Home Aviação de Transporte CABW republica edital para o aluguel de Boeing 767

CABW republica edital para o aluguel de Boeing 767

4678
55

Boeing 767 da Força Aérea Colombiana convertido para avião reabastecedor pela IAI - foto FAC

O chefe da Comissão Aeronáutica Brasileira em Washington (CABW) comunicou em edital, a quem possa interessar, que a CABW republicará o processo de licitação para arrendamento de um jato de transporte 767-300ER e seus equipamentos, incluindo apoio logístico e seguro.

O pagamento ocorrerá mensalmente com base nas horas de voo sendo que a disponibilidade operacional média da aeronave deverá ser igual ou superior a 80%. O contrato se estenderá por um período de 36 (trinta e seis) meses e pode ser prorrogado por mais 12 (doze) meses.

FOTO: meramente ilustrativa

55
Deixe um comentário

avatar
54 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
26 Comment authors
André LourençoJoão AdaimecontrolDelfim SobreiraNonato Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Doug Rodrigues
Visitante
Doug Rodrigues

Ei, espera aí…
Cadê os 767 que estariam sendo convertidos em KC pela IAI?

Fernando
Visitante
Fernando

Um é abaixo do minimo necessário ao meu ver. E faço a mesma pergunta do Doug Rodrigues, cadê os 767 KC? Esse dai pelo visto vai ser usado só para transporte de tropas e carga, os nossos C-130 pelo jeito já não estão dando mais conta do recado.

Mauricio R.
Visitante

O aluguel de uma única célula deste modelo de aeronave, indica missões de cunho vip.

Juarez
Visitante
Juarez

As células chegaram a ser selecionadas, mas por falta de $$$$$ não foi adiante.
Este arrendamento se dá pelo estado atual de miséria é isto que se tem para hoje, inicialmente não deve ser convertido em KC, mas em versão kombi.

G abraço

PS Galante mandei um e mail para ti, mas somente agora vi que vocês já tinham postado a noticias, peço desculpas pelo ato falho.

Bueno
Visitante
Bueno

Foi liberado 30 milhões no final de 2013 para o KC-X2; Este anuncio da CABW indica que vai atrasar as entregas devido a somatória de fatores , atrasou o pagamentos e o recente imbróglio com embaixador de Israel travou as negociações. http://www.aereo.jor.br/2013/11/29/kc-x2-comissao-da-camara-aprova-emenda-de-30-milhoes-ao-orcamento-para-aviao-tanque/

Bueno
Visitante
Bueno
Doug Rodrigues
Visitante
Doug Rodrigues

Nossa, quanta incompetência da parte do governo mesmo…
Os KC já deveriam estar voando pela FAB… Isso se fôssemos um país sério e com políticos competentes.

gengisduEduardo Pereira
Visitante

Se o KC 390 ´não tivesse atrasado por falta de responsabilidade e compromisso do nosso governo federal………..

Seal
Visitante

Precisávamos de pelo menos 3 desses aviões. Conforme requisições da FAB, a aeronave deverá ser entregue pintada de cinza, com os símbolos e emblemas da Força Aérea Brasileira e configurada com todos os itens necessários para sua operação normal, equipado com 30 contêineres do modelo LD-2, para transporte de carga, e não possuir histórico de acidentes.

Augusto
Visitante

Guilherme Poggio 20 de abril de 2016 at 12:08
Vale lembrar que pilotos da FAB concluíram o curso de formação em aeronaves de transporte Boeing 767 no começo do ano.

Fora do tópico, mas não é demais lembrar que pilotos de caça também foram à Suécia treinar para receber os Gripen C/D, que não virão.

Marcos
Visitante
Marcos

Concluíram os curso de formação, mas vão ter de refazer o curso, pois até a chegada da aeronave, se é que chegará, já estarão desatualizados.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Uma pena terem que alugar, mas é o que tem pra hoje. 😕

Nonato
Visitante
Nonato

não sabia da existência de várias comissões aeronáuticas. em Washington, na Europa…

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

Nonato,
E ainda tem as comissões da marinha, em Londres e do exército, em Washington.
Mas tente propor juntar todas para fazer o mesmo serviço.
Vc será fuzilado…

Esqueci alguma outra comissão?

