Home Aviação Comercial Argentina aposentará frota de aviões presidenciais

Argentina aposentará frota de aviões presidenciais

8660
96

Argentina Tanto 1 foto 2


ClippingNEWS-PAO presidente argentino Mauricio Macri anunciou esta semana que o país irá aposentar a sua frota de aviões presidenciais. A medida faz parte de um programa de redução de gastos públicos.

Conhecido como Tango 1, o Boing 757 (sic) que transportava o chefe de estado da Argentina até então irá passar por uma vistoria e será colocado à venda. A aeronave é orçada em mais de US$ 20 milhões (cerca de R$ 80 milhões).

Menores, os aviões Tango 2 e 3, dois Fokker F-28 (foto abaixo), também serão comercializados. Somen
te o Tango 10, um Learjet 60, continuará sob administração da presidência.

F-28 FAA

O Boing 757 presidencial argentino ficou famoso nos anos 90, ainda na gestão de Carlos Menem. Na época, em 1992, o governo do país contava com a frota presidencial mais moderna da América Latina.

Entretanto, com a piora da situação econômica nos últimos 16 anos, alguns setores da sociedade passaram a questionar a necessidade de uma frota especialmente para o presidente. Nesta mesma discussão, a antecessora de Macri, Cristina Kirchner, foi bastante criticada em 2014 depois de adquirir um Boeing 737-500 com 21 anos de uso – a aeronave em questão deverá ser repassada à viação Aerolineas Argentinas.

Para endossar a sua decisão, Macri publicou nas redes sociais uma foto de sua passagem para Davos, na Suíça, onde participa do Fórum Econômico Mundial. Foi o primeiro voo comercial de um presidente argentino em mais de dez anos.

macri- bilhete para Davos

FONTE: Leianoticias

COLABOROU: Marcelo Pamplona

96
Deixe um comentário

avatar
95 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
47 Comment authors
antonio carlosDomSafFábio MayerLeonardo CrestaniAndré Bueno Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Belo exemplo.
Sou favorável a extinção do GTE e colocar todos os meios a venda.
VC A 320 vender.
EMB 190 para deslocamentos no Brasil e AL. (Apenas 1).
Em manuten ção, vai de carreira ou freta uma aeronave compatível.
Segurança no destino a cargo dos órgãos de segurança especiais local.
Deslocamentos + longos, vai de Carreira, Business.
Não precisa levar segurança, um Ajudante de Ordens (Major) com domínio de Inglês.
A Segurança de chefe de estado é responsabilidade do País receptor.
Simples assim.
É o que o Macri está fazendo, o que a Merkel faz.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

CPMF ? Vão se danar.
Marquem ai, em três a quatro anos os Argies voltam ao mundo civilizado e nós no abismo.
A “cabeça” e as atitudes de quem comanda …….. entenderam ?

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

Onde clico pra comprar um Macri para o Brasil e mandar a Gilma pra Sibéria?? 🙂
Argentina e Brasil, em breve, trocarão de lugar. Penso que se os militares argentinos tiverem a mesma administração que Macri dá ao governo civil, em questão de 4 ou 5 anos, apertando bem os cintos, eles poderão iniciar o retorno aos tempos de glória. Uns 5 anos de poupança e cortes podem fazer um bem danado por aqui tbm!!

Abraço a todos

Felipe Rodrigues
Visitante

Nem dou 3,4 anos, imagino daqui 1 ano, como a Argentina já estará um país melhor, mais forte economicamente, com o passar dos anos próximos, estarão ainda melhores, com a população vivendo uma vida melhor.

yluss
Visitante
yluss

Nunca pensei que ia dizer isso, mas os irmãos do sul estão muito bem na foto com um presidente desses.

A sociedade civil deveria iniciar um movimento público, amplo, demandando a extinção do GTE e a permanência apenas de um/dois meios aéreos de alcance nacional.

Ato imediato, deveríamos exigir uma atualização da FA em relação ao tamanho do orçamento do GTE nos últimos dez anos e discriminação da utilização de seus meios por área de governo/legislativo.

Sds o/

Frederic
Visitante
Frederic

Sou absolutamente favorável ao enxugamento do GTE. Mas uma redução, ou melhor uso, racional. Sem cortes drásticos que prejudiquem o erário.

Quanto ao FAB-2101, imagino que não se deva desfazer. Fosse o Brasil uma República sem um aparelho que servisse à presidência, teria gente reclamando que Russia tem, Taiwan tem, Alemanha tem, México tem, Chile tem, Indonésia tem, França tem e até a Bolívia tem. Menos o Brasil, republiqueta de banana, “banalandia”, pais menor e todo aquele chorume escrito que se espalha aos borbotões nesse estaço.

Frederic
Visitante
Frederic

Tamandaré
Se acha que a Argentina, em meia década, assume o lugar do Brasil, lhe falta até mesmo a pífia noção do tamanho do seu pais. Procure saber. Estou certo que ficará muito satisfeito.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Demagogia e hipocrisia, quer apenas fazer um marketing de “gestor preocupado com o erário público”.
Quanto ao GTE, o problema da FAB continua não sendo este, aliás, todo o problema orçamentário das FFAA não é, nem de longe, este. É o mesmo que culpar o juiz porque seu time jogou mal e perdeu.

Jagderband#44
Visitante
Jagderband#44

Aqui na terra da mandioca, senador usa as aeronaves do GTE para ir implantar cabelos. Lamentável.

Jagderband#44
Visitante
Jagderband#44

Realmente Wellington, M.Macri é hipócrita. Bom mesmo é o casal Kirchner e a turma de BSB que usa o GTE para implantar cabelo.Lamentável.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Fato recente no PA:
Nosso Amigo Cel nos informou que seis pilotos da FAB tinham ido para treinamento no 767-300ER, pessoal do VIP. Ou seja, um dos três KC’s será para a Madame.
Já não temos KC de grande capacidade e longa distância.
Por isto a coisa está devagar, como justificar isso ?
Os três KC 767-300ER IAI tem que ter destinação original e ponto.

Mario Lira Junior
Visitante

Nem oito, nem oitenta e oito. Um GTE ou equivalente é comum em grande parte dos países. Por outro lado, o uso indiscriminado deve ser fortemente combatido. Ou seja, um grupamento presidencial deve ser usado pelo(a) presidente/vice em funções da presidência. Ministros se estiverem representando a presidência, ou em casos excepcionais de atividades ministeriais em que o uso da aviação comercial seja problemático (só lembrando que o Brasil é meio grandinho e o governo federal tem atividade em todo canto). Legislativo, nem a pau. Já quanto à comitiva, desculpe carlos soares, mas não me consta que nenhum país de porte… Read more »

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

O assunto aqui não é se a extinção do GTE vai salvar a FAB e sim:
Aviação executiva pública, aliás cerne do tema.
O que é de moral e o exemplo.
O resto é que é ser hipócrita.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

“Mario Lira Junior 23 de janeiro de 2016 at 21:01
Nem oito, nem oitenta e oito. Um GTE ou equivalente é comum em grande parte dos países. ”
Alemanha não tem.
Pague com seu dinheiro e se informe melhor em países bem mais antigos e civilizados que o nosso.
São somos e não estamos expostos a catástrofes.
Nunca fomos 1º mundo, nossa republiqueta tem muito mais prioridades.

CARLOS
Visitante
CARLOS

Será que o que governa para poucos, Mauricio Macri, tirou os sapatos para a policia Suíça, ao desembarcar?

Mario Lira Junior
Visitante

Carlos, não falei que todos têm, mas que grande parte, têm. Você citou o exemplo da Alemanha, posso citar EUA, GB, França, Japão, Austrália… Acho que com a exceção da Austrália, todos se encaixam em “países bem mais antigos e civilizados”, não acha? É bom lembrar também que a Alemanha é um tanto ou quanto menor do que o Brasil, e com um sistema de governo em que o nível federal tem atuação bem mais light do que o modelo brasileiro, o que reduz a necessidade de deslocamento interno da chanceler, pelo menos no que me consta, sujeito a erros… Read more »

Mario Lira Junior
Visitante

Por sinal, quanto ao KC, concordo plenamente que deve ser para reabastecimento em vôo e transporte estratégico de cargas, sem qualquer dúvida.

Julio JCA
Visitante
Julio JCA

Pessoal, conheci um piloto da força aérea inglesa que servia na Alemanha e ele falou que os chanceleres alemães se deslocam sim com aviões fretados e bem protegidos da lusitana, com equipe da força aérea alemã no comando

Julio JCA
Visitante
Julio JCA

Saiu errado: aviões da lufhtansa

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

Frederic, Se vossa excelência não entende figuras de linguagem, como a hipérbole que usei, fica difícil me mandar ir estudar…. Não sou nenhum inocente; sei perfeitamente que isso seria complicado e demorado. Mas, atente para 2 pontos: 1- eu disse que em meia década eles teriam uma boa grana (as forças armadas, pra ser mais especifico) se houver uma poupança feroz, com um corte de gastos supérfluos bem planejado. Eu não disse q em meia década eles “tomariam nosso lugar”! Eu disse q esse tempo seria de reformulação de financas e poupança rumo à retomada do crescimento da armada argentina… Read more »

Julio JCA
Visitante
Julio JCA

A chanceler alemã viaja com comitivas iguais às nossas e os hermanos tem a população e o PIB menores que o Estado de São Paulo, então não sei se as colocações dos amigos estão tão corretas

Duanny D.
Visitante
Duanny D.

