Home Aviação de Caça Reino Unido manda quatro caças Typhoon da RAF para a Lituânia

Reino Unido manda quatro caças Typhoon da RAF para a Lituânia

349
13

Segundo a BBC, a RAF (Força Aérea Real Britânica) está desdobrando quatro caças Eurofighter Typhoon de sua base em Lincolnshire para a Lituânia, com o objetivo de contribuir para o policiamento aéreo dos países bálticos, a cargo da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

Nesta manhã de 28 de abril, a RAF também publicou nota sobre o envio, com fotos e vídeo da decolagem dos caças. Segundo a nota, o envio dos caças já havia sido anunciado pela Secretaria de Defesa à Câmara dos Comuns em março, no contexto da missão BAP (Baltic Air Policing – policiamento aéreo do Báltico), que existe desde 2004, e há seis semanas os integrantes do Esquadrão 3 se prepara para a missão no Báltico, que tem similaridades com o Alerta de Reação Rápida (Quick Reaction Alert) que já realizam na Grã-Bretanha.

Typhoon decola para a Lituânia para proteger o Báltico - foto RAF

O envio dos caças, segundo a RAF, ocorre seis semanas após uma aeronave Sentry E-3D AWACS (alerta aéreo avançado e controle) do Reino Unido ser enviada para reforçar o controle do espaço aéreo sobre a Polônia e a Romênia, como parte da força de AWACS da OTAN.

A BBC informou que os quatro Typhoons e seis caças poloneses ficarão no lugar de um esquadrão norte-americano na missão de patrulhar os flancos da aliança no leste. O rodízio de caças da OTAN na Lituânia foi recentemente reforçado em resposta às crescentes tensões da Rússia com a Ucrânia.

Só na semana passada, caças Typhoon baseados em Leuchars interceptaram dois bombardeiros russos voando no espaço aéreo internacional, ao largo da Escócia. Os aviões russos deixaram a área logo após serem interceptados. No ano passado, houve oito ocorrências do tipo.

Typhoon é preparado para desdobramento na Lituânia para proteger o Báltico - foto RAFNo final desta semana aproximadamente 100 militares britânicos irão à Estônia para tomar parte num exercício multinacional, mas o Ministério da Defesa afirmou que o exercício já estava planejado há algum tempo.

FONTES: BBC e RAF (também fotos e vídeo)

Tradução e edição do Poder Aéreo a partir de originais em inglês

VEJA TAMBÉM:

 

 

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fighting Falcon
Fighting Falcon
6 anos atrás

Muito imponente essa aeronave.

Vader
6 anos atrás

O delta de superioridade aérea por excelência. E vende.

Fighting Falcon
Fighting Falcon
6 anos atrás

Alguém tem alguma informação sobre custos de operação dele?

Vader
6 anos atrás

Quem tem não reclama não…

Iväny Junior
6 anos atrás

É caro, mas oferece o melhor. Como falou o Vader acima, quem tem não reclama… Sou suspeito pra falar da aeronave, mas se coronel da USAF fala que é o melhor caça do mundo, então eu posso concordar.

Iväny Junior
6 anos atrás

É caro, mas é o melhor, então fica barato ou pelo menos justo para quem precisa do melhor e pode pagar. Apesar de ser apaixonado por esse caça, nunca o defendi pro Brasil. Nas nossas necessidades, o Gripen supre muito bem. Mas entre operar Rafale e Typhoon, a diferença de preço é ínfima e a de performance é grande. A frança terminou pagando caro para ter uma avião menor (para caber no CDG, que na prática, cabe até super lobby, haja vista o ultimo exercício conjunto com a USNavy) e ficou sem um delta-canard supercruise e com RCS maior, embora… Read more »

juarezmartinez
juarezmartinez
6 anos atrás

Depois que o Putin chutou a porta, arrebentou com as travessas, entrou na sala, tirou o pirulito para fora e mijou em cima do sofá, a bambilândia começa a se mexer.

Grande abraço

Vader
6 anos atrás

Fernando “Nunão” De Martini
28 de abril de 2014 at 14:33 #

Então Nunão, mas não eram os alemães que reclamavam até alguns anos atrás dos custos do F-104?

Se for, creio que os alemães reclamam demais, de tudo.

Fato é que o Typhoon é operado por GB, Alemanha, Itália, Espanha, Áustria, Arábia Saudita e, em breve, talvez os Emirados Árabes.

Curioso o fato de só os alemães reclamarem dos custos de operação. Me parece que é um pouco de “SS”:

“Síndrome Suíça” 🙂

PS: “SS” é aquela coisa bem eurobambi de reclamar de QUALQUER dinheiro gasto com armas…

Iväny Junior
6 anos atrás

Do f-104 tinham que reclamar mesmo, porque era um lixo. Do Typhoon, tem aquela turma anti-arma em todo canto que vai sempre reclamar.

Mas é consenso que o país deve ter capacidade de se defender, por isso o Typhoon continua forte. E aquela notícia que a encomenda de Tranche 3 seria reduzida não vingou, afinal.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
6 anos atrás

@Fighting Falcon O custo de operação de um caça varia de país para país. Tem força que contabiliza até salário dos pilotos/mecânicos na hora de voo. Mas tem uma regra que é inescapável: quanto mais pesado e com menos unidades operando, mais caro de voar. Um caça pesado pode até ter custo igual a um mais leve (porem caro), mas barato de operar não será. Então, um F-5E custava pra FAB uns 4.500 dólares. A Suécia já soltou valores de 5 a 7 mil para o Gripen. Você pode dar uma olhada nesse gráfico da JANE’s: Não é uma verdade… Read more »

Adriano Bucholz
6 anos atrás

Vader…..

Alemão reclama de tudo por que é teimoso.
Diz a lenda aqui na minha terra (80 % de origem alemã) que pra colocar 20 Alemão dentro de um fusca é só teimar com um deles que não cabe que ele faz caber!!!
Então se todo munda esta contente, o alemão teima que não funciona!! kkkkkkkkkkk

Fighting Falcon
Fighting Falcon
6 anos atrás

Valeu Clésio Luiz