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Este aluguel teria opção de compra ao final do contrato (4 anos = 36 + 12 meses)?!

zorannn
Visitante

Quem sou eu para questionar… mas, não seria este um modelo de negócio interessante para operar este tipo de aeronaves? . O valor estimado é de US$ 20 milhões por 3 anos de contrato , com 1000 horas de voo/ano, 80% de disponibilidade e todas as manutenções por conta da empresa contratada. Isto tudo com seguro incluido. . Isto são 6,7 milhões de dólares por ano! É só por combustível e voar!! Não tem que esquentar a cabeça com mais nada!! . A pergunta que fica é: será que algum dos antigos B707 da FAB chegaram a voar alguma vez… Read more »

Salomon Weetabix
Visitante
Salomon Weetabix

Não há dúvida que, com o atual modelo de nossa Força, em que os salários representam a maioria absoluta da disponibilidade financeira, verdadeiro cabide de empregos, onde a grande maioria destes está em atividades-meio ou pouco relacionadas à atividade-fim, esse tipo de “terceirização” é mais indicado, e barato. Gastamos muito com a animada rádio FM da FAB em Brasília, arrumadores de armários-taifeiros e garçons das casas dos brigadeiros, GTE e tanta besteira mais, como lanchinhos de salmão para autoridades, vôos de helis para a presidentA e mais sandices, que deve ter muita gente que já esqueceu sua missão em relação… Read more »

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Parece que a idéia seria atingir dois objetivos: prover transporte naturalmente a encargo da FAB ( missões militares em tempo de paz…) e manter operacionais as equipes que irão operar os KC 767 IAI (tripulação de voo, apoio em terra, etc…sem manutenção da aeronave). Por exemplo: atender necessidades das tropas no Haiti, Libano(?), e outras do genero. Faz sentido, não?

Nonato
Visitante
Nonato

Eduardo SP. Fuzilado?😐
Bom, de qualquer modo saíram duas notícias hoje relacionadas a essas comissões. Sendo uma em Londres e a outra em Washington.
O estranho é a forma da notícia. A comissão em Washington abriu licitação. Não se fala aeronáutica realizará venda. Os procedimentos serão conduzidos por comissão tal.
Passa a ideia de um órgão independente e situado no exterior…
Nunca tinha ouvido falar…
Aprendi mais uma na trilogia tryborg.

Nonato
Visitante
Nonato

Por falar no uso do avião, ha algum tempo, salvo engano, vi em uma revista que, devido a alguns contratempos no avião presidencial, a presidentA estava interessada em mudar para um 767. Não sei se procede ou se por acaso estou equivocado.

Francis Schonarth
Visitante
Francis Schonarth

Nonato, a questão era relacionado ao alcance do A319 que demandava muitas escalas.

Mas pra mim, presidente tem que ir de voo comercial.

W.K.
Visitante
W.K.

Oh Meu Deus! Que horror! Estão privatizando a FAB!
.
(ironic mode)

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Outra questão, muito falada quando aventou-se efetuar o aprovisionamento de Gripens C/D, seria a impossibilidade de utilizar operações de “leasing”. Pelo que me lembre não seria possivel. Isto confere?

Antonio Cançado
Visitante
Antonio Cançado

Cadê os 767 que estariam sendo convertidos em KC pela IAI? Perguntem pro Lula, pra Dilma e pro PT…

zorannn
Visitante

Olá Antonio Cançado!
.
A culpa não é só dos PeTralhas.
.
A FAB virou cabidão e não é de hoje, isto vem um bom tempo. Se olhar no Portal da Transparencia, verá que a FAB gastou mais de 90% do orçamento de 2015 com pessoal. Sobram 10% pra todo o resto. São 200 militares para cada aeronave no inventário. Se levar em conta oque realmente está disponível, este número triplica. São 80.000 sem contar os alunos
.
Não há orçamento que aguente.
.
Oque falta, e isto falta faz tempo, é um governo forte para bater de frente e pôr fim a esta farra.

Marcos
Visitante
Marcos

zorannn Pois é! A Força Aérea de Auto defesa do Japão conta com 50 mil homens e cerca de 280 caças. A Força Aérea da Alemanha conta com 30 mil homens e cerca de 200 caças. Banânia Potência conta com 75 mil homens e… quantos caças mesmo? Lógico, tinha esquecido! Nóis é um país continental, enorme, grande, imenso e nóis precisa de um monte de gente para cuidar disso tudo, das riquezas que os americanos querem roubar. Não esquecer dos franceses que destruíram nosso foguete com raios cósmicos disparados de um submarino que estava lá escondido. O Brasil é um… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

Êta país esse que gosta de coisa velha!!!

