Adidos militares no Chile conhecem aeronaves da II Brigada Aérea - foto FACh

Em 5 de junho, os “Agregados Aéreos y de Defensa” (adidos militares) de diversos países que cumprem funções no Chile tiveram a oportunidade de visitar a II Brigada Aérea da Força Aérea do Chile (FACh), na Base de Pudahuel. Recebidos pelo comandante da unidade, gerneral de Brigada Aérea (A) René Sánchez Díaz, assistiram a exposição do comandante de Grupo (TI) Gonzalo Cárdenas, visitando também o hangar estratégico.

Adidos militares no Chile conhecem aeronaves da II Brigada Aérea - foto 2 FACh

Adidos militares no Chile conhecem aeronaves da II Brigada Aérea - foto 4 FACh

A II Brigada Aérea executa operações aerotáticas, de Defesa Aérea e apoio administrativo e logístico, tendo também a seu cargo o Serviço de Busca e Salvamento Aéreo que coordena as atividades em sua região (entre Vallenar e Los Ángeles). Sua principal tarefa é o transporte estratégico institucional, assim como a execução de operações aéreas de resgate e ajuda à comunidade em âmbito nacional e internacional. Também é a sede da Escola de Pilotos de Helicópteros e da Escola Tática de Defesa Antiaérea, tendo também a responsabilidade de treinar as Forças Especiais da FACh.

Adidos militares no Chile conhecem aeronaves da II Brigada Aérea - foto 3 FACh

FONTE / FOTOS: Força Aérea do Chile (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em espanhol)

NOTA DO EDITOR: o Grupo de Aviação nº9 da FACh, que opera helicópteros Bell 205 (UH-1H), Bell 206B (JetRanger) e Bell 412 faz parte da II Brigada Aérea, e foi tema de reportagem na revista Forças de Defesa número 7.

VEJA TAMBÉM:

Tags: , , , ,

About Fernando "Nunão" De Martini

View all posts by Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

4 Responses to “Adidos militares no Chile conhecem aeronaves da II Brigada Aérea da FACh” Subscribe

  1. Guilherme Poggio 16 de junho de 2013 at 12:07 #

    O KC-135 do Chile é daquela versão com os motores antigos, assim como os nossos KC-137 (aliás, a principal diferença entre ambos é que o KC-135 já nesceu aeronave de reabastecimento enquanto o KC-137 é uma conversão do 707).

    O Chile terá problemas em usar esses aviões em determinados aeroportos/regiões de países desenvolvidos, que não permitem mais o emprego de turbojatos.

  2. Fernando "Nunão" De Martini 16 de junho de 2013 at 12:12 #

    Poggio,

    Já me disseram que, na verdade, não são tecnicamente turbojatos que equipam os KC-135 não modernizados, mas turbofans de primeira geração. O que não muda a questão do barulho que fazem, poluição etc, que impede seu uso em determinados aeroportos.

    Para utilizá-los em exercícios conjuntos aqui na América do Sul, seria interessante saber se têm o kit para adaptar cesta no Flying Boom.

  3. Guilherme Poggio 16 de junho de 2013 at 13:09 #

    Putz, caí nesse erro novamente!

    Nunão, imagino que os KC chilenos tenham sim. Caso contrário não daria para reabastecer os F-5 deles.

  4. Fernando "Nunão" De Martini 16 de junho de 2013 at 14:09 #

    Verdade, tinha esquecido dos F-5! Acho que esqueci porque devem dar baixa logo…

    Mas creio que a FACh ainda tem em operação B707 “Águila” para REVO com sistema Probe and Drogue (cesta).

    O fato é que tiveram que adquirir KC-135 não porque não tivessem aviões-tanque, mas porque os que tinham não serviam para o F-16.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Kfir no almoço e Gripen no jantar para os famintos caçadores argentinos

Segundo o jornal perfil.com, a Defesa da Argentina teria se decidido pela compra de caças Kfir de Israel para cobrir  […]

Rafale para o Qatar: Dassault prefere não comentar notícia sobre venda iminente

Segundo reportagem publicada pela Reuters nesta segunda-feira, 24 de novembro, a empresa francesa Dassault Aviation prefere não comentar sobre uma […]

Com desdobramento de Mirage na Jordânia, principal papel do Rafale contra o EI será de reconhecimento

Caças Rafale ainda poderão bombardear alvos, porém de forma suplementar a seis jatos Mirage 2000D, que passarão a ser o […]

95, 102 e 116 milhões de dólares: aproveite que os preços do F-35 estão despencando…

…afinal, sem motor a tendência de um avião é cair mesmo! – Brincadeiras à parte com o fato do valor dos motores do […]

Brasil espera uma proposta da Suécia para empréstimo de caças Gripen para uso da FAB

Suécia teria oferecido ao Brasil empréstimo ou aluguel de caças suecos enquanto os comprados não chegam; entregas só começam em […]

Rio pode ser a primeira cidade a receber o A380

O Galeão pode ser o primeiro aeroporto da América do Sul a receber o Airbus A380-800 e o Boeing 747-8, […]