Home Noticiário Internacional Mirage da FAB para de voar em dezembro

Mirage da FAB para de voar em dezembro

229
36

Mirage 2000 FAB - foto S Pysklyvicz - Poder Aéreo

Caças chegam ao fim da vida útil sem que governo defina a compra dos substitutos

 

Roberto Godoy

vinheta-clipping-aereoGDA1A Força Aérea vai desativar a sua frota de caças de interceptação, os Mirage-2000 C/B, à meia-noite de 31 de dezembro. O lote, que equipa o 1.º Grupo de Defesa Aérea, da Base de Anápolis, a 140 km de Brasília, chegou ao fim de sua capacidade de operação. A vida útil do grupo, a rigor, foi alongada em dois anos por meio de um programa logístico que superou o limite previsto inicialmente até 2011 pelo fabricante, a Dassault Aviation.

O esgotamento é total. As aeronaves não apresentam condições sequer para serem negociadas no mercado internacional.

A FAB não tem um plano fechado para evitar que a unidade de defesa da capital federal e de mais 1,5 milhão de quilômetros quadrados do território nacional continue ativa. A solução mais viável é a de promover o deslocamento de 6 a 12 caças F-5M, rejuvenescidos pela Embraer, e que compõem a espinha dorsal da aviação de combate. A Força utiliza 46 deles e encomendou a revitalização de outros 11, adquiridos, usados, na Jordânia. Todos foram fabricados há 35 anos em média, pela americana Northrop Corporation. Outra possibilidade que, todavia, não agrada o Alto Comando, é a incorporação de outros aviões de segunda mão, o caso do conjunto descontinuado.

Os Mirage foram comprados pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2005 por US$ 80 milhões, na França. Usados, deveriam servir de recurso provisório, até a chegada das aeronaves avançadas previstas na escolha F-X2, destinada ao reequipamento da aviação de combate. Todavia, o processo, que dura 17 anos e está na segunda geração, ainda não foi resolvido.

O valor do contrato do F-X2, para a compra de 36 supersônicos, suprimentos, simuladores, e sobretudo de amplo pacote de transferência de tecnologia, deve ficar entre US$ 4,5 bilhões e US$ 6,4 bilhões financiados. Há três finalistas: o Gripen NG, sueco, da Saab; o Rafale, francês, da Dassault; e o Super Hornet F-18, da americana Boeing.

A deliberação foi transferida, em 2002, de Fernando Henrique Cardoso para Lula que, em 2010, repassou a tarefa para Dilma Rousseff. A presidente adiou o anúncio por duas vezes. Celso Amorim, ministro da Defesa, tem dito que a opção será conhecida até dezembro. Em épocas diferentes, os três concorrentes foram cotados como eventuais favoritos.

Missão. Em Anápolis, a missão do seleto time de oficiais, cujo treinamento custa ao final cerca de US$ 3 milhões, exige pronta resposta. A sirene dispara e em cinco minutos um piloto acelera pela pista de 3 mil metros a bordo do caça cinzento. O caçador a bordo só recebe os dados da missão quando voando, com a turbina Snecma trovejando sobre o planalto goiano. Localizado e identificado o alvo, um avião desconhecido sem rota registrada, o militar volta à base em pouco mais de 20 minutos. O clima na reservada instalação é o de tempo de guerra. A missão é defender o centro do poder, Brasília. No abrigo do alerta, um ou dois Jaguares F-2000, o nome de código dos Mirage-2000, estão sempre armados e abastecidos. As construções ficam próximas da pista, para permitir decolagem rápida e o suficiente espaçadas para escapar das bombas de um ataque.

Não há portas. O avião deve sair sem dificuldades. A missão é sempre de urgência. Com dois mísseis e os canhões Defa de 30mm, ele voa a 2,2 mil km por hora e cobre 1,4 mil quilômetros. São feitas até 8 decolagens por dia. Quase sempre operações dedicadas ao treinamento dos cerca dos 30 combatentes titulares dos quadros do GDA. Mas há lançamentos reais, de identificação de aeronave clandestina, sem plano de voo e em atitude hostil.