Avião fretado não fica mais barato? Ou estou viajando?

Frederic
Visitante
Frederic

Tamandaré;

Não o mandei estudar. Aliás, eu deveria porque estudar é bom. Desde quando tornou-se ofensa?

Falando em estudo; inexiste hipérbole no texto e na língua pátria desconheço “hipérbole ponderada”. Se muito, vejo na primeira linha.

Mas o site não é o “Poder Lusófono”. Se quiser tratar algo, faça a gentileza de me direcionar um e-mail e poupar esse espaço de outros assuntos.

fred.palowakski@gmail.com

Grato.

Eduardo SP
Visitante
Eduardo SP

Só informando que consta na Wikipedia que a Força Aérea Alemã tem 4 Bombardier Global Express 5000, 2 Airbus A-319CJ e 2 Airbus A-340 para transporte VIP.

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

carlos alberto soares 23 de janeiro de 2016 at 21:07
.
“Alemanha não tem.
Pague com seu dinheiro e se informe melhor em países bem mais antigos e civilizados que o nosso.”
.

Um bom conselho q vc deu… se informar melhor. Q tal pratica-lo tmb ?

https://www.planespotters.net/airframe/Airbus/A340/274/1601-German-Air-Force

Alex
Visitante
Alex

Para a Argentina chegar ao nivel econômico do Brasil, a sétima economia do mundo, levará décadas, se é que algum dia conseguirão equiparação.
Não há nada de errado em que chefes de estado tenham aviões presidenciais, se fosse governo mai de esquerda seria chamado de populismo. E a Kirschner já comprou uma lata velha na época. Seria o caso de enxugar a frota, apenas.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Jagder, em nenhum momento eu deixei a entender isto, por favor, talvez não tenha deixado claro. Me refiro a postura nesta situação, pois uma coisa é a comitiva e seus auxiliares viajar em voos comerciais, outra coisa, bem diferente, é um presidente da república (independente de quem quer que seja, da sua ideologia, ou caráter), ele está no mais alto posto de uma república (não é qualquer coisa) e como tal merece todos os cuidados possíveis. É assim em qualquer país. Muito menos questiono seu governo (que ainda é incipiente para qualquer avaliação mais profunda), mas o que eu afirmei… Read more »

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Mario Lira Junior 23 de janeiro de 2016 at 21:20
Comparar Brazil com esses países ? Já respondeu !

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Alfredo Araujo 24 de janeiro de 2016 at 0:00
Informe-se, o A 340 é somente utilizado em viagens intercontinentais.
A Alemanha é a 3ª economia mundial e tem um equilíbrio Sócio-Educacional de primeira. Nós somos republiqueta com sofisma capenga de 1º mundo.
Não passamos de banânia.
Ademas meu comentário é claro:
“190 para deslocamentos no Brasil e AL. (Apenas 1).
Em manutenção, vai de carreira ou freta uma aeronave compatível.”

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Bolívia tem um Falcon. (Um).

Carlos
Visitante
Carlos

Matéria com muito pano para as mangas… Tentarei abordar alguns deles… Sobre a efetividade de cortes e possível “apelo midiático”. Sem dúvida, alguns cortes parecem ter mais impacto moral do que prático e financeiro. É necessário sopesar. Não é apenas dizer: não existe mais frota presidencial; e achar que os gastos se acabaram… Isso parece muito com alguns casos um governador ou prefeito diz que vai reduzir seu salário em 20%. Impacto financeiro quase nulo. É mais uma forma de sinalizar que está “cortando na carne” (se é que realmente está, pois às vezes corta no salário, mas outras despesas,… Read more »

Carlos
Visitante
Carlos

off topic:
Vejam esse excelente vídeo.
Por volta do minuto 10, há o exemplo de uma pequena força aérea caindo aos pedaços…
https://www.youtube.com/watch?v=fjt-iF7Ygc0

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Eu creio que diante da necessidade de se racionalizar o custeio de todos os setores da administração pública como esforço de superação da crise econômica atual, o ideal, na linha desse tópico, seria a extinção do GTE e a transferência do 1º/2º GT para Brasília. Lá, esse esquadrão teria incorporado 1 VC-2 e 4 VC-99B (Legacy) para transporte do presidente e vice presidente da República, e dos presidentes do Congresso, do Supremo Tribunal e ministros de estado em missões oficiais no país. Viagens internacionais, comitivas, segundo e terceiro escalões, voos comerciais. Destino das demais aeronaves do GTE: leilão público.

