Home Noticiário Internacional Acidente nos EUA pode atrasar programa do KC-390

Acidente nos EUA pode atrasar programa do KC-390

9013
32
EGLIN AIR FORCE BASE, Fla. -- A group of Airmen from the Eglin Junior Force Council visits the McKinley Climatic Laboratory during a tour of the lab during extreme cold testing on a C-130 Hercules. The group of EJFC members took advantage of an opportunity to explore the lab while the temperatures were at -40 degrees Fahrenheit, as part of a program "Eglin Exploration." The program is a hands-on exploration of other missions on base designed for the junior force members. (U.S. Air Force photo by Staff Sgt. Mike Meares)
McKinley Climatic Laboratory na Eglin Air Force Base

Uma explosão ocorreu na manhã de hoje (5/7) na área onde se encontra o McKinley Climatic Laboratory. Esta instalação encontra-se no interior da Base Aérea de Eglin, estado da Flórida.

Não foram relatadas vítimas, mas as autoridades evacuaram e isolaram um perímetro em torno da instalação para que as pessoas não tenham contato com a fumaça que emanava do local da explosão.

O McKinley Climatic Laboratory é uma instalação especialmente construída para testar aeronaves em climas extremos. Um dos protótipos do KC-390 estava agendado para ser submetido aos testes no segundo semestre desse ano, mas com o acidente de hoje o cronograma poderá sofrer atrasos.

Para saber mais sobre o McKinley Climatic Laboratory clique aqui.

COLABOROU:
Clésio Luis

32 COMMENTS

  1. E haverá quem diga que foi sabotagem dos próprios americanos para impedir o desenvolvimento do KC390 ……

  2. Antonio M,

    Eu ia escrever exatamente isso…..kkkkkk Mas espere, que os teóricos da conspiração já, já aparecem!!

  3. Esperando mesmo que não tenham vítimas. E sim, eu ainda concordo com o Antonio. É bem capaz desses tipos de comentários aparecerem, infelizmente.

  4. Susto. Pensei que o protótipo tinha caído…. depois que o segundo protótipo estava dentro do galpão de ensaios… quem sabe podemos apelar aos russos e testar o aparelho no frio da Sibéria? riso.

  5. “E haverá quem diga que foi sabotagem dos próprios americanos para impedir o desenvolvimento do KC390 ……”
    .
    Essa só é a tampa da Hellmann’s, agora vão dizer que não precisa, os testes serão feitos na Antártica, vão dar uma passadinha nas Falklands, os ingleses vão encomendar 300 aviões e na volta vão trazer o C-130 que está quebrado lá. Com um detalhe, o KC-390 abastecendo o Hercules em voo o tempo todo.

  6. Como esses americanos são burros. Fazem isso e não pensaram que podemos passar esses desenvolvimento para europeus ou, como disse o camargoer, para os russos? Ou teremos explosões acidentais em série nesse tipo de laboratório pelo mundo ….

  7. Se for não possível realizar lá os testes no período previsto, talvez seja possível readequar o cronograma, antecipando alguns testes e postergando este para mais tarde.

  8. Camargoer, tomei um susto quando li o título da matéria, eu também pensei que algo tinha acontecido com um dos protótipos, menos mal, espero que ninguém tenha se ferido, acidentes acontecem e para os conspiracionistas de plantão, essa instalação também é utilizada pela Boeing, Lockheed Martin, Northop Grumam, Bombardier e outras companhias aeronáuticas para testes em suas respectivas aeronaves. Até saber da magnitude da explosão e o estrago que foi feito não da para afirmar se o projeto sofrerá ou não um atraso.

  9. Pelo que acabei de ler no twitter Team Eglin ocorreu um incêndio em um prédio perto do McKinley Climatic Laboratory que continha material potencialmente perigoso, pelo que eles deram a entender, o incêndio foi extinto e que começaram uma investigação para saber as causas, a notícia boa é que o incêndio não foi no laboratório

  10. O teste seria feito no segundo semestre do ano passado. Deixaram pra esse ano e agora pode atrasar…

  11. Us americanu mauvadu poderiam ser mais inteligentes e aguardar para explodir tudo com o KC390 lá dentro. Eles recolhiam os destroços e faziam espionagem industrial. Modo ironic off.

