Home Aviação de Transporte ‘Esquadrão Corsário’ no chão?

‘Esquadrão Corsário’ no chão?

292
18

KC-137 acidentado no Haiti

vinheta-destaque-aereoFontes do Poder Aéreo informaram que os últimos KC-137 operados pelo 2º/2º GT, o “Esquadrão Corsário” estão “groundeados”, ou seja, não estão voando. A ordem teria vindo de Brasília, que teme por um novo acidente com esta aeronave, gerando impactos políticos negativos para o Governo. No último mês de maio o “FAB 2404” teve uma pane em um dos motores e o piloto abortou a decolagem. A aeronave ainda teve o trem do nariz danificado e se arrastou para a lateral da pista do aeroporto Internacional Toussaint Louverture, em Porto Príncipe (Haiti).

O 2º/2º GT operava inicialmente quatro KC-137 para transporte e reabastecimento aéreo, quantidade suficiente para poder revezar as manutenções dos mesmos (em revezamento, um deles sempre estava passando por manutenção mais pesada) . Esse número diminuiu há alguns anos, quando o FAB 2403 foi desativado para servir como fonte de peças para as outras aeronaves. Com o acidente do FAB 2404, restaram o FAB 2401 e o FAB 2402, sendo que este último quase não se via operando.

Felizmente o substituto dos KC-137 já foi decido. Em 16 de março deste ano o Comando da Aeronáutica divulgou nota informando que a proposta da empresa israelense IAI havia sido escolhida como a proposta vencedora do programa KC-X. A IAI deverá adquirir e converter duas aeronaves comerciais modelo Boeing 767-300ER em plataformas de reabastecimento em voo, transporte estratégico de carga e tropa e evacuação aeromédica, de acordo com os requisitos formulados pela Força Aérea Brasileira.

Mas há temores de que “forças ocultas” acabem cancelando este negócio, postergando ainda mais a substituição dos KC-137. Esta informação foi recentemente publicada na revista Asas e também confirmada por uma fonte do Poder Aéreo. Há indícios de que determinados setores do Governo apoiam uma empresa concorrente.

18
Deixe um comentário

avatar
18 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
ci_pin_hathomas_dwVaderAugustojuarezmartinez Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos
Visitante
Member
Marcos

1) Qual seria a empresa concorrente, a A ou a B?

2) E essa empresa concorrente estaria oferecendo uma aeronave nova ou usada?

3) E não daria para fechar negócio com os F-18 e receber grátis dois reabastecedores ao invés de um B.747?

4) (Os) últimos KC-137 operados … estão “groundeados”, ou seja, não estão voando. A ordem teria vindo de Brasília, que teme por um novo acidente com esta aeronave, gerando impactos políticos negativos para o Governo. Tá! Quando cair algum F-5, vão groundear toda a frota também?

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Isso ai é o retro do país, que não é potência em lugar nenhum.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

leia-se: é o retrato

Carcará 01
Visitante
Member
Carcará 01

Olha ai, achamos a maneira de fazer o F-X sair!! Basta acidentar (que nem esse do 04, com danos apenas materiais…) metade da frota ativa de M-2000!!! Funcionou assim com os KC, pode funfar com os caças tb!!!

Observador
Visitante
Observador

Senhores,

É bem capaz de não sair nada mesmo, mas nem por causa de looby de empresa “A” ou “B”.

Não vai sair porque o governo federal está muito fragilizado e precisará tesourar os gastos.

Adivinhem qual ministério tem um dos maiores orçamentos, mas no qual os cortes não impactariam diretamente na população?

Pois é.

É possível que a maioria dos programas de reaparelhamento das FAs serem cancelados ou colocados na geladeira até 2015.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

A fonte está correta. A ordem veio do GSI, por reverberação da PresidentA, que não quer correr o ônus político de ver um acidente com vítimas com as aeronaves restantes do Esq. Corsário. Portanto… bye bye Boeing 707/KC-137…. O problema é que a demanda por voos continua… e pouquíssimos C-130 tem condições plenas de vôo….. para variar !! O lobby, ao qual venho me referindo já a tempos aqui… é da EADS, que é muito forte…. ao ponto de paralisar o assunto (deixar o contrato em banho-maria) da IAI- TAP Brasil para os dois aviões Boeing 767 já contratados (dizem… Read more »

Baschera
Visitante
Member
Baschera

O tais “setores do Governo apoiam uma empresa concorrente” são os mesmos que convenceram o apedeuta a comprar as maravilhosas Kombis que não voam…. que não vou citar… todos sabem quem são !!

