Home Aviação de Caça Caça F-35C, versão de porta-aviões, terá que ser reprojetado para corrigir oscilação...

Caça F-35C, versão de porta-aviões, terá que ser reprojetado para corrigir oscilação na decolagem

8314
8
F-35C variante de porta-aviões
F-35C variante de porta-aviões

Um reprojeto da versão naval do caça stealth Lockheed Martin F-35 será necessário para corrigir o problema de oscilações bruscas nas decolagens, que ferem e desorientam pilotos, juntamente com mudanças na estrutura dos porta-aviões.

O caro e extremamente prolongado projeto de caça dos EUA atingiu a capacidade de operação inicial (IOC) nas variantes da Força Aérea (F-35A) e dos Marines (F-35B) em 2016, mas a variante da Marinha (F-35C) não alcançou a marca devido a um problema com o trem de pouso frontal durante a catapultagem.

De acordo com um relatório da Marinha com dados de 2014, a questão está relacionada com oscilações bruscas que prejudicam e desorientam os pilotos no momento crucial quando são catapultados de porta-aviões.

f-35c-decolagem
Observar a oscilação vertical no F-35C no início da catapultagem

Uma equipe do Pentágono apontou que vários fatores em relação ao projeto do avião causaram o problema. A equipe recomendou inúmeras correções que levarão meses, ou talvez anos, para serem feitas completamente. As ações de longo prazo para resolver o problema não terão lugar até 2019, acrescentou o relatório.

Um relatório de deficiência do Pentágono em 2015 afirmou que os movimentos extremos na cabine do avião durante o lançamento arriscavam a saúde do piloto.

Cento e cinco pilotos de F-35C que foram lançados por catapulta avaliaram seu nível de dor ou desconforto em uma escala de 1 a 5. Dos 105 pilotos, 74 relataram dor “moderada” ou 3, 18 pilotos relataram dor “severa” ou 4, e um piloto relatou “dor severa que persiste” após o lançamento de um porta-aviões.

Outro ângulo da catapultagem do F-35C que mostra a oscilação do nariz do avião
Outro ângulo da catapultagem do F-35C que mostra a oscilação do nariz do avião

FONTE: The War Zone

8 COMMENTS

  1. Ola.
    Fica muito dificil justificar a quantidade de problemas que este aviao tem apresentado em todas versoes.
    Acredito que ele entrara para a historia como o melhor caca que nao foi o que deveria ter sido…
    SDS.

  2. Mas vendo assim o video me parece absolutamente igual ao movimento produzido na decolagem de outros modelos. Só assistir o começo de TopGun pra conferir, rsrs

  3. Guizmo, não é igual. O F-35C apresenta trepidações mais severas no início da corrida na catapulta do que outros aviões. Junte-se a isso o peso do capacete do piloto do F-35, haja pescoço! O vídeo abaixo mostra melhor a trepidação, prestar atenção no que acontece com a cabeça do piloto quando o avião é disparado:

  4. Olá.
    Realmente Alexandre Galante, a oscilação é grande. Pareceu até que o piloto bateu a cabeça no canopy no momento em que a catapulta é liberada. Repare só: logo que se dá potência no motor do aparelho, o trem de pouso dianteiro fica comprimido. Quando a catapulta é liberada, o trem de pouso é descomprimido gerando uma oscilação de elevada amplitude.
    Mais uma para a Lockheed resolver… E o Donald Trump não parece estar disposto a ficar “financiando essa farra”…
    SDS.

  5. Oi Galante, realmente esse video agora deu pra ver bem melhor. É um baita solavanco, ta louco. Mas que pepino hein?

  6. Aviões como o F-18, F-14, Viking e outros, não têm esse tipo de problema provavelmente porque o trem de pouso principal ficava muito próximo do CG. Desconheço onde seria o centro gravitacional do F-35C, contudo, ele parece ter pouco peso relativo na área anterior ao conjunto principal. A impressão que se tem é que o avião quer empinar, não consegue e fica pulando. Como o a distância entre a linha transversal do trem de pouso principal e o bocal de escapamento do motor parece ser bem curta, a aeronave sofre um efeito semelhante aos carros de dragster.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here