Home Aviação de Transporte Governo enviará avião da FAB para resgatar brasileiros no Caribe

Governo enviará avião da FAB para resgatar brasileiros no Caribe

2197
43
C-130 da FAB

A expectativa é de que o voo ocorra na terça-feira (12/9), quando são esperadas melhores condições climáticas

O governo brasileiro vai enviar um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para resgatar os brasileiros afetados pela passagem do furacão Irma pelas Ilhas Virgens. A expectativa é de que o voo ocorra na terça-feira (12/9), quando são esperadas melhores condições climáticas.

Em nota divulgada há pouco, o Ministério das Relações Exteriores informou ter recebido informações, até o momento, da presença de 60 brasileiros em três ilhas mais afetadas pela passagem do furacão. A maior parte está concentrada no lado holandês da Ilha de São Martinho. Há ainda registro de pessoas em Tortola e em Turcas e Caicos.

Um núcleo de atendimento emergencial na área consular do Itamaraty foi montado em Brasília. Formou-se, ainda, uma rede de comunicação em tempo real com postos da rede consular diretamente responsáveis.

A informação do Ministério das Relações Exteriores é de que brasileiros que se encontravam em algumas das regiões atingidas pelo furacão já receberam apoio e foram retirados dos locais atingidos, graças à cooperação dos governos da França, Países Baixos e Reino Unido.

O voo da FAB tem como destino a ilha de São Martinho. O Itamaraty informou ainda manter entendimento com governo do Reino Unido para possibilitar a retirada de brasileiros que se encontram em territórios britânicos.

FONTE: Estadão

43 COMMENTS

  1. Qual será a anv ?
    Seria mais barato locar anv na américa central >>>> Caribe e depois translada-los para o Panamá ou Colômbia e voo de carreira para o Brazil.

  2. Aliás, a quantas estão os Embraer 190-195 da Presidência ?
    ______________________

    767 não né, haja grana.
    _____________________

    C 130 ?

  3. Por que essa evacuação não foi realizada antes da chegada do furacão?

    HIPÓTESES:

    Foi pagar pra ver a força do vendaval? Se sim, irresponsáveis…

    Foi falta de equipamentos? Se sim, o GTE está equipado…

    Foi recusa dos brasileiros em serem evacuados? Se sim, então fiquem lá a sua conta e risco…

    Foi desconhecimento anterior da gravidade da situação? Se sim, fechem tudo, apaguem a luz, pois sairá mais barato pra sociedade não termos nada que pagar por isso…

    E ainda queremos enviar “Força de Paz” para o exterior…

  4. “Cai Brigadeiro se parar (GTE)” kkkkkkkkkkkkkkkk é rir pra não chorar Sr. Rinaldo!!

    Seria mais racional o uso dos E-190, ou estou enganado?

    Saudações a todos, boa noite.

  5. A priori deveria ser o 767 pois ele tem a autonomia e espaço suficiente para os Brazucas e os Hermanos se for solicitado. Agora tem que ver a disponibilidade. Se bobear fica mais barato ir com ele do que com o Hercules.
    Não acho que o 190 seja uma opção, ele tem uma configuração VIP.
    Quanto a retirada, o Estado tem que fazer isto mesmo, a coisa lá está cada dia pior, saques, roubos, assaltos.. Tem gente que aproveita destes momentos.

  6. Olá a todos.
    O mais indicado para o translado seria o KC767, mas para 60 passageiros? O VC2 só leva 35 passageiros… sobra mesmo o C130 e o C105. Ou como diria o Cel Nery, coloca o pessoal de saco no F5F e traz todo mundo rapidinho…

  7. O vôo entre Cumbica e as ILhas Virgens deve ser umas 13 horas O custo do C130 na USAF é cerca de 7000 dolares por hora.. dá uns 180.000 dolares ida-e-volta, ou uns 600.000 reais. Qual seria o custo da hora de vôo do KC767?

  8. Ok. Encontrei outros valores no site da revisa Time.. C130 custa $24,000 por hora e o KC10 21000.. ou seja. no fim dá no mesmo… noutro site encontrei valores do A320 ($7.000) e A330 ($6.000) em companhias comerciais….e o 767 civil custa $9.100 pela hora de vôo. Parace que a suposição que pode até ser mais barato usar o KC767 pode ser verdade.. mais seguro, confortável e tá disponível..

