Home Aviação de Caça Compra de F-35A pela Austrália vai a 72 unidades

Compra de F-35A pela Austrália vai a 72 unidades

432
9

mockup do F-35A nas cores da RAAF - foto Min Def da Austrália

Primeiro ministro da Austrália anunciou que país comprará mais 58 jatos F-35A, que somados aos 14 de decisão anterior, elevam o número para 72 caças do tipo, permitindo aposentar frota equivalente de F/A-18A/B Hornet

Segundo anúncio realizado em 23 de abril por Tony Abbott, primeiro ministro da Austrália, o país vai adquirir outros 58 caças  F-35A Lightning II aircraft, o que significará um grande impulso à capacidade de combate aéreo australiana. Esses jatos se somarão a outros 14 de uma decisão anterior, elevando o total de caças F-35A australianos para 72 unidades, destinados a substituir a frota atual de caças F/A-18A/B Hornet, hoje composta de 71 aeronaves.

A frota deverá ser distribuída em quatro esquadrões: três operacionais, dois deles na Base Aérea de Williamtown e um na Base Aérea de Tindal, e um esquadrão de treinamento em Williamtown. Os primeiros F-35A deverão ser entregues à Austrália em 2018, esperando-se que o Esquadrão 3 seja declarado operacional em 2021 e que todos os 72 estejam operacionais por volta de 2023.

mockup do F-35A é apresentado ao ministro da defesa australiano - foto Min Def da Austrália

O custo total deverá ser de 12,4 bilhões de dólares, incluindo 1,6 bilhão destinado a novas instalações em Williamtown e Tindal. Em compensação, o salto entre a quarta geração de caças para a quinta geração, representado pela introdução do F-35 com suas capacidades furtivas, será dramático, nas palavras do comandante da Força Aérea Real Australiana (RAAF), marechal do ar Geoff Brown: “É a diferença entre estar num biplano contra um monoplano de antes da Segunda Guerra Mundial, ou a diferença entre um caça com motor a pistão e um jato. É um desses eventos que viram o jogo.”

O anúncio de compra dos 58 caças F-35A adicionais permite à Força Aérea Real Australiana planejar a total desativação da frota de 71 caças  F/A-18A/B Hornet. Segundo Brown, “os Hornets têm sido a espinha-dorsal de nossa frota aérea de combate por quase 30 anos. O compromisso com o futuro significa que podemos seguir em frente e planejar como faremos a transição. Essa transição será uma tarefa difícil porque precisamos levar as pessoas de uma era da tecnologia para uma geração completamente diferente”, disse o comandante da RAAF. Ele também disse que o F-35A precisará de modernizações para manter sua vantagem no combate, mas que o programa foi planejado para receber melhorias de forma mais fácil que o F/A-18.

mockup do F-35A é apresentado a representantes da indústria - foto Min Def da Austrália

Por fim, o comandante da RAAF afirmou que os caças F-35A serão complementados pelos 24 caças F/A-18F Super Hornet e 12 jatos de ataque eletrônico EA-18G Growler.

FONTE / FOTOS: Ministério da Defesa da Austrália (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

NOTA DO EDITOR: o F-35A nas cores da RAAF sendo apresentado ao ministro australiano e a representantes da indústria, pelo comandante da Força Aérea Real Australiana, é um mockup (maquete em tamanho real).

VEJA TAMBÉM:

9
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
NickAlmeidaVaderMarcosFernando "Nunão" De Martini Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Fighting Falcon
Visitante
Fighting Falcon

Enquanto não chegam os novos caças da Marinha para substituir os AF-1, poderiam vir esses F-18 A/B (se tiverem condições de voar por um bom tempo ainda) para fazer uma aviação hi-low dentro da MB.

Os aviadores saíriam dos A-4 e passariam para os Hornets, pq caça novo para MB só lá para 2030 e se vierem, tudo agora em prol dos submarinos e navios de patrulha.

Fighting Falcon
Visitante
Fighting Falcon

Nunão,

Obrigado

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Vergonha para o Brasil, em todos os aspectos possíveis.
A Austrália, que tem a metade do PIB do Brasil, uma população menor ainda para produzir esse PIB, comprou dúzias de F-18E/F mais Growler. E agora mais os F-35. Longe do setor de armas: repavimentou todas suas cidades e quase todas suas estradas; construiu um grande número de novos hospitais; reformou outros. Banânia, atrelada ao socialismo bolivo tupiniquim e a grandes corporações corruptas e organizações criminosas, também conhecidos como grandes empresários e políticos, produziu unicamente pobreza. Não recuperamos estradas ou avenidas, nem construímos novas escolas e hospitais.

Vader
Visitante
Member

Marcos
25 de abril de 2014 at 23:12 #

Marcos, mas temos Copa do Mundo, que é coisa que a Austrália NUNCA terá.

Chupa Austrália!

Vader
Visitante
Member

Mais uma venda para o F-35. Apesar do ódio irracional das hostes antiamericanas, que esquecem da história dos jatos americanos, particularmente a do F-16, o bichinho está vendendo que nem água no deserto.

A seguinte frase resume a coisa:

“É a diferença entre estar num biplano contra um monoplano de antes da Segunda Guerra Mundial, ou a diferença entre um caça com motor a pistão e um jato. É um desses eventos que viram o jogo.”

Ou, como digo: uma caravela pode afundar um Destroyer AEGIS? Pode. Mas tem que dar muita sorte.

Saudações.

Almeida
Visitante
Almeida

Olha, o pavor da China parece ser grande por lá, os australianos não estão brincando com esta reforma nas forças armadas deles!

Uma força aérea de respeito, bem planejada, sem gaps e sem apostas ousadas demais. 24 F/A-18F, mais 12 F/A-18G, para então mais 72 F-35A de um block realmente operacional. Uma centena de caças modernos que se complementam perfeitamente. Bravo!

Não duvido que mais tarde encomendem também umas duas dúzias de F-35B para seus dois novos “porta-helicópteros com doca”.

Almeida
Visitante
Almeida

Vader, muita sorte e o Lorde Nelson no comando! 😛

Nick
Visitante
Member
Nick

Caro Vader,

Seu exemplo foi muito extremo. 🙂

A Caravela só afundaria um “Burke”, se o comandante do destroyer americano, entender que aquela “nau” é muito importante para ser afundado…..

[]’s