Home Asas Rotativas Prato do dia: Caracal à francesa

Prato do dia: Caracal à francesa

258
18

 Antonov 124 embarca helis Caracal e Puma - foto Força Aérea Francesa

Helicópteros Caracal e Puma da Força Aérea Francesa embarcam em avião de transporte Antonov 124, para um desdobramento no Chade

As fotos, divulgadas em 19 de junho pela Força Aérea Francesa, mostram dois helicópteros Caracal e um Puma daquela força sendo embarcados num avião de transporte de grande porte Antonov 124 (nota do editor: esse tipo de avião normalmente é alugado para essa finalidade). Os helicópteros, do esquadrão 1/67 Pyrénées da Base Aérea de Cazaux (na França), serão desdobrados para operações a partir da Base Aérea de N’Djamena, no Chade (África), durante quatro meses.

Conforme a nota que acompanhou as fotos, um segundo helicóptero Puma deverá, em breve, se juntar ao dispositivo. Os dois Pumas que operarão no Chade são equipados com canhões de 20mm e recebem o apelido de “pirates” (piratas) na Força Aérea Francesa. Somando-se aos dois helicópteros Caracal, as quatro aeronaves deverão cumprir missões de evacuação sanitária (EVASAN), salvamento aeroterrestre (SATER) e apoio às forças terrestres desdobradas no teatro de operações.

Antonov 124 embarca helis Caracal e Puma - foto 3 Força Aérea Francesa

O desdobramento atende às duas missões principais do chamado dispositivo “Epervier”: proteção dos interesses franceses (especialmente de cidadãos residentes) no Chade e apoio logístico às Forças Armadas e de Segurança (FADS) daquele país, que tem com a França um acordo de cooperação técnica.

Antonov 124 embarca helis Caracal e Puma - foto 2 Força Aérea Francesa

FONTE / FOTOS: Força Aérea Francesa (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em francês)

VEJA TAMBÉM:

18 COMMENTS

  1. O An-124 operado por civis tem praticamente o monopólio de transporte de cargas de grande volume/peso. É difícil ver outro tipo de aeronave envolvida nessas atividades, até os EUA já contrataram eles, mesmo possuindo o C-5.

    Queria sabe quanto tempo vai levar para a Airbus fazer a versão cargueira do A-380, já que o 747F da Boeing não tem como igualar a aeronave ucraniana.

  2. Clésio Luiz,

    pode ser ano que vem, mas não vai adiantar muita coisa não, pois nem o A-380 pode igualar a flexibilidade do An-124 que é uma aeronave com layout militar na mão de civis… a asa baixa do A-380 ou qualquer outra aeronave com layout civil, mesmo com mais ou menos capacidade de carga, NUNCA vai chegar perto de proporcionar as vantagens de um An-124 ou mesmo de um C-5 com asas alta e rampas dianteiras e traseiras.

    PS.: a Airbus quase não consegue entregar o A-380 para os clientes… e vc acha mesmo que ela vai se meter e algum projeto de um super cargueiro estratégico em um mercado tão restrito e para concorrer com C-5, C-17 e An-124? Simplesmente não existe escala meu caro.

    Sds.

  3. 1) o a.380 nao tem o vol. do antonov. há no a.380 os dois pisos q não podem ser removidos.

    2) o sikorski bh cabe no kc-390. o orgulho nacional, aquele que nos permitirá fabricar qquer heli, o terror das asas rotativas, etc, caberá no kc$

  4. Ela tinha encomendas para o A-380F mas congelou o projeto por causa da produção do modelo de passageiros.

    Mas nada indica que um dia ela não irá oferecer um cargueiro para concorrer com o 747F.

    Falando em An-124, como ele é fabricado na Ucrânia, foi mais um negócio melado pela megalomania do Putin, já que os operadores civis (empresas russas) estão querendo mais unidades para operar. Pensado bem, botar as mãos na Antonov e outras empresas ucrânianas pode ser um dos motivos do Putin querer confusão por lá.

  5. “Pensado bem, botar as mãos na Antonov e outras empresas ucrânianas pode ser um dos motivos do Putin querer confusão por lá.”

    Antigamente quando era anti-Âmis(estou tentando não ser é difícil e complicado rsrs.) iria dizer que que quer confusão na Ucrânia são os Âmis!.

    Agora que estou infectado com o vírus USA fico com os Âmis e digo a culpa é do Urso.

  6. Aqui dentro da Airbus, nem se especula essa ideia de fazer um A380 cargueiro ( ainda), mas deve sim sair uma nova versao do A380 com nova motorização, versão NEO, e futuramente o lançamento das versoes A380 – 900 e 1000. Vale lembrar que hj a versao produzida é a 800. Oque significa isso para quem nao sabe, versao 900 ( Capacidade de até 900 passageiros e versao 1000, até 1000 passageiros.