  9. Os resgatados são a tropa do EB que lá ficou para apoiar os desabrigados, a pedido do próprio General brasileiro, Force Commander. A missão já estava encerrada pela ONU, mas foi solicitado permissão para permanecer. O Force Commander não achou justo deixar os haitianos jogados à própria sorte depois de um furacão. Recebi um vídeo pelo Whats feito pelo próprio general.

  10. Olá Cel. Nery. Também li sobre os militares do EB que adiaram o retorno. Parabéns ao comando pela decisão. O Sr. saberia avaliar se o custo do C767 é muito diferente do C130 para este tipo de missão de resgate, considerando que não haverá carga mas apenas pessoal?

  11. Desconheço os valores. Também não sei o que consta do contrato de leasing. Pode ser mais barato, sim. Cada ano que passa os C-130 ficam mais caros de operar.

  12. Olá Cel. Perfeito. Talvez seja mesmo o caso de fazer um uso parcimonioso das horas dos velhos c130 até sua substituição pelo KC390… e o C767 tá está pago e disponível. Talvez até seja o caso de fazer um translado de material humanitário (medicamentos e suprimentos de material desta natureza) para aproveitar a viagem de ida.

  13. Sobre o KC-390

    Hoje observei no FlightRadar que o KC-390 fez alguns voos de teste em Campo Grande, algumas órbitas em baixa velocidade.
    É interessante observar que a informação de velocidade, mesmo sendo a velocidade com relação ao solo, é compatível com as velocidades dos helicópteros que voam no na Bacia de Campos, variam dos 125 até 150kt ou mais.
    Existe alguma informação sobre o deslocamento de aeronaves equipadas com sonda do Esquadrão Falcão para Campo Grande?
    Enfim, os testes de reabastecimento já começaram?

  14. Camargoer, claro, o custo é muito importante, mas existem outros fatores que vão desde a disponibilidade do 767 (tem que ver se as horas estão comprometidas) até os aeródromos onde vão ter que operar passando pela quantidade de pessoas e carga que ele pode transportar.
    De repente ter dois C-130 fazendo uma espécie de ponte aérea seja mais interessante (pela disponibilidade e flexibilidade) do que um único avião. Temos que lembrar que vão ser mais do que um pais a ser visitado.
    Quando comentei sobre o custo, imaginei também na autonomia. Creio que seria necessário aterrissagens para abastecer o Hércules, ao contrário do 767.
    Abraços

  15. Situação complicada!
    Esses furações não servem para nada, malditos!
    Espero que todos fiquem bem e a situação volte a normalidade.
    Abraço!

  16. Olá Humberto. Você tem razão. Torcer para dar tudo certo e o pessoal voltar para casa bem e em segurança né? Imagina depois de todo o esforço lá, ainda tem que voltar de C130 sacolejando e pessoal naquelas cadeirinhas de lona/corda pendurada? No C767 com poucos passageiros pelo menos vai dar para esticar nos bancos vazios e tirar um cochilão.

  17. Para diminuir a utilização dos C-130B/H de hora de voo cara a Força Aérea da Indonésia fez um acordo com empresas aéreas e recebeu em doação 2 Boeing 737-400 e 1 Boeing 737-500 em troca do contrato de manutenção e suprimento que deverá ser executado pelas empresas doadoras.
    Usando estes 3 B737 de custo bem mais em conta nas missões de transporte de passageiros se poupam os C-130 para o transporte de carga ou tropa em pistas não preparadas ou curtas.
    Os pilotos são civis contratados com grande experiencia no avião que receberam a patente de T. Cel. Av. para não ter que usar pilotos militares mais necessários em outros aviões de natureza militar, os pilotos de linha aérea contratados tem que ter servido nas Forças Armadas para facilitar a adaptação.

  18. Seria mais barato locar anv na américa central >>>> Caribe e depois translada-los para o Panamá ou Colômbia e voo de carreira para o Brazil.

  19. “Rinaldo Nery 11 de setembro de 2017 at 20:03
    Os E190 da Presidência continuam firmes e fortes. Na FAB tudo pára, menos o GTE. Cai Brigadeiro se parar.”

    Seria muito cômico se não fosse trágico.

    Pois é! O E, deve ser de excrescência.

    Forte abraço.

  20. Depois da passagem do furacão, as pistas e aeroportos estão em boas condições para receber uma aeronave menos rústica?

