Home Aviação de Caça Taiwan atualiza seus F-16 com novo casulo de guerra eletrônica

Taiwan atualiza seus F-16 com novo casulo de guerra eletrônica

2746
12
F-16B de Taiwan

Taiwan deu início em pequena escala à atualização de sua frota de aviões de combate Lockheed Martin F-16A/B com novos pods de contramedidas eletrônicas (ECM) com Digital Radio Frequency Memory (DRFM), informou a ROCAF (Republic of China Air Force) no domingo.

A atualização vai melhorar as capacidades de vigilância ar-ar e ar-terra dos aviões e a capacidade de combate para atender às necessidades de guerra avançada.

Taiwan tem 80 pods AN/ALQ-184 (V) ECM e a Força Aérea destinou US$ 160 milhões para comprar 42 novos pods ALQ-131A via FMS que os militares dos EUA vêm desenvolvendo para substituir os pods antigos, mas agora só pode comprar 12 pods pelo FMS para esse orçamento devido ao aumento dos custos de pesquisa e desenvolvimento, disse a Força Aérea.

A ROCAF planeja equipar a frota de F-16 com o novo pod adquirido via FMS, que pode ser integrado aos sistemas de combate dos jatos e se encaixa no planejamento logístico.

AN/ALQ-131

O desenvolvimento e o teste dos novos casulos foram concluídos e estão sendo produzidos em pequenos lotes, mas outras atualizações são possíveis, segundo os militares.

O contrato foi feito de acordo com a Lei de Contratos Públicos, segundo os regulamentos de aquisição militar e o Manual de Gerenciamento de Assistência de Segurança do Departamento de Defesa dos EUA, informou a Força Aérea, negando informes da mídia local de que planeja amortizar a despesa de compras em vários contratos fiscais anuais.

A atualização está de acordo com uma resolução legislativa de janeiro de 2012, estipulando que a ROCAF “deve adquirir o mesmo equipamento usado pela Força Aérea dos EUA para garantir a consistência na implantação e manutenção de armas com a USAF e garantir a eficiência da despesa do governo.”

FONTE: Taipei Times

12 COMMENTS

  1. Gostaria de ler algum artigo sobre o que dispõe a FAB de guerra eletrônica. Aliás, nas 3 forças armadas brasileiras, existe alguma coisa? Não falo em teorias e estudos, mas sim concretamente e efetivamente em uso pelas 3 forças.

  2. Taiwan é um problema complexo de soberania, do qual o Brasildeve se abster de participar.
    Os EUA com sua política de hostilidades a China,vem capacitando Taiwan com seus aviões (o F-16 é um dos mais avançados e geração anterior ao F-35).
    A Taiwan industrializada que é, faz alterações próprias no equipamento. Israel.também adota uma estratégia similar.

  3. Gunter Vand 4 de setembro de 2017 at 22:50
    Sim, com certeza.
    Na FAB, destaco o casulo SKYSHIELD. Com a provável exceção do radar AESA, praticamente todos os demais radares, no solo ou no ar, podem em tese sofrer interferência/despistamento do SKYSHIELD.
    Abraços

  4. Taiwan tem que aproveitar os Republicanos no poder, foi com os Democratas que os EUA negaram a venda dos F-16A e F-20[Carter] obrigando o desenvolvimento do F-CK-1 e foi de novo com os Democratas que negaram a venda dos F-16C/D[Obama], só liberando a modernização dos F-16A/B que eles compraram depois de estar com os F-CK-1 voando.

  5. Walfrido Strobel 5 de setembro de 2017 at 16:33
    Faz tanta diferença assim estar na presidência em Washington um republicano ou um democrata ? Quero crer que não; penso que na questão das relações EUA x República Popular da China a ‘pretensa’ ideologia de cada um dos dois principais partidos americanos pouco pesa na condução de sua política externa. Os interesses econômicos e questões de segurança nacional é que são predominantes. Se bem que Trump é um caso à parte, com seu estilo… digamos, ‘personalista’.
    E agora, com a crise da Coreia do Norte, não é momento para Washington arranjar mais atrito com Beijing… !

  6. Nonato 5 de setembro de 2017 at 15:40
    Não entendi. Eles não tem AEW&C. Agora, se eles também tiverem casulos de EW, muito dificilmente conseguiriam prejudicar o funcionamento do E-99, pois este possui um radar AESA, ainda que com apenas 192 TRM.
    Abraços

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here