Home Força Aérea Brasileira Hermes 900 reforça capacidade operacional da FAB no reconhecimento eletrônico

Hermes 900 reforça capacidade operacional da FAB no reconhecimento eletrônico

618
6

Hermes 900

Adquirido para uso durante a Copa, equipamento está entre os mais modernos do mundo e vai reforçar monitoramento de fronteiras

A Força Aérea Brasileira (FAB) adquiriu uma unidade da aeronave remotamente pilotada (ARP) Hermes 900 da israelense Elbit Systems. O contrato no valor de U$$ 8 milhões assinado na semana passada (19/03) inclui o suporte logístico e garantia de um ano do equipamento.

A compra foi fechada pelo Centro Logístico da Aeronáutica (CELOG) e está em negociação desde o ano passado. De acordo com o Chefe do CELOG, Brigadeiro do Ar Ricardo César Mangrich, o novo VANT, como é mais conhecido, chega ao Brasil no início de maio e estará pronto para uso durante a Copa do Mundo. A competição inicia em junho

O novo aparelho será operado pelo Esquadrão Hórus (1º/12º GAV), que emprega na FAB o RQ- 450 Hermes desde 2011. Sediada em Santa Maria (RS), a equipe já começou o curso teórico de operação do Hermes 900. A aquisição de um VANT da mesma “família” facilita o processo de adaptação ao novo equipamento. Tanto que a equipe vai operar o novo aparelho para pousos e decolagens a partir da mesma estação (shelter) usada atualmente. A aquisição também faz parte do plano de vants da FAB

Novos recursos – Além dos recursos já conhecidos do RQ-450 Hermes, entre as principais vantagens operacionais do Hermes 900 está o SkEye. Trata-se de um conjunto de 10 câmeras de alta resolução que permitem a vigilância de uma região inteira. O software, que processa o conjunto de imagens, permite a visualização de maneira independente, o que permite monitorar dentro uma mesma área diferentes alvos simultaneamente. Cerca de 10 pessoas serão necessárias para operar a nova ferramenta. Este sensor que equipa o Hermes 900 comprado pelo Brasil até o momento estava disponível apenas para as Forças Armadas de Israel

O VANT classificado como categoria 4, opera com comunicação via satélite. O link vai permitir que o aparelho voe muito além dos 250 km de distância do Hermes 450. Além disso, o VANT opera a 30 mil pés (mais de 9 mil metros de altura) e tem autonomia superior a 30 horas de voo, aproximadamente duas vezes mais que o RQ-450. As vantagens serão importantes aliadas no conjunto de ferramentas usadas pela FAB para o monitoramento eletrônico das fronteiras

Nas Américas, o Hermes 900 é operado pelo México, Colômbia e Chile.

FONTE: Agência Força Aérea

6
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
MayuanAlmeidaRinaldo NeryVassiliCorsario137 Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

O noticia correta deveria ser : FAB adquiriu uma unidade do VANT hermes 900e tem a opção de mais uma que deverá ser exercida no segundo semestre.

Fonte: Jesuixxxxxxxxxxxxxx

Grande abraço

Corsario137
Visitante
Member
Corsario137

kkkk… tudo vai na “conta da Copa”.
Nesse caso, ainda bem!
Sds.

Vassili
Visitante
Vassili

A FAB pouco a pouco mostra qual será o destino dos A-1 que operam na função de reconhecimento atualmente: Troca de doutrina primaria para ataque e interdição do campo de batalha.

Dentro de alguns anos veremos a função de reconhecimento aéreo e talvez tb o aeronaval sendo feito exclusivamente por UAVs, visto que é a tendência mundial.

Tomara mesmo que isso venha à acontecer e que todos os 43 A-1 que estão sendo modernizados possam ser destinados apenas à função de ataque.

Já que 10 unidades ficaram de fora mesmo…………

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

O POKER também realiza missões de ataque (missão secundaria). O Brig Mangrich já foi comandante do POKER e tem conhecimento técnico necessário para gerenciar essa aquisição do Hermes 900.

Almeida
Visitante
Member
Almeida

Só 1+1? Ah sim, como sempre, é só pra “criar doutrina”.

O dia que a gente precisar das nossas FAs, a gente lança um livro com as táticas na cabeça do inimigo!

Mayuan
Visitante
Mayuan

Pra mim essa conversa de só pra criar doutrina tem outros nomes menos românticos:

a) Só pra sacanear a logística

b) Só pra alguém embolsar a comissão

c) Só pra inglês ver

d) Só pra servir de moeda de troca

e) Todas as acima