Home Noticiário Internacional CREDN vai discutir a compra de caças para a Força Aérea Brasileira

CREDN vai discutir a compra de caças para a Força Aérea Brasileira

248
15

CRUZEX V F2000 - foto Joker

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados vai discutir com o ministro da Defesa, Celso Amorim, a compra de aviões de caça para a Força Aérea Brasileira (FAB), em data a ser confirmada. Na próxima terça-feira, 13, a CREDN em conjunto com a Comissão de Relações Exteriores do Senado, ouvirá em audiência pública, o Comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, sobre a atualização da frota da FAB.

Na avaliação do presidente da CREDN, Nelson Pellegrino, “renovar a frota é uma necessidade para responder aos novos desafios da defesa como o combate ao narcotráfico e o terrorismo, a proteção do espaço aéreo, das áreas sensíveis como as do pré-sal e da Amazônia, e os mais de 17 mil quilômetros de fronteira”.

O deputado também está preocupado com a situação dos aviões destinados à defesa aérea do Centro-Oeste, baseados em Anápolis (GO) e que serão desativados em 31 de dezembro. “O encerramento do contrato de modernização dos 12 Mirage 2000 e a demora nas negociações para a aquisição dos novos aviões pode gerar prejuízos à capacidade de defesa do espaço aéreo brasileiro”, afirmou o deputado.

Transferência tecnológica

Nelson Pellegrino também destacou a importância estratégica do Programa FX-2 para a defesa nacional. Segundo ele, “dois critérios são fundamentais para a decisão brasileira: o acesso à tecnologia do controle das aeronaves e as parcerias que os fornecedores podem estabelecer com a indústria aeronáutica nacional”.
Na sessão desta quarta-feira, 7, a CREDN aprovou ainda requerimentos dos deputados Nelson Pellegrino para que o ministro Celso Amorim faça uma exposição sobre as diretrizes e prioridades da Defesa para o restante do ano, e para que os membros da comissão conheçam in loco a evolução dos projetos estratégicos das Forças Armadas.

DIVULGAÇÃO: Assessoria de Comunicação da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados

15 COMMENTS

  1. O que será que este senhor quis dizer com: “O encerramento do contrato de modernização dos 12 Mirage 2000″?

    Este cara sabe do que está falando?

    Já existiu alguma vez um contrato de modernização destas aeronaves? (óbvio que tal coisa não existe)

  2. Lyw disse:
    7 de agosto de 2013 às 19:41

    Por “contrato de modernização” leia-se “contrato de manutenção”.

    O nobre deputado provavelmente misturou alhos com bugalhos, achando que os F-2000 foram modernizados, no lugar do F-5EM.

    Pra quem é e, principalmente, sendo do ParTido que é, tá bom demais…

  3. Este é Puthanfia… discute..discute…rediscute, discute novamente… engaveta…. reengaveta… cancela….lança novamente…troca de nome… lança de novo….discute…discute…discute…. da uma desculpa qualquer… cancela… lança um novo….. cancela… discute… lança novamente…. engaveta….

    E assim vai dormindo;….. zzzzz…. roncc !

    Sds.

  4. Creio eu que toda esta movimentaçao acerca do Fx2 tanto na mídia quanto no senado é a preparaçao de terreno pra Dilmíssima fechar com o titio Sam em October e ficar bonita na fita sem alarmar os desavisados leigos da naçao que só preocupam-se com bolsas de quaisquer espécie !!

    Agora vai, sejam bem vindos os Vespoes!!

    Sds. Eduardo o aprendiz !!

  5. Gente,
    Que acesso a tecnologia?? A gente nem tem pessoal qualificado para isso. Não desmerecendo nossos engenheiros e trabalhadores do ramo, mas é o fato de não ter estrutura para qualificar e manter essas pessoas aqui no Brasil.
    Se tem dinheiro pq não fizeram até hoje?
    conversa para boi dormir.
    Compra caças de prateleira e se quer aprender a realmente a fazer, copie a China (engenharia reversa).
    Ai você vai ter uma real “transferência de tecnologia”…
    Ah se vai.

  6. Se levaram mais de dez anos para descobrirem a necessidade de discutir sobre a renovação dos meios de defesa aérea, imaginem o tempo que levarão para chegarem a algum lugar. Se é que chegarão.

  7. Como a discussão é “para” e não “com” a FAB, as esperanças são quase nulas…

    Na discussão o ministro diria “não sou contra nem a favor, muito pelo contrário …”

  8. Será que apenas eu e o Guizmo é que estamos com um mínimo de otimismo ??
    Tudo pode acontecer e é sempre melhor esperar pelo melhor,porem, cada um é cada um e ponto de vista é um negócio complicado e individual !!

    Sds.

  9. eduardo pereira disse:
    8 de agosto de 2013 às 10:57

    Caro Eduardo,

    Acho que não se trata de pessimismo, é a realidade mesmo.

    Se Dilma fosse a estadista que alguns dizem ser, o que poderia fazer na conjuntura atual?

    Essas manifestações recentes mostraram a insatisfação com a classe política, seus aliados se afastaram, seu próprio partido se divide etc.

    Se estadista fosse, essa é a hora onde pode decidir, simplesmente decidir e executar !!!! Simplesmente assinar e mandar fazer pois não tem mais nada a perder !!!! Se está “queimada” nesse momento, agora seria a vez de simplesmente tomar âs rédeas e mandar ver, tentar reverter e se não der certo o que teria a perder?!?!?

    O problema é que é pau mandado como os outros, e trabalha para não prejudicar a imagem do padrinho, sério candidato à reeleição, e não pelo país.

    Acompanhou as últimas estimativas de voto? Dilma estaria em segundo turno mas, LuLLa ganharia no primeiro turno. Que raio de opinião pública é essa que detona a afilhada que continua tudo o que padrinho fez, que mantém quem o padrinho nomeou, que mantém sua política econômica, diplomacia etc que está nos levando a esse estado de coisas, mas que reelege com o folga o responsável por tudo isso? Aí que a esperança morre …

  10. ZZZZZZZZZZZZZZZz…..facim facim, é só colocar uns misseis nos sucatões que temos bastante, os 707,bandeirantes,Brasilias, FAB tem isso ai aos montes….resolve o problema…aqui neste País….só com GAMBIARRA … para os politicos,o anão e a Dilma é tudo avião, são analfabetos em segurânça não ha distinção entre avião de caça,passageiros e carga ,para eles é a mesma coisa…que m_________ hein…rss.

    EDITADO. SUBSTITUA PALAVRAS DE BAIXO CALÃO POR OUTRAS EXPRESSÕES MAIS APROPRIADAS.

    O MODERADOR

  11. A audiência, como diz o nome, é pública. Qualquer brasileiro, representando qualquer instituição pode participar. Só não se anunciem como Imprensa, hehehe… Se isso acontecer, vão ficar em um cercadinho reservado para os jornalistas que cobrem as audiências no Congresso Nacional.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here