  21. Se o KC-390 estivesse operacional, a missão seria bem mais rápida do que com o C-130 Hércules, pois o trecho de voo seria cerca de 60% mais veloz, comparando as velocidades de cruzeiro.
    Apesar da felicidade da volta para casa em segurança, deve ser tediante voar do Caribe até o Brasil na velocidade de cruzeiro do robusto, porém vetusto, quadrimotor.
    Felizmente, em breve a FAB poderá cumprir melhor essa missão.

  22. Tem um C-130 em algum museu nos EUA, não lembro onde, que foi o último Hercules a deixar Saigon, a quantidade de almas que ele carregou é de deixar um 747 com inveja, só na cabine de comando ele levou o que um regional desses é capaz de levar.

  23. Roberto,
    Interessante a história:
    “The aircraft, designed to hold less than 100 people was crowded with 452 passengers, 32 in the cockpit alone.”
    Se as 452 pessoas pesassem 70kg cada, teríamos 31.640 toneladas, mais de 50% acima da capacidade de carga da aeronave. Como eu prefiro acreditar que a história é verdadeira, temos que as aeronaves são muito mais capazes do que é divulgado/recomendado e são subutilizadas em razão dos riscos e durabilidade da aeronave.
    32 pessoas no cockpit deve ser pior que a linha vermelha do metrô de São Paulo no horário de pico.
    http://www.c-130hercules.net/reference-info/articles/the-last-herk-out-of-vietnam-r9/

  24. Rafael Oliveira,
    É…. não deve ter sido um voo lá muito higiênico, digamos assim.
    Aviões não fazem milagres, nem seus pilotos, alguns nem mesmo são capazes de fazer o que se espera. Costumo dizer que pilotar aviões é uma ótima maneira de provar que Deus existe, no meu caso em particular, não só acredito em Deus, como tenho uma absoluta certeza de que Ele gosta muito de mim!

  25. Se as pessoas tranportadas eram vietnamitas, penso que se possa considerar uns 50kg na média, sem exageros. Na época o perfil lá era de pessoas pequenas e magras.

  26. Imagina, Roberto.
    Jota Ká, tinham crianças também, mas também deveriam ter uns gordinhos e as pessoas acabam carregando algumas coisas junto a si. Com uma média de 50kg, daria 22.600kg (no outro comentário escrevi erroneamente toneladas), um pouco acima da capacidadade de carga.

  27. Se há militares que ficaram na MINUTASH para serem resgatados depois, isso não foi noticiado em nenhum jornal, o que acho estranho… O que há em vários hoje é a noticia de civis brasileiros “deixados a própria sorte…”

    Ainda fico com minhas hipóteses.

  28. Seria muito interessante o uso dos KC-390, se já estivessem operacionais… Acho o C-130 uma opção interessante. Mesmo não sendo o lugar para isso, acho uma excrescência o uso do C-767 para viagens presidenciais. O GTE têm uma frota vasta e em grande parte inútil. O VC-1A já foi uma compra faraônica, vê-lo no hangar é no mínimo insultante

  29. “Provavelmente aproveitaram a missão e levaram o pessoal que vai preparar a visita do Temer nos EUA e daí regressou para o resgate.”
    ________________________________________

    Será ?

  30. João Tavares 12 de setembro de 2017 at 22:37
    .
    Eu ja acho que o C-767 deveria ter sido arrendado com uma parte de primeira classe para missões presidenciais.
    Poderiam vender 2 dos 3 jatos presidenciais atuais ficando com um para missões na AL e comprar um Boeing 767 com primeira classe para uso no 2°/2° GT para missões no exterior, sendo usado tambem para transporte de passageiros e carga no porão como o C-767 atual que não tem classe executiva ou primeira classe.

  31. Walfrido;
    O VC-1A foi comprado especificamente para isso, é uma aeronave nova e perfeitamente capacitada. Não vejo sentido em renovar (novamente!) a já moderna frota. O Santos Dumont têm exercido bem sua função desde que foi incorporado e não vejo nada de errado em continuar a fazê-lo. O C-767 têm uma vasta gama de missões, já o Santos Dumont não teria outra serventia que não uma peça de leilão, uma vez que sua configuração VIP não é facilmente retirável. Acho que o Corsário deveria ser melhor aparelhado para exercer suas funções primárias, não viagens presidenciais…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here