  7. Esse Jardino não fala uma dentro.

    http://www.airbus.com/newsevents/news-events-single/detail/ups-signs-firm-contract-for-a380/

    Acredito que é um ________________, uma vez que se autoproclama funcionário da Airbus e já proferiu comentários “no mínimo” bairristas aqui no fórum.

    COMENTÁRIO EDITADO. MANTENHA O RESPEITO AOS DEMAIS COMENTARISTAS, CONCORDE OU NÃO COM ELES, E EVITE O INÍCIO DE TROCAS DE OFENSAS PESSOAIS QUE NÃO CONTRIBUEM PARA O DEBATE.

  8. Iväny Junior
    24 de junho de 2014 at 10:21 #

    O link que vc passou, um press release que data de 2005, cita que as entregas se dariam entre 2009 e 2012, então já bastante atrasadas. Essa pessoa já se mostrou bastante xenófoba, concordo, mas pode ser que ela não estivesse na empresa em 2005, e se não houveram desdobramentos após essa data, nada mais natural ele não saber de nada. Se a Airbus estivesse em processo de manufatura dessa versão da aeronave isso com certeza seria veiculado aos 4 ventos e já saberíamos, pois todos sabemos que francês tem a língua solta e adora falar pelo cliente.

    Enfim, ele pode ou não ser funcionário. Seu link não pôde dirimir essa dúvida, como na verdade serviu pra reforçar que ele talvez trabalhe mesmo na empresa.

    Sds.

  9. RomauBR

    Ele disse que lá nem se especulou fazer um “freighter” do A380, mas no próprio canal oficial do fabricante existe um contrato firmado para produção. Claro que até agora, a versão não se confirmou, mas o fato dele não saber do projeto é confirmação, para mim, que ele não trabalha lá.

    Editores das FD, não achei o comentário ofensivo tendo em vista o que ele já comentou anteriormente, mas estou aqui para promover a paz, portanto peço desculpas exclusivamente a vocês e/ou a outro leitor que tenha achado o comentário abusivo.

    Saudações a todos.

  10. Vamos deixar claro aos leigos aqui (Ivany Junior), eu entrei na Airbus em 2012, de la para ca nunca mais se cogitou a fabricação de um Cargueiro, mas no lançamento do A380, existia sim um projeto para a FEDEX, mas o pedido por eles foi logo retirado, pois demoraria de mais as entregas, pois como todos sabem o A380 teve meses de atraso em seu projeto. Posso dizer hoje que nao existe nenhum projeto em andamento Sr. Ivany Junior. Procure saber mais de aviação antes de expressar suas ideias infundadas aqui.Desculpe, vale mencionar aqui, a UPS chegou a fazer os pedidos, mas declinou qdo o prazo de entrega foi jogado para depois das entregas dos aviões da cias lançadoras do projeto.

  11. Jean-Marc, já que vc trabalha na AIRBUS, descobre pra mim se a AZUL vai comprar mais A350-XWB, ou se vai ficar só nos cinco encomendados.
    Quero saber quanto tempo vou demorar pra iniciar o curso.

  12. Jean-Marc Jardino,

    meu caro, de modo algum vou duvidar ou questionar suas credênciais…

    …mas o Sr. está se comportando (no mínimo) de uma forma corporativamente negativa para com a empresa que trabalha, principalmente dando ou alegando informações no mínimo estratégicas – “de la para ca nunca mais se cogitou a fabricação de um Cargueiro”.

    Esse tipo de informação, sendo verdadeira ou falsa, infere na credibilidade, capacidade e no esforço para o enrriquecimento do portifólio da empresa que o Sr representa, sem falar que se eu for um investidor, nesse exato momento vou procurar mais informações e sendo verdade, estou tirando meu time de campo e indo comprar uns papéis da Boeing…

    E foi vc quem “vazou” a informação em um post de blog. No mínimo infantil e muito pouco profissional.

    Meu caro, fica esperto, ou vc não chega a 2016.

    Sds.

  13. Pois é Oganza

    Além de dizer no post do rafale pro Qatar que a “venda está praticamente certa” e que “não se fala em outra coisa na Airbus”, como se o pessoal que faz o Typhoon fosse ficar torcendo pro rafale.

    Já ficou “profundamente ofendido” quando feitas comparações entre rafale e Typhoon (vencidas sempre pelo Tufão, por motivos óbvios) e falou em tom de deboche do suposto cancelamento de encomendas do Typhoon por parte da Alemanha (boato que não veio a se concretizar).

    Ou seja, ou ele é estagiário da Airbus com vontade de trabalhar na dassault, ou o que acho e que inclusive já foi levantado por outros aqui no fórum, é que não passa de um rapaz um tanto quanto frustrado, escrevendo do celular, deitado na cama ao lado de “livros” de foulcault e sartre, vestindo um alter-ego engenheiro aeronáutico falando em defesa do modelo de pátria que ele aprendeu a admirar lendo estes dois “autores”.

    Só digo que sem MARX nenhum dos dois existiria 😉
    E o rafale nunca vai ser um Typhoon 😀

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here