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Em complemento ao meu post anterior, não considero demagogia nem hipocrisia a decisão do presidente argentino de viajar em voo comercial. Seria demagogia se tivesse pago as passagens do próprio bolso, mais ainda, seria um insulto aos argentinos e à presidência enquanto instituição. Raciocinemos: o transporte VIP não é atividade-fim de qualquer força aérea, é apenas mais um serviço que algumas disponibilizam aos respectivos governos. Em tempos de redução de verbas, a mim parece óbvio que entre manter a atividade-fim e esse serviço há uma opção lógica, comum a todos os comentaristas desse fórum. A opção contrária, essa sim é… Read more »

Juarez
Visitante
Juarez

Para vlces gerem uma ideia, o GTE tem alocado este ano mais de 30.000 hs de voa, o reztange da FAB vai ficar no chão.

G abraco

Marcelo-SP
Visitante
Marcelo-SP

Certíssimo, o Sr. Macri! Depois do desastre fiscal deixado por Cristina, a Louca, a ordem é austeridade. E austeridade deve ser sempre reforçada com o exemplo. E o exemplo deve vir de cima. O importante, agora, é manter a coerência. A rigor, não há nada em relação ao Estado Argentino que desautorizasse uma austeridade como a da Suécia para seus representantes ( https://www.youtube.com/watch?v=-Yk4NQwpdYA ). Macri não é um “alvo”, como Obama. E, certamente, há muitas outras prioridades ao Erário Argentino de que mordomias presidenciais ou a outros políticos. Ainda é difícil para brasileiros e vizinhos não saxões livrarem-se do fetiche… Read more »

JAC
Visitante
JAC

Discussao muito interessante e acalorada entre os membros. Todos concordam em geral que transporte executivo publico deve ser limitado somente a quem precisa (presidente+vice em alguns ministros representando o presidente), A medida do presidente argentino pode ser mais moral que pratica, porem no caso do Brasil a medida seria muito mais pratica pela quantidade de aeronaves e recursos envolvidos. Estes recursos sendo aplicados em outros programas seriam muito bem vindos. Infelizmente na Republica da Pindorama Brasileira, vale mais ostentatacao socialista do que ser pratico e acatar os problemas reais da nação e das FFAAs.

dieter91360
Visitante
dieter91360

Opa!!! Aqui o que acabei de ler no Globo…

Irã anuncia negociações para a compra de 114 aviões da Airbus
Acordo será fechado esta semana, durante visita do presidente iraniano, Hasan Rohani, à França.
Será que não da para a Embraer jogar umas iscas por lá não???

João Bosco
Visitante
João Bosco

Meus caros, é a minha opinião: Segundo a revista Flap Internacional, o Brasil tem 6 tipos distintos ( não quantidades) de aeronaves VIP, sendo 1 Airbus A-319 ACJ, 2 EMB-120 Brasilia, 8 Embraer 135 BJ, um Embraer 145, 2 Embraer 190, 1 Gates Learjet, 2 Airbus EC-135. A maioria das nações tem uma frota de aeronaves presidenciais. Mas a questão é que a Argentina está mau das pernas econômicas e precisa sair desta bagunça – lembrando que a mesma revista cita que o pais citado tem cerca de 8 tipos distintos de aeronaves – e assim também está o Brasil.… Read more »

Space Jockey
Visitante

E acreditem, ja tem site chapa-branca esquerdista brasileiro que começa com “C” e termina com “L” criticando a ascençao da direita na AL…

Juarez
Visitante
Juarez

Para vocês terem um ideia de quanto custa isto a nação e nos todos:

Recentemente nasceu o neto da Anta presidenta, e ela já esteve aqui no sul três vezes nas últimas duas semanas para acompanhar o parto da cria, pousou na BACO, foi de EC 725 ate as proximidades de sua casa, e ainda por cima um BH do quinti do oitavo deslocou da BASM para ficar como reserva.
Pergunto: Quanto custou isto a todos nos?
E aí vem ela querer e fiar CPMF goela abaixo em nos.

