Home Noticiário Internacional Aviões de coalizão internacional lançam 50 ataques contra o EI na Síria

Aviões de coalizão internacional lançam 50 ataques contra o EI na Síria

636
21

Caças Super Hornet E e F dos VFA 31 e VFA 213 prontos para lançamento pelo USS George HW Bush CVN 77 - foto 23-9-14 USN

Alvos eram províncias de Al Raqqah e Deir ez Zor. Ataque é o primeiro realizado pelos EUA contra o grupo na Síria

 –

ClippingNEWS-PAOs aviões da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos lançaram nesta terça-feira (23) 50 ataques contra alvos do grupo Estado Islâmico (EI) nas províncias sírias de Al Raqqah e Deir ez Zor, onde causaram um número indeterminado de vítimas, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos. A operação é a primeira feita pelos EUA contra o Estado Islâmico na Síria.

A aviação internacional lançou 20 bombardeios contra bases e postos de controle da organização extremista em Al Raqqah, seu principal bastião no território sírio, e em sua periferia norte e oeste, assim como nas localidades de Tel Abiad, Tabaqa e Ain Aisa. Eles atingiram campos de treinamento, bases e suprimentos de armas.

Um dos alvos dos ataques foi a antiga sede do governo provincial de Al Raqqah, que o EI tinha transformado em um de seus quartéis mais importantes. Os ataques também tiveram como alvo o braço da Al-Qaeda conhecido como grupo Khorasan, que preparava um ataque “iminente” contra os Estados Unidos e alvos ocidentais, informou nesta terça o Pentágono.

“Os EUA lançaram oito ataques contra o grupo Khorasan ao oeste de Aleppo em campos de treinamento, depósitos de explosivos e instalações de controle e comunicações”, explicou o Comando Central americano em um comunicado.

O governo da Síria informou que respalda os esforços internacionais para o combate do Estado Islâmico. “A Síria respalda qualquer esforço internacional para combater o terrorismo, como o do Daesh (um dos acrônimos em árabe do EI) e da Al-Nosra, mas insistindo no respeito da soberania nacional e de acordo com a legislação internacional”, afirma um comunicado ministerial.

Vítimas

Nestes bombardeios, pelo menos 50 pessoas morreram, entre elas extremistas, apesar de o EI ter esvaziado suas bases na semana passada diante da iminente ofensiva americana. Entre os mortos estão 30 integrantes da frente al-Nusra, braço da Al-Qaeda, e oito civis, entre eles uma criança, segundo o observatório.

Em Deir ez Zor, os aviões internacionais efetuaram 22 ataques contra as bases do EI na cidade de Al Bukamal, fronteiriça com o Iraque, e seus arredores, e lançaram outros oito na periferia leste da cidade de Deir ez Zor.

O ativista Mohammed al Jalif, da opositora Rede Sham, explicou à Agência Efe pela internet que os bombardeios em Al Bukamal atingiram a Escola Industrial – uma das bases do EI na região – e vários silos e postos de controle dos jihadistas. Segundo Jalif, há um número indeterminado de mortos e feridos e os ataques causaram a destruição de muitos edifícios.

Envolvidos

Segundo a emissora de TV americana CNN, os envolvidos nos ataques, além dos EUA, são apenas países árabes. A OTAN negou seu envolvimento nos lançamentos, segundo a Reuters.

O porta-voz do Departamento de Defesa americano, contra-almirante John Kirby, anunciou na noite de segunda (22) que os EUA e nações aliadas tinham iniciado a ofensiva de ataques aéreos contra o EI, com uma combinação de caças, bombardeiros e mísseis Tomahawk.

A operação foi exclusiva das forças dos EUA, enquanto os ataques aéreos contra o EI contam com a participação das “nações aliadas'” do Bahrein, Jordânia, Catar, Arábia Saudita e Emirados Árabes, confirmou o Pentágono nesta terça.

Com o início dos ataques na Síria já estão em andamento todas as operações da ofensiva contra o EI anunciadas por Obama em um solene discurso à nação no último dia 10 de setembro.

Síria

O governo da Síria disse depois dos ataques que foi avisado por meio de uma carta enviada pelo secretário de Estado dos EUA, John Kerry, sobre a possibilidade de ação no país contra o EI. O documento foi entregue pelo ministro das Relações Exteriores iraquiano, e informava sobre os planos dos EUA e de seus aliados de atacar o EI. A entrega aconteceu horas antes do início da operação.

