Home Noticiário Nacional Proteção do papa contará com aeronaves F-5M, A-29, R-99 e Vant

Proteção do papa contará com aeronaves F-5M, A-29, R-99 e Vant

432
9

dia da aviacao de caca 2013 F-5 quebra para pouso - foto 1 poggio

Papa terá proteção de até 20 mil agentes na JMJ

vinheta-clipping-aereoA segurança do papa Francisco, um chefe de Estado de risco, está preparada para identificar no meio da multidão o rosto do atentado: a face pálida, a atitude tensa, o traje em desacordo com o clima, um olhar fixo.

O “lobo solitário”, como é definido nos cenários dos especialistas um autor de uma eventual ação violenta contra o pontífice, é a maior preocupação do grandioso esquema de segurança da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), a ser realizada no Rio, entre os dias 23 e 28 de julho.

Um enorme dispositivo envolvendo 20 mil agentes, entre os quais de 8,5 mil a 12 mil militares, foi mobilizado para o esquema montado pelo Ministério da Defesa e a Secretaria Extraordinária de Grandes Eventos (Sesge) do Ministério da Justiça.

PAMA-SP 2012 - dom23set - A-29 Super Tucano FAB - foto 5 Nunão - Poder Aéreo

O contingente terá à disposição recursos como helicópteros armados, ao menos dois caças supersônicos F-5M, aviões de ataque leve A-29 Super Tucano, um avião de inteligência R-99 e um Vant, a aeronave não tripulada, que fará reconhecimento de áreas como o gigantesco Campus Fidei, onde serão realizados a Vigília da noite de sábado (27), e a Missa do domingo (28). Nas duas celebrações são esperados de 1,5 milhão a 2 milhões de jovens fiéis.

Em terra, haverá blindados armados e de transporte de tropa, distribuídos de maneira discreta e sem interferir na rotina prevista para o Rio durante a Jornada. No total, cerca de 300 veículos de diversos tipos estarão no Rio e em Aparecida, para onde Francisco irá no dia 24.

E-99 - R-99 - A-1 - A-29 e F-5 - foto FAB

O Comando da Marinha participa fazendo o controle da faixa marítima. O plano da Força ainda está sendo definido, mas deve ter um navio – provavelmente um dos três novos patrulheiros da classe Amazonas, ou uma fragata da série Niterói, armada com mísseis, canhões e torpedos – e lanchas rápidas.

O tráfego de embarcações na Baía da Guanabara será monitorado, com previsão de abordagem para a inspeção. Os fuzileiros navais estão no programa.

A empreitada foi inspirada no plano criado para dar garantia à reunião Rio+20, em 2012, e está integrada ao projeto de acontecimentos internacionais iniciado com a Conferência da ONU e que só termina em 2016, com a realização dos Jogos Olímpicos. São estimados investimentos de R$ 710 milhões. Já foram liberados R$ 640 milhões para o custeio direto. A missão do Papa e JMJ começa no dia 15 e deve terminar em 5 de agosto.

Hospital de campanha

As tarefas foram divididas entre polícias, locais e federal, mais as Forças Armadas. Caberá aos civis determinados cuidados, como acompanhar o movimento de chegada dos peregrinos e autoridades estrangeiras. Trânsito, segurança direta dos chefes de Estado e as escoltas também estão sob a responsabilidade da polícia do Rio e da PF.

O pessoal da Defesa vai trabalhar nas atividades da Base Aérea do Galeão, nos controles do espaço e do mar “e, sobretudo, na prevenção e combate ao terrorismo”, segundo o general Jamil Megid. Esse é um tema delicado. Ele não confirma o deslocamento de equipes das Forças Especiais, de Goiânia, embora admita que haja “equipes localizadas” no Rio e em Aparecida na condição de alerta.

O papa vai se encontrar com a presidente Dilma Rousseff em Copacabana, no dia 26. Da agenda de Francisco constam visitas a um hospital e à Quinta da Boa Vista. Os coordenadores da programação consideram a possibilidade de que governantes da região, como a presidente Cristina Kirchner, da Argentina, Juan Santos, da Colômbia, e Nicolas Maduro, da Venezuela, possam comparecer à JMJ.

O grupo militar vai usar uma ponte metálica para facilitar o acesso ao Campus Fidei de Guaratiba e um hospital móvel para atender emergências. No ar, o Vant da FAB vai vigiar tudo em um raio de 250 km, com sistema de visão noturna e lentes de alta resolução. Pode permanecer em voo por até 16 horas.

VANT Hermes 450 - foto FAB

FONTE: Agência Estado, via IG

FOTOS DE BAIXO: FAB

NOTA DO EDITOR: o título original é o subtítulo.

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Baschera
Baschera
6 anos atrás

Mas não vai usar nenhum helicóptero H-36.
Vai usar os Super Puma da FAB (VH-34) e do EB.

Aliás….. poderemos ter uma (des)agradável surpresa para a aviação VIP da FAB…. a menos que a “crise politica” impeça.

O novo vetor poderia ser “dusamericanus”….

Sds.

Carcará 01
Carcará 01
6 anos atrás

Uia!!! Dusamericanus??? Sera que aquela proposta dos SH + 747 vingariam?? Fala ae Baschera!!

eduardo pereira
eduardo pereira
6 anos atrás

Baschera solta o verbo ae irmao, a coisa ta encaminhada mesmo, ta andando a negociaçao dos Vespoes ??

andreas
andreas
6 anos atrás

Pô Baschera, JapaMan e Corsário, vcs que são mais informados, soltem aí o que vocês sabem!!!! Esses SH + 747 saem ou não saem?????

Baschera
Baschera
6 anos atrás

Não falei nada de vespões….. leiam novamente… eu escrevi aviação VIP…. aquela que não nos interessa… a do GTE.

Sds.

Baschera
Baschera
6 anos atrás

Aliás….. alerta máximo nesta visita do Papa….. alertas não tem faltado ao GSI !!

Sds.

Mayuan
Mayuan
6 anos atrás

Sou só eu ou alguém mais acha que não presta essa proposta de 747 atrelada ao recebimento dos SH? Imagina o custo de operar essa jamanta? Aliás, com essa penúria de recursos, nem sei como estão pensando em algo maior que o Gripen. Concordo que o SH é mais avião sem falar em todas as outras questões envolvidas na compra mas que a FAB vai ter que rebolar pra conseguir a grana pra voar nele, isso vai.

ernaniborges
ernaniborges
6 anos atrás

Baschera: Com alerta ou sem alerta, o GSI já avisou que extra muros as FA nada farão.

Mayuan: Falar em falta de recursos financeiros neste país, soa até como piada…
O maior trabalho de Brasília deve ser achar um jeito de fazê-lo sumir sem deixar rastro, por ser muito volumoso…
Falta-nos é vergonha na cara, pra comprar uma tampa para esse “ralo” Gigantesco.

Colombelli
Colombelli
6 anos atrás

Missão do Papa? Do jeito que esta, chama o Cap Nascimento.