Mauricio R.
Visitante

O país não gosta necessariamente de coisa velha, ocorre que tb não se preparou para te-las quando novas.

Marcos
Visitante
Marcos

Viramos uma Coréia do Norte. Agora vão acabar com a internet também.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Pois então Zorannn, pois então, mas este número, se detalhado, é ainda pior pois destes, 70-80% são para pagar inativos e destes a maior fatia não vai para os inativos em si, mas para pensões (especialmente às filhotas).

Ou seja, assim como acontece com outros orçamentos públicos (saúde, educação e segurança), não gastamos pouco e sim gastamos mal.

Até mais!!! 😉

Mauricio R.
Visitante

“…mas para pensões (especialmente às filhotas).”
.
Eta agendinha, o Cel. Nery já explicou esta questão, não é mais assunto, mude o dvd pq esse cd já riscou!!!

Marcos
Visitante
Marcos

É a FAB na modernidade. Enquanto político só inaugura pedra fundamental, já que obra mesmo só se sair propina, a FAB faz somente treinamento de seus pilotos, que avião mesmo…

_RR_
Visitante
_RR_

Marcos ( 21 de abril de 2016 at 17:52 ), Mas o Brasil é realmente imenso… Não há mesmo como comparar a infraestrutura necessária para operar em um país do tamanho do Mato Grosso do Sul com aquela necessária para se operar em outro com mais de 20 vezes o tamanho. E também não é só uma questão de tamanho. Trata-se de cobrir uma ou outra necessidade específica. O Japão tem área 15 % maior que a Alemanha, mas tem cerca de 40% mais militares em sua força aérea e quase 1/3 a mais de aeronaves. E não poderia deixar… Read more »

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Sério Maurício, já está resolvido?!?! Conte-nos mais, a contribuição dos ativos que ainda recolhem dá pra pagar as pensões das filhotas (ao que parece, tu não gosta muito do termo, paciência)?!?! Se dá?! Ok, mas se não dá, de onde sai este dinheiro?! De qual orçamento pra tampar o buraco?!?! Advinha?!?! Aliás, alguma vez deu para cobrir os gastos?!?! Uma coisa é o Cel Nery, dentre outros, ter explicado que de uns dez anos para cá, isto não seja mais possível fazer, mas e as restantes que ainda continuam mamando (“direito adquirido”) nas testas do GF?!?! Simples, se ninguém fizer… Read more »

Mauricio R.
Visitante

“…agendinha de merd@ aqui, ou…”
.
Ai o recalcado, palavras de baixo calão tu usa c/ alguém da tua familia, não comigo.
Moralista fingido.

Mauricio R.
Visitante

“…ter explicado que de uns dez anos para cá, isto não seja mais possível fazer, mas…”
.
O benefício foi extinto em 2000, p/ os admitidos na força a partir daquele ano.
.
“…mas e as restantes que ainda continuam mamando (“direito adquirido”) nas testas do GF?!?!”
.
O ministro da Fazenda tentou limitar esse “direito adquirido”, foi desautorizado pelo próprio relator do projeto, petralha da base aliada.
.
O restante ou é a sua falsa indignação, ou é a sua falta de educação mesmo.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Maurício e Wellington, por favor, comportem-se.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

__________
COMENTÁRIO APAGADO. DEPOIS NÃO DIGA QUE NÃO FOI AVISADO, UM DOS EDITORES O FEZ LOGO ACIMA, E EDUCADAMENTE.

control11
Visitante

Srs Nenhuma empresa, governo ou qualquer organização (a não ser que seja locadora de mão de obra, o que espera-se que a FAB não seja) pode queimar 80%, 90% de seu orçamento com pessoal, menos ainda com aposentados e pensionistas. Indiferente das razões que levaram a situação atual, as FA`s precisam de uma solução para o problema. Alternativas há, por exemplo: • Criação de um fundo similar aos fundos privados e transferência para ele das despesas com os aposentados e pensionistas; • Eliminação de atividades que não correspondem ao papel básico da força; • Redução de OM`s e de suas… Read more »