G abracoi

Rubens Sommer Junior
Visitante
Rubens Sommer Junior

A diferença e clara tanto Alemanha como outros países grandes podem gastar $$$ se quiserem, porém tem mais educação e respeito pelo dinheiro publico que um pais abaixo da linha da linha do equador que pensa pensa que e grande …. Fica a lição, gasta quem pode e no que é necessário e não quem quer e fica devendo as calças e sonhando com um futuro sabe lá o que…

hamadjr
Visitante

Tem alguns argumentos aqui apresentado que bera a mais absoluta fumaçeira, principalmente em usar exemplos externo para comparar com o Brasil, que não tenho a menor vontade de ir embora, aliás o lobão esta fretando permanentemente uma frota de aeronaves de luxo para quem não consegue viver aqui, o problema nosso não é o GTE o problema é como ele vem sendo utilizado, igual aquela janela do apartamento de vista para o mar com um puteiro ao lado, você pode olhar o mar se quiser ou ficar olhando a outra vista, sendo que o mar não vai mudar já o… Read more »

Hawk
Visitante
Hawk

Sem entrar muito no caráter da política o negócio é que a Argentina assim como o Brasil está com uma baita dívida externa e pública acumulada. Como se paga a dívida? Vendendo o que pode ser vendido. Eu concordo que um presidente tem que ter um avião particular só para si afinal ele representa o país, mas quando está se tentando cortar gastos por todos os lados não tem muita opção mesmo. Sou bem mais a favor da extinção da frota VIP e deixar só o Airbus para viagens internacionais, dois para viagens regionais e dois helicóptero e acabou. Afinal… Read more »

Antonio
Visitante
Antonio

Ô hamadjr, pondo de lado os incontáveis erros de português, se entendi direito, tudo depende apenas de nós, do quê nos dispomos a olhar, e como, é isso mesmo?
Olha, se for, o puteiro pode realmente ser derrubado, e isso começaria com o afastamento, mais que justificado, da presidente da República, continuaria com a remoção imediata do poder da quadrilha de meliantes que dele se apossou, treze anos atrás, e culminaria com a prisão de seu líder máximo, o principal responsável, o grande culpado por toda essa situação calamitosa em que o país se encontra.

Juarez
Visitante
Juarez

Hamadjr, o GTE vai voar este ano, praticamente o que resto da FAB ira voar, além de estar extremamente inchado e hoje a condição financeira da nação não permite este tipo luxo em detrimento de outras coisas cruciais.
O Macri foude avião de carreira porque não tinha outra opção, além de alugar uma aeronave comercial, pois o 57 deles está sem condições de voo.
Ele e empresário, sabe quanto custa e sabe principalmente que bolso tem dono e tem fundo.

G abraco

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

O GTE, câncer da FAB, deveria servir SOMENTE à Presidencia. O que não pode é 54 autoridades terem direito ao uso do GTE. A FAB abaixou a cabeça demais e apareceu o rabo. Agora esse cancro consome grande parcela da verba de manutenção da FAB.
Maior taxi aéreo do Brasil! Odiado dentro da FAB.

MARCELO TADEU
Visitante
MARCELO TADEU

Também não sou a favor da extinção do GTE, o problema e que no desgoverno do PT virou uma zona. A FAB não pode ser culpada, ela recebe ordens da Presidência da Republica. É a mesma coisa que tirar o sofá da sala…. Os maridos traídos daqui vão entender…. O uso deveria voltar para a Presidência, Ministros e Comandantes das FFAA. Se pesquisarem a História do Grupo descobrirão grandes feitos, inclusive o transporte de órgãos para transplantes. Então acho que deveria haver uma racionalização e diminuição do número de aeronaves: Ficariam os VC-1, VC-2, VC-99, VH-36 e dois ou três… Read more »

Aéreo
Visitante
Aéreo

A ideia de vender o 757 presidencial é demagogia pura. Francamente, 20 milhões de dólares não é uma quantia que vá fazer diferença na vida da nação argentina. O presidente eleito tem o dever de arrumar a casa arrasada por governos populistas, mas colocar um avião presidencial à venda é tão populista quanto o governo que o antecedeu. Existem seguramente dezenas de medidas mais práticas para economia de dinheiro. No caso brasileiro, a farra com o GTE é tão somente o reflexo do que é nossos três poderes, somos o estado da boquinha. O ministro do SFT pega um avião… Read more »