terça-feira, outubro 26, 2021

Gripen para o Brasil

50 anos da ‘Operação Rolling Thunder’

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

RollingThunder1

A Operação Rolling Thunder foi um grande programa de bombardeio aéreo gradual e sistemático conduzido contra o Vietnã do Norte feito por Forças Aéreas e Navais dos Estados Unidos e do Vietnã do Sul, que começou em 2 de março de 1965 e foi até 1 de novembro de 1968, durante a Guerra do Vietnã.

A operação teve quatro objetivos principais que evoluíram ao longo do tempo: elevar o moral do regime do Vietnã do Sul, persuadir o Vietnã do Norte a cessar o seu apoio à insurgência comunista no sul sem ter que realmente enviar qualquer força terrestre ao norte comunista, destruir o sistema de transportes, a base industrial e as defesas aéreas do Vietnã do Norte, e por um fim no fluxo de homens e materiais ao Vietnã do Sul. A realização destes objetivos se mostrou muito difícil devido as restrições impostas aos Estados Unidos e seus aliados pela exigências da Guerra Fria e devido ao maciço apoio e ajuda dado ao Vietnã do Norte por seus aliados comunistas, a União Soviética e a República Popular da China.

1024px-F-105_hit_by_SA-2_over_Vietnam
Um F-105D Thunderchief fotografado logo após ser atingido por fragmentos de um míssil SA-2 no dia 14 de fevereiro de 1968. Observar o rastro de fogo/fumaça logo atrás do bocal do motor. O piloto, capitão Robert Malcolm Elliot (1929-1968), morreu e seu corpo só foi recuperado 30 anos depois.

 

A operação se tornou a batalha aérea/terrestre mais intensa travada durante o período da Guerra Fria; de fato, foi a campanha militar mais dificil realizada por Forças dos Estados Unidos desde os bombardeios sobre a Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial, sendo que durante a Operação foram lançados duas vezes mais bombas sobre o Vietnã do que na Europa toda durante a Segunda Guerra.

Apoiados por seus aliados, o Vietnã do Norte mostrou uma potente mistura de defesas aéreas sofisticadas com mísseis terra-ar e armas antiaéreas criando um dos sistemas de defesa aéreo mais eficientes que os militares americanos já enfrentaram. Como uma das campanhas aéreas mais longas de todos os tempos, a Rolling Thunder terminou como um fracasso estratégico ao fim de 1968 tendo atingido nenhum de seus objetivos primários, apesar de ter infligido sérios danos ao Vietnã do Norte e sua infraestrutura.

operation-rolling-thunder-vietnam

FONTE: wiki

- Advertisement -

12 Comments

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Kojak

https://www.youtube.com/watch?v=Dl_HKH-U1As

Creio que o A 6 intruder participou muito dessa operação.

Há um filme da década de 70 muito legal sobre esse tema. Não lembro o nome.

Mas as Baa’s deram um “cando” nos Amis.

Outros tempos.

Kojak

https://www.youtube.com/watch?v=JETOXZXSXBM

Realmente outros tempos, vejam a sequência de videos.

Gardusi

Fico imaginando se a guerra do Vietnã ocorresse hoje.
Na época o equipamento americano era inadequado àquela realidade. Pô, o Phantom como caça???
Acredito que, com o que eles têm hoje, ganhariam essa guerra, não importando o que o Vietnã pudesse colocar pra fazer frente.

Luis

Kojak 3 de março de 2015 at 11:03

O único filme que eu conheço que tem o Grumman A-6 é o “Intruder A-6 Um Voo para O Inferno” (Flight of The Intruder), de 1991. Mas o filme se passa mais para a frente, não em 1968 (pelo menos não que eu me lembre).

Oganza

Gardusi, tem uma coisa que muita gente se engana: – Os EU não perderam a guerra do ponto de vista militar, na verdade, em exatos 87% das batalhas, a vitória foi dos Yankees… A derrota americana foi na arena política, foi entre o número de soldados mortos Vs o % da opinião pública. – A maior derrota militar tb veio da arena política, onde os EU, entre outras coisas, estava impedido de “ocupar” posições permanentes nos territórios do Vietnã do Norte, oq levou a ineficiente tática de Search and Destroy, onde a “vitória” estava na contagem de corpos inimigos onde,… Read more »

Gardusi

Oganza,
Concordo contigo.
Num contexto mais amplo, a Guerra do Vietnã foi apenas uma batalha perdida numa guerra maior (tal como a Batalha da Inglaterra o foi para a Alemanha, embora no final, os ingleses estivessem longe de derrota-los). Essa guerra os americanos não ganharam, mas serviu para colocar um fim na expansão comunista e por fim levou à vitória na grande guerra que contava, a Fria.
Mas ainda acho que seria bem diferente se acontecesse hoje.

Sds

joseboscojr

Como não havia território a ser ganho nem alvos a serem destruídos o modo de aferir o resultado das batalhas era a contagem dos corpos.
Usando essa referência, na pior das hipóteses para os americanos, eles mataram 8 x mais do que foram mortos durante os quase 10 anos de sua participação.
E nesse avaliação não está incluído os civis, mas apenas os vietcongues e combatentes norte vietnamitas.

Groo

Li um vez que a maioria do armamento e combustível chegava ao Vietnã do Norte pelo porto de Haiphong e que existia uma proibição auto imposta pelos americanos de atacar este porto, cortando de vez a rota de suprimentos.

joseboscojr

A imensa maioria das aeronaves americanas no Vietnã não tinha RWR. O alerta de lançamento e aproximação de míssil sup-ar se dava pela visualização do rastro de fumaça (eram de dia).
A maioria também não tinham sequer lançadores de chaffs e flares e a única forma de escapar de mísseis sup-ar era manobrando.
Ou seja, não podemos usar as perdas americanas na Guerra do Vietnã como parâmetro pra nada hoje em dia.

Rinaldo Nery

Há alguns anos atrás comprei, num museu aeronáutico em Dallas, um livro sobre a Força Aérea Norte-Vietnamita, escrita por um Coronel romeno, adido aeronáutico em Hanói. Com muitas fotos. Aquela Força Aérea possuía, no início do conflito, somente 69 caçadores, todos formados na URSS, contra mais de 345 caçadores norte-americanos no Vietnã do Sul, Laos e Camboja. E deram muito trabalho pra USAF e pra Navy, abatendo várias aeronaves. O maior ás norte-vietnamita tinha 9 vitórias, contra 5 (salvo melhor juízo) do maior ás americano no conflito. Os norte-vietnamitas e seu sistema de defesa aérea foram muito eficiente, infligindo grandes… Read more »

Últimas Notícias

IMAGENS: Cerimônia do Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira

Por André Magalhães Aconteceu na manhã do dia 22 de outubro, na ALA 1, em Brasília (DF), a cerimônia alusiva...
- Advertisement -
- Advertisement -