  12. Paulo Jorge 5 de julho de 2017 at 20:19
    Exato! Principalmente estudos acerca do motor IAE V2500 (feito pela Pratt & Whitney dusz americanu malvadu).

  13. seguindo o raciocínio negro:
    quando começar a produção vão explodir a fábrica de motores??
    desculpem mas eu não resisti…….

  14. Bom como foi nos EUA em 2 ou 4 semanas no máximo tudo estará recuperado. Pois lá não precisa de licitações intermináveis…

  15. Não se sabe nem a extensão dos danos, e já se fala em atraso.
    Não seria melhor apenas dar a notícia do fato em si, e não tirar conclusão alguma? aí é jogar milho na boca do ganso faminto, é uma bela deixa, basta ver o formigamento dos mesmos de sempre, uns querendo parecer engraçados, outros, na velha linha já conhecida.
    Não sabemos o que foi comprometido, e outra coisa, fazem de conta que não conhecem o poder de recuperação que existe nos Estados Unidos, ainda mais num casos desses, onde as maiores empresas construtoras de aviões do mundo realizam seus ensaios.
    Neste país não existe a chamada Lei de Licitações como nós temos no Brasil, não precisa licitar empresas, ninguém corrompe ninguém para receber uma obra… o prefeito da cidade ou comandante desse centro de testes não vai dormir hoje maquinando como roubar e receber sua propina da empresa contratada…
    Enfim…

  16. Acredito que lá existem leis de licitação.
    Afinal de contas, eles também fazem licitações.
    E quando uma empresa não concorda recorre ao General Audit Office, o TCU deles…

  17. Antonio de Sampaio, me desculpe, mas corrupção é algo que os americanos são bem letrados. Só para não alongar o assunto, gente da Boeing e umas pessoinhas do Pentágono foram processadas no caso do leasing de Boeings 767 para a USAF, no começo da década passada.
    .
    Ao contrário daqui, lá se compra político na cara dura. E ainda recebe o nome bonito de lobby. Até nisso os caras estão na nossa frente…

  18. Clésio Luiz 5 de julho de 2017 at 23:08
    Eu sei que tem, mas não se compara, e o lobby lá é regulamentado, existe uma lei que define e ampara o lobby.
    A palavra lobby aliás, que neste caso é uma pressão ou pedido de algum interessado, para que políticos defendam suas posições e interesses junto ao governo, começou mesmo nos Estados Unidos, e vem desde quando ainda nem existia o prédio do Congresso, os parlamentares vinham de suas cidades longínquas e se hospedavam em hotéis antes de votarem as leis ou decidirem sobre algo, e os que defendiam seus interesses e pediam favores a esses congressistas, os esperavam no lobby dos hotéis, daí o nome, o lobby do hotel era onde os interessados esperavam os políticos para lhes pedir a defesa de seus interesses, então o lobby do hotel deu origem a palavra lobista, ou seja, aquele que pede que o político defenda seus interesses. Se feito dentro da lei, não vejo nada errado.
    Eles são corruptos com certeza, e muito, mas quando pegos pagam por isso, mas apenas um país de tontos como o nosso cria uma Lava Jato, uma Carne Fraca e tem um Dalagnol e um Janot da vida como procuradores…
    A proporção lá é menor, e normalmente as empresas fazem logo um acordo com a justiça para encerrar o caso.
    Rapaz, vou te falar algo em off, este pobre diabos que vos fala já ocupou cargo de chefia em órgão de Estado, antes disso já trabalhava em setor que requeria confiança, você não pede nada, não precisa pedir nada, mas muita gente se aproxima de você e simplesmente lhe oferece recompensas, sempre tem oferta em troca de favores, e não é pouca coisa, é assim que funciona, você precisa ser muito honesto, e principalmente temente a Deus para não cair nessa armadilha, lhe digo que entrei e saí limpo, com a consciência tranquila.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here