FONTE: Estadão

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
36 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Justin Case
Justin Case
6 anos atrás

Amigos, boa tarde. O artigo do Godoy tem erro grave, pois diz que o avião “tem” que parar numa data específica. O avião não tem problema importante, seja na área técnica, logística ou de custos. A questão é puramente operacional e estratégica. Quando se compra um avião ou sistema, o custo de operação varia muito pouco, mas o benefício operacional vai se esvaindo com o tempo, devido à obsolescência. Chegou-se a um ponto em que a FAB decidiu (ou decretou) que a relação custo/benefício recomenda suspender sua operação, considerando insuficiente sua capacidade militar, tanto em uma guerra formal como no… Read more »

Nick
Nick
6 anos atrás

Caro Justin,

Pelo que entendo a desativação dos M-2000 se pelo encerramentos dos contratos de manutenção e inviabilidade econômica da renovação dos mesmos pelo benefício que seria devolvido, ou seja não vale a pena manter os mesmos voando, não sem um upgrade de respeito, já que as células ainda tem um bom tempo de vida.

Enfim, foi um tampax bonito, mas de efetividade duvidosa.

[]’s

juarezmartinez
juarezmartinez
6 anos atrás

Cel. Justin! Eu pergunto ao senhor como piloto de caça e ex Jaguar que o foi;

O Senhor acha viável gastar um milhão e meio de euros no overhaul do motor e sei e mais ou menos uns três milhões de euros no IRAN da célula para OPERAR com dois canhões Deffa 30 e dois mísseis IR?

Eu acho que não, mas isto ´´e meu pensamento.

Grande abraço

Justin Case
Justin Case
6 anos atrás

Juarez, boa tarde.

A FAB tem todo o conhecimento e as informações necessárias para encontrar a solução mais efetiva enquanto se aguarda a chegada das aeronaves F-X.
Existe uma missão a cumprir, de treinamento e policiamento, mesmo em tempo de paz. Ainda bem que assim seja, pois não existe uma solução bélica adequada que possa ser implantada em menos de três anos.
Abraço,

Justin

Vader
6 anos atrás

Não achei que a notícia criticou o Mirage-2000 não. Na verdade, acho que foi uma das melhores matérias do Godoy sobre o tema.

Isso é paranóia demasiada sua, caro Justin.

No mais, a matéria só serve para chamar a atenção do que está para ocorrer.

Justin Case
Justin Case
6 anos atrás

Juarez,

Quanto à continuidade da operação dos F-2000, desconheço o custo de revisão geral de motores e aeronaves, mesmo porque isso depende das condições particulares de cada item, mas ouvi que não seria necessário efetuar nenhuma dessas revisões para continuar a operação por mais quatro anos.
Abraço,

Justin

Baschera
Baschera
6 anos atrás

É mais do mesmo…. é repetitivo…..enfim, bem o que o público em geral gosta… matéria “pra encher linguiça”…. ou em outros termos populares… “pastel de vento”.

Só mais uma resenha sobre a novela do FX-2…..

Sds.

Guilherme Poggio
Editor
6 anos atrás

Eu acredito que a partir deste mês de agosto até o final do ano veremos mais e mais notícias como esta na “grande mídia”.

Nós aqui do PA já estamos falando sobre isso há pelo menos dois anos. O “apagão do Planalto”.

solskhaer
solskhaer
6 anos atrás

Tss, tss, tss!
As matérias bem aqui do lado dos sulamericanos estão bem mais interessantes do que esse nosso cansativo F-X?

Augusto
Augusto
6 anos atrás

17 anos, gente… 17 anos!

Já se passaram 3 governos e 5 mandatos e não se tem a decisão sobre a compra de meras 3 dúzias de aviões.

Isso é bem Brasil mesmo: nada de prevenir, o negócio é remediar!

thomas_dw
thomas_dw
6 anos atrás

Incrivel com o Godoy, em mais de 30 anos como jornalista no Estado de Sao Paulo com consistencia incrivel publica artigos com este, é ver para crer.

edurval
edurval
6 anos atrás

Senhores,

Na minha humilde opinião, o artigo tem a finalidade de preparar mentes e corações para a compra do Vespão.

