Saab e Lockheed oferecem à Índia produção local de seus caças

Saab e Lockheed oferecem à Índia produção local de seus caças

4133
4
Saab Gripen E

NOVA DELHI – A empresa sueca Saab ofereceu construir a mais moderna fábrica de aviões de caça do mundo na Índia, no dia 10/2, em uma disputa com a rival americana Lockheed Martin para fornecer centenas de aviões produzidos localmente para os militares indianos.

O passo da Saab para sua aeronave Gripen E chega um dia depois que a Lockheed disse que está avançando com sua proposta de transferir a linha de produção de seu caça F-16 para a Índia, embora entenda que a administração do presidente Donald Trump pode querer revisar tais planos.

A corrida para abastecer a Força Aérea da Índia com um número estimado de 200 a 250 aviões de combate durante a próxima década estreitou-se entre a Saab e a Lockheed depois que o Ministério da Defesa indiano lançou um pedido inicial para um avião de combate monomotor em outubro.

“Estamos oferecendo a criação do mais moderno ecossistema (aeroespacial) do mundo e instalação na Índia para fabricar o Gripen para a Índia e o mercado global”, disse Kent-Ake Molin, diretor de vendas de produtos Gripen, a jornalistas.

A Saab estava em negociações com cerca de 100 empresas aeroespaciais e de defesa na Índia para fornecer componentes para a produção do avião que colocaria a base industrial da Índia para projetar, desenvolver e construir futuros caças.

“O que estamos oferecendo é um avião futurista de nova geração e não um que está chegando ao fim de sua vida e está sendo substituído por forças aéreas em todo o mundo”, disse Molin, em uma crítica ao F-16.

A Lockheed ofereceu construir o F-16 Block 70 na Índia, que segundo ela era a versão mais recente e mais avançada do avião que voa com as forças aéreas de 25 países ao redor do mundo.

Ela disse que a instalação indiana proposta para fazer o F-16 seria a único no mundo além da fábrica existente em Fort Worth, Texas que está mudando para produzir o F-35 de quinta geração F-35 para a Força Aérea dos EUA.

FONTE: Reuters India

4 COMMENTS

  1. O F-16 é mal visto na Índia pelo fato de o Paquistão utilizá-lo. De mais a mais trata-se de uma aeronave que chegou no limite de seu desenvolvimento.
    Se fosse a Índia iria de F-35. Mas o Gripen NG também pode ser uma boa.

  2. Considero uma otima noticia. Certamente parte dos componentes e serviços poderão ser fornecidos pelo Brasil. E a alavancagem da produçao na India é um fator que deve contribuir para a redução dos nossos custos e dos suecos tambem. Ha uma chance de acompanharmos o desenvolvimento do F39 sendo operado em ambiente hostil, abreviando o periodo de testes bem como contribuir em obter certificação operacional mais ampla. Do que estamos reclamando? Abs

LEAVE A REPLY