Home Indústria Aeronáutica Radar Vixen 500E é escolhido para o jato romeno IAR-99 TD

Radar Vixen 500E é escolhido para o jato romeno IAR-99 TD

2946
23
Radar AESA Vixen

A Romênia decidiu equipar seu jato IAR-99 TD com o radar AESA Vixen 500E da Leonardo. O Instituto Nacional de Pesquisa Aeroespacial “Elie Carafoli” (INCAS) integrará o radar em um jato IAR-99 Soim (protótipo no 7003) da Força Aérea Romena.

A gigante aeroespacial italiana já havia trabalhado com o INCAS para instalar o radar de vigilância AESA Seaspray 5000E anterior na aeronave de vigilância BN-2 Islander de missão especial do INCAS.

O Vixen 500E foi recentemente fornecido aos Estados Unidos para a sua escola Naval Test Pilot School para aeronaves C-26.

A Leonardo fornece também o radar Raven ES-05 AESA para o avião de combate Gripen E da Saab (que entrará em serviço com a Suécia e o Brasil) e lidera o consórcio Euroradar pan-europeu no desenvolvimento do novo radar Captor-E AESA do Eurofighter Typhoon.

A Leonardo é a principal fornecedora de radares AESA da Europa, com 30 clientes internacionais para seus radares de controle de tiro e vigilância que contribuem para as exportações britânicas de alta tecnologia.

O Vixen 500E é um dos sistemas de radar de matriz ativa de varredura eletrônica (AESA) da Leonardo, o que significa que em vez de apontar fisicamente a antena do radar em seu alvo, uma matriz de módulos de radar em miniatura é usada para dirigir o feixe eletronicamente. Esta tecnologia permite que o Vixen combine alto desempenho com confiabilidade e baixo custo de aquisição, além de ser fácil de instalar e operar.

O avião protótipo IAR-99 TD com o radar a bordo deve estar pronto para testes até o final de 2017.

IAR-99 Șoim

23 COMMENTS

  1. É aquele treinador que usava o canhão do MiG-21, não é projeto novo.
    O radar é mais caro que o próprio avião.

  2. Pena que o desempenho geral do jato seja similar ao do Pampa argentino, esse radar parece ser potente apesar do tamanho compacto, seria interessante uma comparação com nosso radar Scipio-01 que equipa o A-1M.
    Penso que uma versão do L-159 com novas asas (sem wing tips e asas molhadas semelhantes ao do L-39NG) e dotado desse radar ou do Grifo-E seria muito interessante para ser uma versão “low” para usuários do Gripen (vide Força Aérea Tcheca) ou qualquer outro caça médio, ou até mesmo como avião de combate principal para pequenas forças aéreas.

  3. Romenia poderia lançar uma versão dedicada a ataque ao solo. Países europeus que operam no exterior poderiam se interessar.

  4. Alexandre Galante 30 de agosto de 2017 at 15:41
    …Pensei a mesma coisa! Mas tive ‘vergonha’ de comentar! 😛

  5. No livro “Enciclopédia de Aviões Brasileiros” de Roberto Pereira, existe o bonito CTA Beta 2, um dos vários bons projetos que tivemos no Brasil.

  6. Isso é o xavante NG! Esse a argentina também irá testar pra sua aviação de caça!!!

    Sabia que a Romênia era ,um dois países mais atrasado e pobres da Europa e união Europeia junto a polônia, Eslovénia e Estônia…

    Por sinal os quatro que mais choram por qualquer coisa que a Rússia venha fazer.
    Hungria, Bulgária, Servia, Bielorrússia Moldávia e réplublica tcheca possui boas relações.

  7. O IAR-99 Soin apesar de parecer um Xavante está mais para um MB-339CD, foi desenvolvido nos anos 80 bem mais potente que um Xavante com um RR Viper de 4,000 lbf e tem hoje cockpit modernizado pela Elbit.
    Dispara Python e R60, tem um canhão de 23mm e usa bombas guiadas lazer e GPS, agora com radar AESA vai ficar melhor, é usado para instrução e ataque leve, como nós usamos nosso A-29.
    . https://m.youtube.com/watch?v=LAw8_95GNW4

  8. De acordo com descrição do Walfrido Strobel o Xavante parrudo é até muito bom. Tem gente zuando ai, más na pindaiba que ta a Força Aérea Argentina, ia te muito piloto portenho que diria amém. RS.

  9. Como falado, o avião é muito parecido com o Xavante. Principalmente a cauda (empenagens vertical e horizontais e bocal de exaustão).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here