Marcos
Marcos
6 anos atrás

Quando a Grande Mãe viajar até o Satã, o Grande Imperialista do Norte, a proposta da grande empresa Imperialista já terá vencido.

Vader
6 anos atrás

Marcos disse:
5 de agosto de 2013 às 15:27

A menos que essa grande corporação imperialista já tenha sido avisada pela Grande Mãe, íncuba do Sol-da-Humanidade, de que venceu o FX2, e esteja aguardando a visita de dita entidade santa ao Grande Satã apenas para o comunicado oficial.

Sds.

asbueno
asbueno
6 anos atrás

Este artigo foi linkado no UOL a partir do portal “A tarde”, seção de política. Vejamos alguns comentários de leitores pinçados: Ricardo Martins, 05/08/2013 às 14:28 A situacao militar do Brasil e ridicula, estamos em uma situacao de tamanha falta de equipamento que ate o Paraguai pode invadir o Brasil . Meu Deus cade os militares deste pais ? Fernando Silva Filho, 05/08/2013 às 13:18 A FAB não precisa de aviões de caça que valem bilhões de dólares. Precisa de equipamentos para patrulhamento e interceptação das nossas fronteiras por onde entra de tudo. POR QUE NÃO ADQUIRIR COM ESSE DINHEIRO… Read more »

Guilherme Poggio
Reply to  asbueno
6 anos atrás

Asbueno disse:

Este artigo foi linkado no UOL a partir do portal “A tarde”, seção de política. Vejamos alguns comentários de leitores pinçados:

Teve gente que indicou até mesmo o Poder Aéreo como dica para conhecer melhor o assunto

http://atarde.uol.com.br/politica/materias/1523393-mirage-da-fab-para-de-voar-em-dezembro

eduardo pereira
eduardo pereira
6 anos atrás

Marcos disse:
5 de agosto de 2013 às 15:27
Quando a Grande Mãe viajar até o Satã, o Grande Imperialista do Norte, a proposta da grande empresa Imperialista já terá vencido.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!

asbueno disse:
5 de agosto de 2013 às 15:46

Ta vendo como tem muita gente por ae que se preoculpa com defesa da naçao, por isso é bom terem matérias como esta acima pra alertar o povao;”olha ae ô qualquer teco teco pode tacar uma bombinha no seu bairro a qualquer momento pois estamos desguarnecidos nos ares !!”
Sds.

MAD DOG
MAD DOG
6 anos atrás

… Não sei dizer ao certo, mas deixar a NAÇÃO, sem proteção não é motivo para um impeachment, da presidenta, por negligência.

Talvez algum colega advogado aqui, poderia responder?

E se for possível ação pública, quem sabe esse é o gancho, para tirar de vez esses ptralhas do governo!

Sonho meu!!!

Joner
Joner
6 anos atrás

Eu não sei nada de aviação, e muito menos de aviação de caça, mas tem uns que superam até nossos políticos, como mostrou o colega asbueno nos comentários que trouxe. kkkkkkkkk Fernando Silva Filho, 05/08/2013 às 13:18 ” POR QUE NÃO ADQUIRIR COM ESSE DINHEIRO UMA FROTA DE AVIÕES DA NOSSA EMBRAER????? Há países que nem Forca Aérea possui.” O Fernando S. F. está dizendo para deixar de comprar jatos supersonicos e colocar A29 fazendo defesa aérea? Deve ser uma tática de usar a baixa velocidade,…. Já entendi, pega aqueles pilotos argentinos (aqueles dos rasantes), para ficarem com os ST… Read more »

F - 5
F - 5
6 anos atrás

Prometi a mim mesmo não falar mais sobre o F-X!

O meu silêncio será a minha forma de protestar…

asbueno
asbueno
6 anos atrás

Dilma, aposenta o F5!!!

F - 5
F - 5
6 anos atrás

asbueno disse:
5 de agosto de 2013 às 17:45
Dilma, aposenta o F5!!!

ASBUENO:

Já desisti há tempos desse slogan…
Não adianta ficar dando soco em ponta de faca!
Desisti.
Agora fico esperando os fatos e as próximas novidades (se é que teremos) do GDA.

