Home Aviação Comercial Embraer recebe pedido da American Airlines para até 150 aviões

Embraer recebe pedido da American Airlines para até 150 aviões

297
17

175_AA

São José dos Campos – SP, 12 de dezembro de 2013 – A Embraer anunciou hoje que recebeu um pedido firme da American Airlines, Inc. para 60 jatos E175. O contrato inclui opções de compra para 90 jatos E175 adicionais, tendo a encomenda um potencial total para até 150 aeronaves. Os pedidos firmes, que têm valor de USD 2,5 bilhões a preço de lista, serão incluídos na carteira de pedidos (backlog) da Embraer do quarto trimestre de 2013.

“Estamos muito felizes com este pedido memorável da American Airlines, uma das companhias aéreas mais respeitadas e renomadas em todo o mundo. A American alcançou resultados impressionantes com a família de aeronaves ERJ 145 e temos certeza de que terá o mesmo sucesso com o E175, o avião de 76 lugares mais eficiente em consumo de combustível, de menor custo operacional e o mais confortável para os passageiros no mercado atualmente – o que faz com que o E175 seja a escolha certa para as companhias aéreas norte-americanas, comprovada com centenas de encomendas este ano”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “A Embraer fica honrada em fornecer à nova American o E175 e está empenhada em apoiar o desenvolvimento da nova companhia aérea, à qual desejamos grande sucesso.”

A American Airlines vai configurar os E175 com 76 lugares, incluindo 12 assentos na primeira classe e 64 na econômica, sendo 20 com espaço extra. A entrega do primeiro avião está prevista para o primeiro trimestre de 2015.

“Foi uma semana emocionante para a American Airlines”, disse disse Kenji Hashimoto, Vice-Presidente Sênior da American Airlines – Companhias Regionais. “Agora que concluímos nossa fusão com a US Airways, podemos entregar um produto regional de primeira linha que oferece uma cabine de Primeira Classe, cabine principal extra e Wi-Fi em voo – elementos importantes para oferecer uma excelente experiência de voo aos nossos clientes. Estes novos jatos regionais também são uma grande vitória para os funcionários da nossa subsidiária integral, e melhorarão a eficiência econômica de forma significativa ao reduzir os custos operacionais.”

Durante o ano de 2013, incluindo este pedido da American Airlines, a Embraer recebeu encomendas firmes e opções para mais de 700 E-Jets de companhias aéreas dos Estados Unidos, tanto para geração atual quanto para os E-Jets E2.

Como líder no segmento de jatos de 70 a 130 assentos, a Embraer continua a investir na família de E-Jets, que é utilizada por cerca de 65 companhias aéreas de 45 países. A Empresa começou a implementar uma série de melhorias para o E175, incluindo novas pontas das asas (wingtips), otimização de sistemas e refinamentos aerodinâmicos que reduzirão o consumo de combustível em até 5%. Intervalos de manutenção mais longos e melhorias de componentes vão aumentar a produtividade da aeronave com menores custos de manutenção.

Sobre a American Airlines Group

American Airlines Group (NASDAQ: AAL) é a holding da American Airlines e da US Airways. Juntas, contando com American Eagle e US Airways Express, as companhias aéreas operam uma média de quase 6.700 voos por dia para 339 destinos em 54 países a partir dos seus hubs em Charlotte, Chicago, Dallas/Fort Worth, Los Angeles, Miami, Nova York, Filadélfia, Phoenix e Washington D.C. Os programas de milhagem AAdvantage, da American, e Dividend Miles, da US Airways, permitem aos associados ganhar e resgatar milhas para viagens e compras diárias, bem como upgrades em voos, pacotes de férias, aluguel de carros, estadias em hotéis e outros produtos de varejo. A American é membro fundador da aliança oneworld®, cujos membros e afiliados servem 981 destinos com 14.244 voos diários para 151 países. Conecte-se com a American no Twitter @AmericanAir ou no Facebook.com/AmericanAirlines e siga a US Airways no Twitter @USAirways e no Facebook.com/USAirways.

e-jets-foto-embraer

Sobre a Embraer Aviação Comercial

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais até 130 assentos. Cerca de 900 aviões da família ERJ 145 de jatos regionais, de 37, 44 e 50 assentos, foram entregues a companhias aéreas desde a sua introdução no mercado, em 1996. A família de E-Jets inclui quatro aeronaves que têm entre 70 e 130 assentos. Com engenharia avançada, alto grau de eficiência, cabines ergonômicas e espaçosas com dois assentos por fileira, e economia operacional atraente, o E170, E175, E190 e E195 estabeleceram um novo padrão em sua categoria. Desde que os E-Jets entraram em serviço, em 2004, a Embraer recebeu mais de 1.350 pedidos firmes para esta família de aeronaves. Mais de 1.000 E-Jets foram entregues e estão voando atualmente com cerca de 65 empresas aéreas de 45 países com companhias aéreas tradicionais, regionais, operadores de turismo e baixo custo.

Em 2013, a Embraer lançou os E-Jets E2, a segunda geração da família de E-Jets de aviões comerciais composta de três novos aviões – E175-E2, E190-E2, E195-E2 – no segmento de 70 a 130 passageiros. O E190-E2 deverá entrar em serviço no primeiro semestre de 2018. O E195-E2 está programado para entrar em serviço em 2019 enquanto o E175-E2 em 2020.

DIVULGAÇÃO: Embraer

17
Deixe um comentário

avatar
15 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
HMS TIRELESSNickLuiz FernandomdantonMarcelo Andrade Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos
Visitante
Member
Marcos

Pois é!
E tem gente no governo que acha que a empresa não sabe o que está fazendo.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Se a Embraer não tivesse sido privatizada, hoje estaríamos fabricando avião agrícola e dizendo: “nunca antes na história desse país”.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

….e que também desdenha o mais rico e maior mercado consumidor do mundo !

Sds.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Na foto dos 4 ERJ em breve alguém deixará de existir…
Pelo menos como jato de transporte aéreo regional.
Não haverá um E2 dele.
RIP ERJ-170.
No mais como seria boa nossa BID, se ESD, Avibrás, Mectron, Visonia, etc, etc, etc, fossem ao menos parecidas c/ a divisão de aeronaves regionais da Embraer…

Guilherme Poggio
Editor
Famed Member

Durante o ano de 2013, incluindo este pedido da American Airlines, a Embraer recebeu encomendas firmes e opções para mais de 700 E-Jets de companhias aéreas dos Estados Unidos, tanto para geração atual quanto para os E-Jets E2.

700 pedidos (encomendas firmes/pedidos) em um único ano só dos EUA. A Embraer deve ser eternamente grata ao mercado civil norte-americano, não só agora, mas ao longo de toda a sua história. Sem ele talvez a Embraer nem existisse.

Guilherme Poggio
Editor
Famed Member

A Bombardier também recebeu uma fatia do contrato

Bombardier, meanwhile, will deliver 30 CRJ900 NextGen jets beginning in the second quarter of 2014 to American, but they will be operated by US Airways subsidiary PSA Airlines. The order also includes options for 40 more.

Tanto o E-175 como o CRJ900 usam o mesmo motor (GE CF34-8)

http://www.flightglobal.com/news/articles/american-confirms-regional-jet-order-split-with-embraer-bombardier-394062/

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Mauricio R.

Na verdade dois deixarão de existir: o E-170 e o E-195. Haverá um outro E-195, só que será uma versão mais longa ainda que a atual.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Air Canadá

A Boeing fez uma contra oferta para a Air Canadá, que se comprarem seus 737MAX, a empresa absorve pelo menos 25 Embraer E-190.

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Ei, Quem está falando pelo Maurício R.? O que vc fez com ele? Falando bem da Embraer???? RSRSRS!!!!

mdanton
Visitante
mdanton

ééééé……PRIVATIZAÇÃO é ruim né?!!
Ruim para os esquerdopatas que em essência são INCOMPETENTES por natureza vagal… amalgamada na alma e impregnada nos discursos de lesa-pátria que pululam neste Brasil.

Luiz Fernando
Visitante
Luiz Fernando

Essa foi a última das grandes encomendas que se esperava depois da renegociação dos contratos das scope clauses das empresas aéreas com os sindicatos dos pilotos. Retrospectiva: Dez/2012 – Delta Air Lines compra 40 CRJ900NG (com mais 30 opções). Jan/2013 – a Republic anuncia a compra de 47 jatos Embraer 175 (com opção para mais 47), a serem operados sob a marca American Eagle. Abril/2013 – A United Airlines anuncia a compra de 30 jatos Embraer 175, com opções para mais 40 unidades. Mai/2013 – A Skywest encomenda 40 Embraer 175 para operar sob a bandeira da United, além de… Read more »

Guilherme Poggio
Editor
Famed Member

Prezado Luiz Fernando

Muito bom este seu resumo. Ele coloca, em poucas palavras, tudo aquilo que noticiamos nos últimos 13 meses.

O que parece é que a Bombardier está deixando de lado o CRJ900 e focando totalmente no CSeries. Essa aquisição feita pela American Airlines pode ser um dos últimos suspiros do projeto.

Outro ponto interessante (e que aparece no seu resumo) é que a Republic já comprou jatos para a American Eagle operar. Isto pode ser uma pista de que os aviões desta nova encomenda provavelmente não seguirão para a American Eagle.

Nick
Visitante
Member
Nick

Esse relação da Embraer com a aviação regional americana vem da época dos Bandeirante. Muito boa notícia. E o melhor com boas perspectivas para o futuro, com a entrada da versão E2 dos ERJ.

No mais, chupa Bombardier! 🙂

[]’s

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Na môsca!

“Planalto Consolida-se na EMBRAER

Em comunicado aos acionistas e às autoridades da Bolsa, em 05 DEZ 13, a EMBRAER oficializou a saída de Luiz Aguiar e a indicação de Jackson Schneider, que assumirá efetivamente, em 28 JAN 14, a EMBRAER Defesa e Segurança.

“Com a entrada de Schneider o Palácio do Planalto reforça-se na EMBRAER, que já tem Arno Augustin no Conselho de Administração.”

Luiz Fernando
Visitante
Luiz Fernando

Scheider já era vice-presidente de pessoas, relações institucionais e de sustentabilidade da Embraer desde julho de 2011. “Jackson Schneider é Vice Presidente Executivo de Pessoas, Relações Institucionais e Sustentabilidade da Embraer S/A. Formado em direito pela Universidade de Brasília e com MBA em Administração de Negócios pela Business School São Paulo, iniciou suas atividades profissionais no Governo Brasileiro. No setor privado, foi Diretor Adjunto de Relações Corporativas da Unilever e Vice Presidente de Recursos Humanos, Relações Jurídicas e Assuntos Corporativos da Mercedes Benz do Brasil. Adicionalmente, foi Presidente da ANFAVEA e da ABIPLA (Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de… Read more »

Luiz Fernando
Visitante
Luiz Fernando

Com estas encomendas, a carteira de pedidos dos Ejets alcançou a marca de 1.302 aviões, sendo que 300 a entregar.

(sem contar os E2)

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Enquanto o GF adula os chineses para exportar cada vez mais commodities, os EUA é que mantém os empregos de alta qualificação e a produção de bens de alto valor agregado por aqui.