São os mesmos que embolsaram um fabulosa quantia em moeda européia….. de “comissão”… para não dizer palavra mais maligna….

Aliás….. eles temem que se a fabricante não solucionar logo o tal probleminha do eixo e da MGB deste modelo…. o contrato possa ir para a frigideira…. e adivinhem quem poderia levar ???

Se eu disser vai haver um haraquirí coletivo espasmódico em certos fóruns e blogs….

Sds.

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

A FAB tentou uma negociação que envolveria a aquisição e conversão rápida de uma terceira célula de 67 em cargueiro/pax,mas foi barrada pelo lobby nefasto que está enchendo o bolso da gentalha que governa este país.
A única coisa que pode segurar esta nova mutreta é a pressão popular, ou seja “gurizada”, se este negócio for adiante vamos meter a boca no trombone.

Grande abraço

Augusto
Visitante
Augusto

Baschera disse:
2 de julho de 2013 às 22:13

“Aliás….. eles temem que se a fabricante não solucionar logo o tal probleminha do eixo e da MGB deste modelo…. o contrato possa ir para a frigideira…. e adivinhem quem poderia levar ???”

Contrato ir para a frigideira depois da enorme expansão da Helibrás e após 7 helicópteros entregues… sei não, tem chance?

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

Augusto, a expansão da Helibras com dinheiro do BNDES, ou seja o nosso, e outra coisa, alguém vai pagar por ter recebido estas carroças inoperáveis contrariando inclusive as áreas operacionais de recebimento de aeronaves das três forças.
Tem gente “graúda” mexendo nisto…..

Grande abraço

Vader
Visitante
Member

Duvido que dê alguma coisa…

thomas_dw
Visitante
thomas_dw

a compra dos 767 deve sair sim – 4-5 767 saem pelo preco de 1 KC-330 , nao ha outra alternativa, 4 KC-330 nao saem por menos de US$1.5bn

Quanto ao problema do Caracal, a solucao ja saiu e esta sendo implementada – a solucao no momento é provisoria, mas a definitiva nao demora pois este helicoptero é pricipalmete focado no apoio a exploracao de Petroleo e Gas em alto mar.

ci_pin_ha
Visitante
ci_pin_ha

Agora há uma boa justificativa para desistirmos do Caracal. A fabrica da Helibras pode ser aproveitada em futuras aquisições de AS365, que poderiam ser adquiridos para a MB (ao invés de AW109 ou Ec645).

Carcará 01
Visitante
Member
Carcará 01

Eu tenho VERGONHA de ter nascido nesse país… Infelizmente…

Mas, proponho aqui um novo protesto:

PELO FIM DO GTE!!!

Depois de mais um escandalo de utilização de uma acft da FAB para levar familiares de um politico pra ver jogo no Rio, não dá pra aguentar mais. Não querem acabar com a aviação de caça no Brasil??? Pois botemos a boca no trombone pra acabar com a mamatinha do GTE deles!!! Que a aviação de transporte seja só de TRANSPORTE mesmo, não de sac…gem com o dinheiro publico!!!

Carcará 01
Visitante
Member
Carcará 01

Quanto a Kombi, tem nem o que dizer ne… O Baschera, insider do CR nas altas hostes em BSB, ja cantou a pedra. Sendo sincero com os srs, torço abertamente pra que esse contrato va pro ralo!!! Pra que essas joças voadoras recheadas de rebites sejam devolvidas e a Eurocopter e seus lobistas milionarios vão pro inferno!! Me desculpem a raiva, mas é impossivel se segurar diante de um roubo tão descarado ao erário publico…

Marcos
Visitante
Member
Marcos

thomas_dw

A solução definitiva da Eurocopter é colocar uma lâmpada âmbar no painel avisando que a caixa de transmissão foi pro pau. Só!!!

Carcará 01
Visitante
Member
Carcará 01

Marcos, e fraldas descartáveis nos assentos…

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

homas_dw disse: 3 de julho de 2013 às 8:45 a compra dos 767 deve sair sim – 4-5 767 saem pelo preco de 1 KC-330 , nao ha outra alternativa, 4 KC-330 nao saem por menos de US$1.5bn Quanto ao problema do Caracal, a solucao ja saiu e esta sendo implementada – a solucao no momento é provisoria, mas a definitiva nao demora pois este helicoptero é pricipalmete focado no apoio a exploracao de Petroleo e Gas em alto mar. Leia mais (Read More): ‘Esquadrão Corsário’ no chão? | Poder Aéreo – Informação e Discussão sobre Aviação Militar e Civil… Read more »