que tanta briga para fornecer apenas 36 caças ao Brasil? Ele afirmou todos os possíveis fornecedores sabiam que o número total de Gripen a ser adquirido seria de 120. Esta é a soma arredondada dos F5 e AMX da FAB. Não sei se ele ainda computava os mais ou menos 20 A4 da Marinha. Mais tarde alguém da Força Aérea (não lembro quem) afirmou que a troca de F5 e AMX não seria um por um, uma vez que cada Gripen pode preencher as… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

“Qual seria a dotação mínima da FAB para fazer o mesmo trabalho dos atuais F5 e AMX?”
.
Na minha opinião (apenas opinião) pelo menos mais um lote de 36 aeronaves para um total de 72 caças de primeira linha, a serem divididos entre 4 a 6 esquadrões, abrigados em pelo menos 4 bases.
.
“Sem falar na reposição dos caças de Anápolis, lacuna até hoje não preenchida?”
.
A lacuna de caças em Anápolis foi preenchida com F-5M, ajustando-se a frota ao que foi possível dividir em quatro esquadrões.

Walfrido Strobel
Visitante

Antonio de Sampaio 26 de outubro de 2017 at 12:17
A. S., não acredito que montar alguns aqui possa baratear o Gripen, acho exatamente o contrário, sem entrar no mérito da geração de empregos no Brasil que pode ser algo positivo.

Daniel
Visitante
Daniel

João.
Acredito que mais uns 34 Gripens E, num total de 70, supriria o espaço deixado pelos Mirage 2000, além da toda a atual frota de AMX e F-5.
Corrijam se estiver enganado.

fabio jeffer
Visitante
fabio jeffer

120 Gripen pra FAB não seria nada mal.

Daniel
Visitante
Daniel

Mais prudente mesmo Fernando.
A FAB adquirirá um segundo lote igual ao primeiro, algo em torno de 70 caças como falei acima.
Falar em 120 caças é exagero.

DIEGO
Visitante
DIEGO

Se a FAB cair na besteira de encomendar mais 36 extras não haverá terceiro lote. No caso da próxima encomenda tem que sair no minimo mais 50 exemplares, no minimo! Tenho a impressão que esse numero de 50 na segunda encomenda já tinha sido ventilado pelo Saito, tem que ser de 50 a 70 já na próximo contrato pois será a ultima…

Jeff
Visitante
Jeff

OFF: Então o F-35 é pintado naquela cor pra ficar camuflado dentro do hangar?? 😀

Hélio
Visitante
Hélio

O padrão de pintura deve ser preto, nem mais nem menos que isso.