sexta-feira, maio 27, 2022

Gripen para o Brasil

Visiona escolhe Thales Alenia para fornecer satélite e Arianespace para lançá-lo

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Visionavinheta-clipping-aereoA Telebras informou o mercado por meio de comunicado à Comissão de Valores Mobiliários que o seu conselho de administração referendou a escolha da Visiona, joint-venture entre Embraer (51%) e Telebras (49%), para que a francesa Thales Alenia Space seja fornecedora do artefato satelital e que a Arianespace seja a companhia que lançará o satélite ao espaço.

A Telebras informa que as duas companhias foram selecionadas porque as suas propostas reuniram as melhores condições técnicas e econômicas. A decisão do conselho de administração da Telebras foi submetida ao Grupo Executivo, para deliberação e encaminhamento ao Comitê Diretor do projeto do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC).

De acordo com o Comitê Diretor, a escolha foi aprovada em reunião no dia 6 de agosto. Os critérios para a seleção, que durou 12 meses, foram a solução técnica, cronograma, riscos, condições contratuais, condições de absorção e transferência de tecnologia e custo global do projeto. Além disso, o edital de licitação exigiu a absorção e transferência de tecnologia definidos pelo governo brasileiro.

A joint-venture afirmou que os termos e condições do contrato “serão divulgados oportunamente, quando da sua assinatura”. No comunicado, o presidente da Visiona, Nelson Salgado, afirmou que a seleção dos fornecedores cria “condições para que o contrato entre Visiona e Telebras seja assinado e o trabalho de desenvolvimento do sistema possa ser efetivamente iniciado”.

A empresa já havia chegado a uma short-list com três nomes: além da Thales, que venceu a concorrência, seguiam no páreo a japonesa Mitsubish e a americana Loral Spaces.

Evento

O presidente da Visiona, Nelson Salgado, falará sobre o presente e o futuro do programa Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) no primeiro dia do Congresso Latino-americano de Satélites, organizado pela Converge Comunicações (que edita este noticiário) nos dias 5 e 6 de setembro, no Rio de Janeiro. O papel do satélite no mercado de banda larga e banda X; modelo privado e modelo Telebrás será debatido também no mesmo dia pelo presidente da Telebras, Caio Bonilha.

O Congresso Latino-americano de Satélites reúne os representantes do Governo e dirigentes do setor para discutir e debater as principais questões que envolvem o mercado satelital. Mais informações pelo site www.convergecom.com.br/eventos.

FONTE: Teletime

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Novidade, ganhou a proposta que tem uma empresa francesa no meio…

Marcos

Pergunta 1:

Se a Thales vai fornecer o satélite e a Ariane vai lançá-lo, o que fará a Visiona?

Pergunta 2:

A gente já não desenvolvia nossos satélites?

Galeão Cumbica

Alguem sabe de onde a ARIANE lanca estes satelites? Eu procurei no site mas nao encontrei, sera que e la da Cidade das Estrelas?

sds
GC

Marcos

Guiana francesa!!!

Galeão Cumbica

Bem pertim da gente, temos tudo mas nao temos nada!

Obrigado Marcos
GC

Baschera

A ARIANE Space por certo os lança de Kourou, na Guiana Francesa…. pertinho da nossa base fantasma de Alcântara. E esta VISIONA, reforçando a pergunta já feita, que também já fiz em outra matéria sobre este mesmo assunto, serve para QUE ?? Só pode ser para ganhar uma bela grana de atravessamento… já que não constrói o satélite e não o lança. Razão tinha o Brizola…. são os interesses que realmente mandam neste “paif”…. Um dia senhores….. um dia haverá alguém que há de realmente passar este pais a limpo….. e nem imagino as montanhas de sujeira, ladroagem, desmandos e… Read more »

Oganza

Galeão Cumbica disse:
12 de agosto de 2013 às 21:42

os lançamentos são de Kourou na Guiana Francesa.

dando uma de Ivan, O Mapeiro … rsrsrs – segue o mapa:
comment image

e uma foto aérea do Centre Spatial Guyanais:
comment image

Gilberto Rezende

A Visiona receberá os off sets e ToT previstos nesta aquisição. A intenção é que a empresa se qualifique e no futuro lance os satélites brasileiros.

Marcos

… vai receber o tal ToT.
Hummmm…
E lá no futuro, muito distante, em 5415, quando Duck Dodgers voltar… estaremos lançando nossos foguetes fotônicos.

Últimas Notícias

KC-390 e Rafale, exportações x redução na cadência – histórias parecidas?

Nos últimos dias, uma polêmica se instaurou em relação às encomendas da Força Aérea Brasileira (FAB) para o jato...
- Advertisement -
- Advertisement -