quarta-feira, agosto 17, 2022

Gripen para o Brasil

Array

Mais 100 dias de Mirage 2000 na FAB

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

F-2000 FAB alinhados em Anápolis - Foto Poder Aéreo - S Pyslkyvicz

A partir de amanhã faltarão cem dias para o ano acabar. Este é o prazo para os caças Mirage 2000 / F-2000 do 1º Grupo de Defesa Aérea (1º GDA), unidade da FAB baseada em Anápolis (GO), pararem de voar. O 1º GDA é a única unidade da FAB que conta com caças F-2000.

- Advertisement -

6 Comments

Subscribe
Notify of
guest

6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wagner

Ainda não entendi essa história. A Embraer tem tecnologia para reformar esses aviões ? Tem. Se consegue reformar um F 5 de 40 anos, pode reformar um M 2000 de 88. Que história é essa de todos os sistemas desativados ao mesmo tempo ?? Isso é politicagem, alguém quer ganhar dinheiro em algum lugar. Desativar esses M 2000 vai beneficiar o bolso de alguém, só não sei quem. Eles podem ser reformados e voar mais tempo, temos tecnologia para isso. e esse papo de que ” aai é caro mante-los” , pura lorota, se tinha grana para manter até aqui,… Read more »

Clésio Luiz

Eu acho que poderiam ser atualizados, mas concordo coma decisão da FAB, porque:

1- O prazo pra fazer isso é o mesmo do de comprar aeronaves 0 km;
2- O custo é alto, as aeronaves são de um lote antigo usado até o talo na França, com muitas horas de voo, precisando de reformas que só o fabricante faz, e o resultado final ainda é inferior aos concorrentes do FX-2.

Fernando "Nunão" De Martini

Poggio,

De fato, até mesmo revisões de maior monta do Mirage 2000 são responsabilidade apenas do fabricante na própria França, com o fechamento do equivalente aos nossos “PAMAs”. Que dirá as modernizações. E isso desde 2009:

http://www.aereo.jor.br/2009/10/21/grandes-revisoes-dos-mirage-2000-franceses-o-fim-de-uma-era/

Fernando "Nunão" De Martini

Clésio, Concordo. Levando em consideração, ainda por cima, que são apenas 12 aeronaves, o custo-benefício de uma modernização das mesmas seria bastante discutível. E para esse custo de modernizá-los de forma mais extensa pode-se ter uma ideia com o programa indiano, que tem uma escala muito maior: http://www.aereo.jor.br/2013/03/05/md-indiano-defende-modernizacao-do-mirage-2000-apesar-do-alto-custo/ Só valeria a pena, creio eu, se pegássemos “carona” na modernização indiana, que está começando agora. Mas, como você mesmo escreveu, isso não faria sentido algum para um “tampão”, pois os caças só voltariam ao serviço, modernizados, praticamente no mesmo tempo em que um F-X2 chegasse por aqui, caso a decisão e… Read more »

Fighting Falcon

A que ponto chegamos novamente.
Lamentavel

Últimas Notícias

Força Aérea dos EUA realiza teste de míssil nuclear que tinha sido adiado em meio à tensão na China

WASHINGTON - A Força Aérea dos Estados Unidos realizou na terça-feira (16) um teste de um míssil balístico intercontinental...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -