quinta-feira, setembro 23, 2021

Gripen para o Brasil

Rafale na Índia: Dassault espera concluir contrato até março de 2015

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Rafale - foto Dassault

Segundo reportagem publicada nesta quinta-feira (6/11) pelo jornal Business World, a fabricante francesa de aeronaves Dassault Aviation espera concluir o acordo para fornecimento do caça Rafale por volta de março do ano que vem. A informação foi dada pelo diretor executivo (CEO) da Dassault, Eric Trappier para a imprensa, em Paris. Trappier disse que a fase final de negociações exclusivas do contrato, estimado em 15 bilhões de dólares, deverá ser concluída ainda no atual ano fiscal da Índia, que se encerra em março de 2015.

A empresa francesa foi selecionada em janeiro de 2012 pela Índia para negociações exclusivas, dentro do programa MMRCA (avião de combate multitarefa de porte médio) no qual competiu com outros cinco concorrentes mundiais (os americanos Boeing F/A-18 e Lockheed Martin F-16, o russo MiG 35, o Typhoon do consórcio europeu Eurofighter e o sueco Saab Gripen) para fornecer 126 caças à Força Aérea Indiana. Porém, as negociações ultimamente têm desacelerado, devido a questões como  a imposição de penalidades para eventuais atrasos nos aviões a serem produzidos na Índia. Dos 126 caças, 18 deverão ser fornecidos diretamente da França pela Dassault, enquanto os 108 restantes deverão ser produzidos pela estatal indiana HAL (Hindustan Aeronautics Ltd), em suas instalações de Bangalore.

Rafale - painel - foto A Paringaux - Dassault

No mês passado, o secretário de Defesa do Reino Unido Michael Fallon afirmou que o consórcio Eurofighter poderá negociar com a Índia para fornecimento de caças Typhoon (finalista do programa, preterido pela oferta da Dassault) caso as conversas com o fabricante francês não progridam.

A Índia é considerada a nação que mais importa equipamentos militares e, de acordo com a a consultoria KPMG, até 2016 o Governo Indiano estará lidando com cerca de 112 bilhões de dólares em contratos militares. Em outubro, o governo aprovou projetos de defesa no valor de Rs 80,000 crore (cerca de 13 bilhões de dólares) numa nova fase de modernização das Forças Armadas com equipamento atual. Entre os projetos, estão a construção local de seis submarinos, a compra de mais de 8.000 mísseis guiados anticarro israelenses e 12 aviões de vigilância Dornier atualizados.

Caças Rafale com pós combustores acionados - foto K Tokunaga - Dassault

FONTE: Business World (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

2 Comments

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Oganza

Essa matéria é só a réplica da Dassault as declarações ao secretário de Defesa do Reino Unido Michael Fallon.

no mais… o MMRCA é sofrimeeeento só.

Grande Abraço.

Oganza

Aos Srs. Editores,

vamos fazer um Bolão do ACINA ou NÃO acina até março do ano que vem?

😀

Últimas Notícias

IMAGENS: T-27M Tucano da FAB com nova pintura

A Força Aérea Brasileira divulgou imagens do T-27M Tucano modernizado com sua nova pintura. A escolha da identidade visual contou...
- Advertisement -
- Advertisement -