Home Aviação de Caça Detalhes do caça chinês J-10B

Detalhes do caça chinês J-10B

5572
25

Nestas fotos divulgadas na Internet, feitas na base aérea de Changchun Dafangshen na China, podemos ver vários detalhes do caça chinês Chengdu J-10B.

Observar o esmero da fabricação, os pods de guerra eletrônica (jammers) e o armamento.

Em relação ao J-10A, o J-10B tem entrada de ar redesenhada do tipo “diverterless supersonic inlet”, radar AESA, sensor IRST e novo sistema de guerra eletrônica. O caça emprega o motor AL-31FN M1.

Algumas fontes indicam que cerca de 400 caças J-10 já teriam sido produzidos, incluindo a versão J-10A.

25 COMMENTS

  1. O “Firebird” (designação da OTAN) foi o primeiro caça chinês a causar boa impressão para mim. Ao contrário dos projetos anteriores, ele é fotogênico em certos ângulos e conta com um motor moderno, ao contrário dos derivados do MiG-21 e do J-8 e JH-7.

  2. Gostei do close dos sensores do sistema anemométrico. Tava discutindo com um colega esses dias que eu prefiro as tomadas distribuídas de acordo com o projeto aerodinâmico, ao invés dessa modinha dos “smart probes” que são um porre de calibrar, e de compensar via software as deficiências. Os chineses fizeram certo ao apresentar uma solução moderna com conceitos tradicionais (ao invés de baratear o projeto e compensar no SW como estão fazendo outros fabricantes)

  3. Uma boa opção para a Argentina.
    Equivalente ao nosso Gripen em performance, só que custa o equivalente a 1/3 da etiqueta do sueco.
    Negocio da China.

    Sds.

  4. J-10B e JF-17 são duas máquinas que eu arriscaria, se fosse o chefão de alguma Força Aérea mais modesta/descapitalizada. Eu só não tenho lá muita confiança é no armamento chinês. Se desse pra integrar Derby e Python, ficaria bacana. Comprava uns lotes pequenos de mísseis “made in china” só pra ir testando…..

  5. Será que ja está com o AESA que gerou controvérsias?
    Segundo várias fontes o J-10B ja usa um radar AESA, algumas fontes até elogiam o fato de terem passado da tecnologia antiga para a AESA sem passar pela PESA.
    Mas existem controvérsias devido ao fato de terem divulgado em detalhes o radar do J-10A e até hoje não divulgarem nem o modelo deste radar AESA do J-10B.
    .
    Duas publicações especializadas em aeronaves chinesas, a sinodefence e a chinese-military-aviation dizem que:
    .
    J-10A: …is equipped with an indigenous Type 1473 fire-control radar featuring a mechanically slewed planar array antenna, capable of tracking 10 targets and engaging 2 (using semi-active radar-homing AAM) or 4 (using active radar-homing AAM) of them simultaneously.
    .
    J-10B: …..housing a new fire-control radar which is thought to be an X-band PESA developed by the 607 Institute (track 10, engage 4 simultaneously), the first of such type ever being developed for a Chinese fighter aircraft, giving J-10B a stronger multi-target engagement and ECCM capability. It was rumored that initially the aircraft was planned to be fitted with an AESA developed by the 14th Institute but the radar was not ready by the time the aircraft was ready for production.
    .
    J-10C: ….with enhanced 4th generation electronics including an AESA radar, which is finally available, was under development.

  6. Alexandre Galante 12 de agosto de 2017 at 20:08
    Walfrido, se você pesquisar na Internet vai encontrar fotos em baixa resolução à distância do J-10 sem o radome, com o radar à mostra.
    .
    Alexandre Galante, o que estas publicações dizem é justamente que apesar de estar sendo testado no J-10, o AESA ainda não estava em produção seriada.
    Agora ja deve estar pronto, mas com relação ao modelo do J-10A houve divulgação de fotos e detalhes, no do J-10B realmente não houve interesse em mostrar detalhes.
    Vou procurar esta foto e mais detalhes.

  7. Muitos rebites expostos por toda a fuselagem. Eles não devem se preocupar muito com aerodinâmica, já que quanto mais limpa a superfície, menor é o arrasto. Cópia barata do lendário F-16 Made In USA.

  8. Meu até especialista em rebites tem aqui, só falta agora dizer que é feito de madeira e papelão como Mig-25.

  9. Acho esse caça bem feiosão. Não troco por nada com o Gripen E/F, que é o estado da arte 4++ em alta qualidade.

  10. Carlos Alberto Soares, na época eu não tinha visto este comentário sobre não assustar, mas causar respeito.
    Ficou engraçado o CMT da FAB dizer isso.
    .
    Outro dia alguem disse aqui que o Collor era contra aviação de bombardeio, para não causar problemas aos vizinhos, mas isto é bem mais antigo.
    Quando eu era Cadete Aviador em 1982 em uma aula um Capitão disse que bombardeiro é para atacar outros países, em guerra de conquista e esse não era o objetivo da FAB. Que não se bombardeia o próprio território.
    Sei que isso é controverso, mas deve expressar o que era o conceito na época, o que este Cap. Av. deve ter apreendido e estava nos repassando.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here