VADER:

Para qual endereço você enviou um e-mail há tempos atrás?
Foi um e-mail, creio eu, para MinDef.

asbueno
asbueno
6 anos atrás

Guilherme Poggio disse:
5 de agosto de 2013 às 17:58

Para vermos o quão importante e respeitado este espaço se tornou!

F – 5 disse:
5 de agosto de 2013 às 17:59

O sofrimento purifica! rssss…

F - 5
F - 5
6 anos atrás

Asbueno:

Quem disse que precisamos nos purificar???
Vamos purificar nossos rios, mares…
Minha alma está purificada desde que me afastei um pouco da política e de discussões intermináveis…rs

Marcos
Marcos
6 anos atrás

off topic
Acidente Embraer Phenom 300 em Minneapolis.

http://www.youtube.com/watch?v=3-JXFdP0u-Q

Vader
6 anos atrás
Joner
Joner
6 anos atrás

Já li que modernizações em Mirage’s só foram feitas por franceses, e se olharmos para Índia neste momento, o valor que eles vão gastar para modernizar seus Mirage’s 2000 é bem “salgado”, mas como se trata de um bom jato, e como o valor gasto em treinamento das equipes já foi gasto, sera que não seria um boa modernizalos por aqui?
Manda a França cuidar dos motores, e a Embraer/Elbit faria a parte de eletronicos, como esta fazendo com os Mikes, AMX e A4!
São apenas 12, mas modernizados e armados, são grandes vetores!

eduardo pereira
eduardo pereira
6 anos atrás

Pessoal vamos todos entupir de email’s neste endereço que o Vader postou !!

Mauricio R.
Mauricio R.
6 anos atrás

A Índia pretendia fazer algo bem parecido, retirar a aviônica francesa e troca-la pela israelense, mas aí os franceses ameaçaram não fornecerem mais peças de reposição.
Resultado, o update indiano, sem radar AESA, custará bem caro p/ o contribuinte local.
Então não precisamos de maneira alguma reformarmos essas tranqueiras, mas sim substituí-las; de uma vez por tdas.

Justin Case
Justin Case
6 anos atrás

Maurício,

Não desinforme, por favor. Nem todos os que acessam o blog têm conhecimento suficiente para identificar o que é “viagem” ou informação confiável.
Se isso que você colocou tivesse ocorrido, jamais os indianos teriam escolhido o Rafale ou decidido modernizar os seus Mirage 2000.

Justin

Mauricio R.
Mauricio R.
6 anos atrás

Justin, Se apertar a Índia geme, os russos estão mais do que cansados de demonstrá-lo. O update do M-2000 era p/ ser bem mais modesto, seriam somente o radar e os mísseis israelenses, estes os mesmos do update dos nossos F-5 aliás. Mas os franceses não estavam nem um pouco contentes c/ os israelenses mexendo no queijo deles, deu no que deu. Eu só imagino o que o governo da Índia escutou da força aérea, qndo a pressão francesa se fez sentir. O MMRCA existe somente por exigência do governo indiano, a força aérea queria mesmo era comprar mais M-2000.… Read more »

F - 5
F - 5
6 anos atrás

Vader:

Estes dias vou encher o link que você postou com e-mail’s.
Acho interessante também enviar para a Presidência da República.

Fighting Falcon E/F
Fighting Falcon E/F
6 anos atrás

Nunão,
Dica:
Para eu receber aviso sobre comentários por e-mail, tenho que digitar alguma coisa aqui, se tiver como mudar, deixe a gente assinalar a opção que quer receber e enviar, sem a obrigatoriedade de ter que fazer um comentário.
O que acha?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
6 anos atrás

Fighting Falcon E/F, boa tarde.

Encaminhei seu comentário pro Galante, que é quem mexe com a operacionalidade do site.

Saudações!

Alexandre Galante
6 anos atrás

Fighting Falcon E/F, qual foi a pergunta?

Fighting Falcon E/F
Fighting Falcon E/F
6 anos atrás

Alexandre,
Não foi uma pergunta, é uma sugestão:
No caso é o seguinte, se a pessoa quiser somente acompanhar os comentários dos leitores ele não consegue logar e marcar a opção “avise-me sobre comentários seguintes por email” sem escrever algum texto. A sugestão é ter essa opção.