Gripen JAS-39C MS20 matric 262 - foto Saab

Cerimônia em Farnborough oficializou a entrada em serviço do Meteor nos caças Gripen da Força Aérea Sueca, os primeiros no mundo, até o momento, equipados operacionalmente com o míssil

A fabricante europeia de mísseis MBDA informou em nota divulgada nesta segunda-feira, 11 de julho, a entrada oficial em serviço de seu míssil Meteor nos caças JAS-39 Gripen operacionais da Força Aérea Sueca. O fato foi anunciado em cerimônia realizada hoje na feira aérea internacional de Farnborough.

O anúncio foi feito pelo general Mats Helgesson, comandante (chefe de Estado-Maior) da Força Aérea Sueca, com a presença dos diretores executivos da Saab e da MBDA, respectivamente Håkan Buskhe e Antoine Bouvier. Hegelsson afirmou que, “após testes extensivos da FMV (administração sueca de material de defesa) e da unidade de avaliações e testes operacionais do Gripen, todas as novas funções do MS20, incluindo o míssil Meteor, estão agora totalmente integradas ao Gripen.”

Gripen JAS-39C MS20 matric 262 - foto 4 Saab

O general completou: “A Força Aérea Sueca está agora em sua fase de capacidade operacional inicial com o Meteor. O míssil Meteor é atualmente o mais letal do tipo guiado por radar em serviço operacional, e a Força Aéra Sueca é o único usuário operacional até o momento. Estou muito orgulhoso e satisfeito de ter o Meteor no inventário da minha Força Aérea.”

O executivo Antoine Bouvier, da MBDA, afirmou na ocasião: “Hoje é um dia muito especial para a Força Aérea Sueca, para a Saab e o Gripen, para o Meteor, para a MBDA e, em especial, para a cooperação industrial multinacional em defesa. O Meteor é um míssil que nenhuma nação poderia ter desenvolvido e produzido sozinha. A Suécia e as cinco outras nações parceiras no programa – França, Alemanha, Itália, Espanha e o Reino Unido – podem todas se orgulharem e confiarem que possuem um míssil que garante inquestionável superioridade aérea para seus pilotos na defesa dos interesses soberanos de seus respectivos países.”

Visita hangar testes Saab 19-5-2016 - foto 11 Saab

Bouvier acrescentou que, “graças aos seus envolvimentos no programa, elas (nações parceiras) também têm a liberdade e independência de empregar e desenvolver as capacidades únicas do míssil conforme seus requerimentos evoluem. A MBDA espera continuar sua cooperação extremamente próxima com a Suécia e a indústria sueca no desenvolvimento de capacidades militares de classe mundial, em apoio à soberania e liberdade de ação tanto da Suécia quanto das demais nações cooperadoras”.

No final de abril deste ano, o novo padrão de software MS20 (sigla para sistema de missão 20) foi introduzido pela FMV na frota de caças JAS 39C/D da Força Aérea Sueca, permitindo ao Gripen tornar-se o primeiro avião capaz de operar o míssil Meteor.

Gripen JAS-39C MS20 matric 262 - foto 3 Saab

DIVULGAÇÃO / FOTOS (caça Gripen C com MS20 instaladoe mísseis Meteor, IRIS-T e armas ar-solo SDB): MBDA Saab

VEJA TAMBÉM:

18
Deixe um comentário

avatar
16 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
15 Comment authors
augustobosco123FresneyBardiniNonato Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
robertobozzo
Visitante

“O fato foi anunciado em cerimônia realizada hoje na feira aérea internacional de Farngorough.” Acho que o estagiário digitou errado….

Flamenguista
Visitante

Seria um poder dissuatório jamais alcançado na FAB…Ao que parece, vamos de R Darter ou algo que o valha!!

Clésio Luiz
Visitante

Nunão, lembrei agora que você prometeu, durante aquela série de matérias após a viagem à Suécia, falar sobre a mudança no trem de pouso frontal (triquilha) do Gripen E mas não tocou mais no assunto.

Ocidental Sincero
Visitante
Ocidental Sincero

Os mísseis R-73E e R-60MK não seriam superiores aos Meteor e AIM-9X?

Rui Chapeu
Visitante
Rui Chapeu

it has to be pointy!

Lewandowski
Visitante
Lewandowski

O meteor pode ser integrado ao Typhoon Tranche 1, ou nao vale a pena?
.
No más, tomara que tenhamos realmente o R Darter…
.
Sds.

Papan
Visitante
Papan

Flamenguista o Brasil provavelmente irá adquirir o Meteor próximo do recebimento dos primeiros caças Gripen E, o A Darter é um míssil de Curto alcance que também será empregado pela FAB, a FAB comprou mísseis e não adquiriu ainda o Meteor, mas com certeza irá fazê-lo para suprir suas necessidades futuras.

Doug Rodrigues
Visitante
Doug Rodrigues

Poxa,
Parece até ser um caça maior quando armado até os dentes assim!

Marcelo Bardo
Visitante
Marcelo Bardo

Com certeza seria excelente aquisição para a FAB. Fico na esperança e expectativa para que se concretize até a chegada dos nossos Gripen.

Nonato
Visitante
Nonato

Eu não tenho papas na língua.
E também há o fato confirmado por vários colegas acerca do ângulo.
Eu acho o gripen, em geral, feio.
Parece um F5 melhorado.
Mas nessas fotos ficaram muito bons, mais modernos.
Se eu fosse a SAAB fazia um belo facelift.
Apara umas arestas aqui, redesenha esse canopi que é horrível…

Bardini
Visitante

Se vier 2 Meteor pra cada Gripen no futuro, já é uma vitória.

Fresney
Visitante
Fresney

Alguém sabe sobre a restrição de fornecimento de misseis a Alemanha, parece que tinha algo deste tipo para BVR. Isso caiu???

bosco123
Visitante

Ocidental,
O R-73/74 é da classe da AIM-9X e cumpre bem o papel igual ao míssil americano. Não há o que se falar em melhor ou pior.
Quanto ao R-60 ele não é mais fabricado e está sendo substituído pelo R-73/74.
Da classe do Meteor na Rússia é o R-77-1, que é comparável ao AIM-120 C5/7 ou I-Derby-ER, com faixa de alcance de 100 a 120 km.
A Rússia está desenvolvendo uma versão do R-77 semelhante ao AIM-120 D e Meteor, o K-77M, mas ainda não foi completado. Terá alcance na faixa de 180/200 km.

augusto
Visitante
augusto

O Meteor tem alcance d 300 km; Vale lembra q em 2013 os russos simularam um ataque macico a Suécia e a mesma não teve capacidade de reação logo depois vei á anexação da Crimeia, essa homologação do Meteor antes de parceiros poderosos como a França.Alemanha e Reino Unido tem motivo

bosco123
Visitante

Augusto, O requisito oficial de alcance para o Meteor quando ele foi pensado era ter um NEZ de no mínimo 3 x o NEZ do AIM-120A. Como sabemos o NEZ do AIM-120A era de 15/20 km, então podemos aferir que havendo tido sucesso no desempenho esperado do Meteor ele tem um NEZ de pelo menos 40/60 km. O NEZ estimado do Meteor é de 100 km, ou seja, superou as expectativas. Quanto ao alcance máximo não há nenhuma informação oficial e essa distância que você citou de 300 km nunca foi confirmada sendo uma estimativa feita em fóruns internacionais tendo… Read more »