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

Control, Incluir na lista aumentar o tempo de contribuição dos militares, que passam para a reserva com 30 anos de serviço. Como contam com o tempo da academia, isso dá aposentadoria por volta de 48 anos de idade. Dá até para iniciar uma outra profissao/carreira e ainda se aposentar pelo INSS, aos 65 anos, com aposentadoria por idade. Embora entenda que a forma como as forças se organizam (estrutura piramidal) exige que se tenha alguma forma de saída precoce para aqueles que não conseguem promoção, a atual modelo é insustentável, levando a que a quantidade de reformados e pensionistas e… Read more »

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

COMENTÁRIO APAGADO. JÁ AVISAMOS MAIS DE UMA VEZ PARA PARAR COM ESSA BRIGA ESTÚPIDA. DISCUTAM ARGUMENTOS, SEM ATAQUES PESSOAIS, OU NÃO VÃO SAIR DESSE CÍRCULO VICIOSO DE ATAQUES MÚTUOS. SE NÃO SE GOSTAM, IGNOREM-SE.

Mauricio R.
Visitante

COMENTÁRIO APAGADO. JÁ AVISAMOS MAIS DE UMA VEZ PARA PARAR COM ESSA BRIGA ESTÚPIDA. DISCUTAM ARGUMENTOS, SEM ATAQUES PESSOAIS, OU NÃO VÃO SAIR DESSE CÍRCULO VICIOSO DE ATAQUES MÚTUOS. SE NÃO SE GOSTAM, IGNOREM-SE.

Nonato
Visitante
Nonato

alguém confirma que recentemente houve um aumento substancial do efetivo das três forças?

Nonato
Visitante
Nonato

quanto às brigas ambos têm suas razões. o problema é como falam. sem dúvida ha problemas de gastos com pessoal. mas se eu fosse militar não iria gostar de ter retirado um “direito”. e nem sabemos qual o percentual de pensões injustas ou de filhas solteiras etc. talvez não aposentar o cara com 40, 50 anos. talvez dar baixa mas so deixar “aposentar” com 60 anos. ou liberar o cara para uma atividade Civil. trabalhar na segurança pública estadual, na aviação Civil etc. e os valores pagos são razoáveis? nem pode ser demais nem tão pouco. como funciona no exterior?… Read more »

zorannn
Visitante

Olá Control! . Não adianta criar um fundo, sendo que o dinheiro continuará saindo do orçamento. Isto não muda nada. O mínimo que precisaria acontecer é os militares passarem a contribuir para sua ‘aposentadoria’ (reforma ou reserva remunerada), coisa que nunca fizeram. Qualquer mudança, para trazer algum resultado, tem de passar por este ponto. De resto concordo com vc. . Independente de sermos um país com dimensões continetais, as despesas tem de caber dentro do orçamento. Não adianta ter 400.000 militares na ativa se estes tem de defender o país com pedras, já que são mal treinados, mal preparados, mal… Read more »

zorannn
Visitante

Olá Control! . Só completando suas sugestões: uma que não pode faltar: . – diminuição dos oficiais de carreira. uso maios de militares/oficiais temporários (não sei se existe legislação pra isto, se não existir é só criar). Neste modelo, diminuiríamos drasticamente o número de militares de carreira (oficias e praças) em favor da contratação de miitares temporários. Por exemplo, o militar poderia ser contratato para servir por até 5 anos, e passado este tempo, o mesmo seria deligado. Só aí vc diminuiria em muito o gasto com inativos no futuro. Vale lembrar que no modelo que está aí, cada militar… Read more »

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Então a Véia ainda pensa em desfilar mundo afora de B-767 ?

Juarez
Visitante
Juarez

Não, a configuração desta célula será na versão Kombi, para uso operacional.

A propósito, falando em miséria, BAFL deve fechar no final do ano com a ida dos Pinoquios para BACO, dividindo o hangar com o ETA 5.

G abraco

control
Visitante

Srs

Jovem Zorann

Um fundo capitalizado e bem administrado exige bem menos aporte de contribuições para garantir um bom pé de meia para os aposentados e pensionistas.
Se, ao contrário de ficar sugando o tesouro para pagar os aposentados e pensionistas o GF criasse fundos de previdência para os funcionários públicos civis e militares (fundos bem administrados e sem influência política, claro), mesmo com o governo pagando parte da contribuição, similar aos fundos de empresas privadas, a sangria do tesouro seria bem menor e o orçamento, no caso das FA`s, ficaria apenas com o pessoal da ativa.

Sds