Home Nota Oficial Acidente com aeronave da “Fumaça”: Nota Oficial

Acidente com aeronave da “Fumaça”: Nota Oficial

520
3

Domingo Aereo - AFA 2013 - A-29 fumaca

O Comando da Aeronáutica lamenta informar o acidente aeronáutico ocorrido nesta segunda-feira (12/8), por volta das 9h10, com uma aeronave A-29 Super Tucano do Esquadrão de Demonstração Aérea.

O acidente ocorreu durante uma missão de treinamento, próximo à pista da Academia da Força Aérea, em Pirassununga (SP).

Os dois ocupantes da aeronave, Capitão Aviador João Igor Silva Pivovar e Capitão Aviador Fabricio Carvalho realizaram a ejeção, mas faleceram no local do acidente.

O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar os fatores que contribuíram para o acidente.

Brasília, 12 de agosto de 2013
Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica

FONTE: CECOMSAER

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gilberto Rezende
Gilberto Rezende
6 anos atrás

Bem com as informações da nota oficial que o acidente se deu em treinamento e os dois pilotos ejetaram mas faleceram no local, INFELIZMENTE, meu antigo temor sobre o Super Tucano deve ter se materializado num acidente próximo ao solo com ejeção IDEM. Uma das coisas que sempre temi na substituição do T-27 pelo A-29 é que a soma de um propulsor duas vezes mais potente com uma aeronave com a mesma área de asa do T-27 seria um vetor acrobático que perdoaria muito menos os erros de avaliação de velocidade e distância próximos ao solo que o Tucaninho. Pêsames… Read more »

Marcos
Marcos
6 anos atrás

Gilberto Rezende:

De fato o ST é bem mais arisco que o Tucano. Entretanto, essa sua conta de área de asa está errada. Há de se considerar a corda para obter a coeficiente aerodinâmica.

rommelqe
rommelqe
6 anos atrás

Reitero profunda lastima pela perda irreparável dos pilotos do EDA. Quanto ao emprego de qualquer aeronave em qualquer missão, evidentemente há que se estabelecer seu respectivo envelope de voo, assegurando condições de segurança. Esses limites operacionais só podem ser referendados em voo. Isso vale, inclusive e principalmente, para os esquadrões de demonstração aerea, cuja grande maioria voa, ou ja voou, com aeronaves militares. Quem não se lembra dos Phantons, Su-27, Mig-29, F-16, os fleche tricolor, os T-6 , fouga magister, hawks,… e infelizmente, os acidentes neste tipo de missão são frequentes. Por que não utilizar o A-29 agora, estabelecendo manobras… Read more »