Em um comunicado lido na TV, o governo sírio disse que continuará atacando o EI em Raqqa e Deir al-Zor – áreas no leste e norte da Síria que foram atingidas nesta terça. O governo também disse que sua coordenação com o governo xiita iraquiano em Bagdá para os combates continuará.

A oposição manifestou apoio aos bombardeios. “Esta noite, a comunidade internacional se uniu à nossa luta contra o Estado Islâmico no Iraque e Levante na Síria”, afirmou o presidente da Coalizão Nacional Síria (CNS), Hadi al Bahra, que usou o nome anterior do grupo. “Estamos prontos para nos coordenarmos com nossos aliados e maximizar o impacto dos bombardeios contra o EI”, afirmou Bahra, que se encontra em Nova York para assistir nesta semana às reuniões da Assembleia Geral da ONU.

Bahra insistiu que não bastam os ataques contra os jihadistas no Iraque, que, segundo sua opinião, não funcionarão se permitirem que o EI siga operando, recrutando e treinando pessoas dentro da Síria. Nos últimos dias, o Estado Islâmico assumiu o controle de 60 localidades da região de Kobaneh, o que provocou a fuga de mais de 130.000 curdos sírios para a Turquia.

Na outra frente do conflito sírio, o exército israelense anunciou que derrubou nesta terça um avião sírio, ao que parece um MIG-21, que havia se aproximado da linha de demarcação nas colinas de Golã. O ataque às posições do EI na Síria representa uma nova fase da guerra dos Estados Unidos contra a organização, que teve início em 8 de agosto, data dos primeiros bombardeios no Iraque.

Na segunda-feira (22), o EI divulgou um apelo aos muçulmanos no qual pedia a morte de cidadãos dos países que integram a coalizão internacional contra a jihad, em particular Estados Unidos e França.

FONTE: G1

FOTO: Marinha dos EUA: caças F/A-18 E e F Super Hornet dos esquadrões VFA 31 e VFA 213 prestes a serem lançados do convoo do navio-aeródromo de propulsão nuclear USS George H.W. Bush (CVN 77) para realizar missões de ataque contra alvos do Estado Islâmico, em foto divulgada nesta terça-feira, 23 de setembro.

VEJA TAMBÉM:

21
Deixe um comentário

avatar
20 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
12 Comment authors
HMS TIRELESSFernando "Nunão" De MartiniRoberto F SantanaIväny JuniorJT Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Carlos
Visitante

Uzamericanu marvados, mais uma vez carregam o piano, aliás como sempre.

Que tenham sucesso em eliminar esses terroristas com mente de invertebrados.

Oro para que inocentes não morram pelos efeitos “colaterais”, uma vez que esses bastardos usam civis inocentes como escudo.

Off topic:

Israel está com o planejamento pronto e FA’s em prontidão.
Caso esses bastardos do ISIS se colocarem em direção ao Jordão, serão dizimados.
Tio David, manda KABUM em cima deles, sem dó nem piedade.

Shana Tová

Edgar
Admin
Member

Enquanto não houver infantaria em solo “ISISiano”, os aviões só aumentarão o número de buracos no deserto.

Talvez a ideia da coalizão seja deixar o EI como uma pilha de entulhos e depois enviar a infantaria como uma “missão de paz” da ONU com combatentes que tenham o português como língua nativa.

costamarques
Visitante
costamarques

O que não entendo é porque Israel abateu um avião que estava realizando o mesmo proposito!

Edgar
Admin
Member
Carlos
Visitante

Leia atentamente a matéria, os comentários e se inteire do que se passa na área e entenderás.

Israel marvado né, triscou KABUM ….

Shana Tová

Carlos
Visitante

Há tópico para o assunto de Israel, lá é o espaço adequado para debates.

costamarques
Visitante
costamarques

Não é meu interesse debater um assunto com pessoas imparciais!

Apenas coloquei uma questão em um copito que querendo ou não tem haver com o outro, pois acredito que o caça Sírio realizava a mesma coisa, bom enfim deixem os judeus com seus próprios demônios né!!!

Antonio M
Visitante
Member
Antonio M

Carlos
23 de setembro de 2014 at 9:39 #

Também espero que nem mesmo haja a morte de inocentes mas, havendo que vá para a conta dos terroristas ……

Brandenburg
Visitante
Brandenburg

Esses ataques aéreos, além de destruir alguns prédios, matar meia dúzia de terroristas e, infelizmente, alguns inocentes vítimas dos famosos efeitos colateraism só servirão mesmo para renovar os estoques de material bélico e manter a industria funcionando. O Edgar tem razão.Nenhuma guerra foi decidida somente com bombardeios. Se não houver tropa terrestre eliminando o inimigo, conquistando e mantendo o terreno, não haverá decisão, principalmente em uma guerra irregular como aquela. É só ver a história em apenas dois exemplos.Em 1944 a Alemanha sofreu o maior bombardeio aéreo da historia e também foi o ano em que atingiu a maior produção… Read more »

Augusto
Visitante
Augusto

Repetindo o que eu disse no Naval:

Os EUA continuam sendo a luz do mundo que, sem eles, estaria caótico. Se o planeta dependesse de países como Brasil ou Índia para colocar ordem nas coisas, estaríamos todos em maus lençóis.

É chegada a hora do Tio Sam mandar muçulmanos de volta à Idade da Pedra!

Quero ouvir bem alto os psicopatas do Islã gritando um “Allahu akbar”!

Paulo Roberto
Visitante
Paulo Roberto

Buenas, Acredito que o Tio Sam não queira sujar os pés de areia em mais uma “caça ao rato”, e vejo que Israel está só pra dar o bote se os ratinhos forem para o lado em que eles estão, mas não creio que Israel queira entrar deserto a dentro para acabar com esses radicais. Não sendo um tanto apocaliptico, mas o dia em que esses radicais começarem a perceber que não existe só Tio Sam e Tio Salin na jogada, tchê eles vão começar a apontar para os outros e vão generalizar a bagunça com atentados em outros paises.… Read more »

JT
Visitante
JT
Iväny Junior
Visitante
Member

Bacana seria se os super lobbys australianos também operassem nos NAes americanos.

Carlos
Visitante

“JT
23 de setembro de 2014 at 18:00 #”

A Tia Eny vai mandar flores pro EI/ISIS……

https://www.youtube.com/watch?v=aLU0HgHxi1w

Carlos
Visitante
Carlos
Visitante
Brandenburg
Visitante
Brandenburg

Cenas chocantes nos videos acima, dignas da era medieval.Infelizmente o passado da nossa “presidente” e seus cumplices não permite que faça qualquer crítica a organizações terroristas de qualquer matiz.Parece que ocorre um bloqueio mental da dita cuja e se coloca no lugar dos “pobres perseguidos” pelos governos ocidentais dos quais o Brasil não faz parte. Sempre solidária aos pobres e oprimidos terroristas do mundo. Sejam benvindos! Nosso governo os receberá de braços abertos! E de quebra um empreguinho de assessor de alguma coisa inútil. Nós merecemos.

Roberto F Santana
Visitante
Member
Roberto F Santana

Horror.
Um exército de assassinos sanguinários.

Certa vez alguém me disse que um assassino nunca olha para os olhos de sua vítima, ele se acostuma a fazer isso, com isso um assassino nunca será um bom soldado porque ele terá medo, só de pensar em ver os olhos do inimigo, ele se desespera, foge ou vira um alvo fácil. É um covarde.
Isso aí vai ter acabar.

Brandenburg
Visitante
Brandenburg

O que mais me impressiona na “presidente” é sua capacidade de falar tanta bobagem em tao poucas palavras. Querer que a ONU medie conflitos entre terroristas bárbaros e Estados organizados é um absurdo em todos os sentidos. Talvez, em sua pobreza intelectual, e mal assessorada pelo Itamaraty e pelo barbudinho MAG ela acredite que Estado Islâmico signifique um Estado organizado, com poderes constituidos independentes e território estável e população mais ou menos civilizada. Não há possibilidade de mediação com extremistas desse quilate. Só a simples e pura extinção forçada, como fizeram com Bin Laden e outros. Ainda correremos o risco… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Obama finalmente fez o certo. Agiu primeiro e falou depois. É uma ação justa pois o ISIL não respeita nenhuma outra linguagem senão a força. Nesse caso é como costuma dizer Lorde Vader: “Tem de levar bomba na cabeça para aprender a ser gente”

PS: Rafrutinha Positrônico, você que está lendo o que a gente escreve na Trilogia, agora você já pode ir choramingar por aí..