No vídeo, o caça Northrop/McDonnell Douglas YF-23, protótipo que competiu com o Lockheed YF-22.

O YF-22 e o YF-23 competiram pelo programa Advanced Tactical Fighter (ATF) da USAF, concebido nos anos 80, a fim de prover um substituto para o F-15 Eagle. Os contratos para os dois projetos mais promissores foram fechados em 1986, com o YF-23 tendo sido entregue em 1989 e sua avaliação concluída em 1991.

Consta que o YF-23 perdeu por pouquíssimos pontos para o YF-22, por causa também de uma possível adaptação deste último para uso naval, que acabou não ocorrendo.

Em 2004, a Northrop Grumman ressuscitou o projeto do YF-23 para oferecê-lo à USAF como bombardeiro intermediário, para competir com o B-1R e FB-22, mas a idéia não foi adiante.

6 COMMENTS

  1. Tem mais coisa por trás da derrota para o YF-22. A Northrop já tinha deixado a USAF irada com os atrasos e aumento de custos no programa B-2, fazendo com que sua credibilidade junto ao Pentágono estivesse em baixa. Algo bem documentado na imprensa na época.
    .
    Outro motivo, até reconhecido pela Northrop, foi que a Lockheed foi melhor no marketing, fazendo ensaios de disparo de armamento real a partir das baias internas e testes do envelope em altos ângulos de ataque, que não estavam programados para serem demonstrados na concorrência, mas acabaram causando a impressão que o então Lightning II estivesse mais próximo de uma aeronave de produção que o Black Widow II.

  2. Vídeo com uma ótima apresentação dos dois pilotos de prova da Northrop no programa YF-23. Notar que paul Metz foi depois contratado pela Lockheed para os testes com o redesenhado F-22A:
    .

  3. Clésio Luiz 18 de novembro de 2016 at 13:25 não duvido, porque quando há dinheiro no meio vale tudo.
    Eu já vi um amigo meu que trabalha com internet de fibra mudar a rota toda da mesma pra agradar um cliente (uma empresa) que supostamente tinha 4 contratos para seus pontos.
    Se isso assim com as pessoas comuns, imagine com o estado.
    No mais o YF-23 pelo de cara sempre pareceu mais invisível que o F-22.

  4. Hawk,
    Podemos até dizer que o YF-23 aparentava ser mais avançado ou mais inovador ou mais futurista, mas jamais poderemos aferir o RCS ou a furtividade de uma aeronave só pela aparência.
    A única coisa que pode nos parecer favorecer a furtividade do YF-23 em comparação com o YF-22 é que o primeiro não tem superfícies de controle horizontais, mas fica mesmo só no achismo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here