quinta-feira, abril 15, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Canards do MAA-1B

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

maa1blaad

Uma novidade no stand da Mectron foi um modelo mais realista do MAA-1B. Mostra com detalhes os canards móveis do míssil. As maquetes originais eram bem toscas. Não era possível entender como seria o formato final dos canards. A imagem abaixo é de um vídeo disponível no site da Mectron mostrando o disparo do míssil de um F-5.

AAMpiranha

Previous articleMarlin da Denel
Next articleO UCLASS da Lockheed Martin
- Advertisement -

10 Comments

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz

Dei uma olhada no site da Mectron e não encontrei o tal vídeo.

Mauricio R.

Ele voa!!!
Calma, uma coisa de cada vez, em se tratando de Mectron, já é um grande feito.
Mas c/ o míssil de verdade, o A-Darter, entrando em produção seriada, como ficará esse projeto???
O correto seria, não ficará.

Lyw

Mauricio R. disse:
17 de abril de 2013 às 9:56

Creio que será uma opção mais barata, para um cliente com menos dinheiro.

Augusto

Mauricio R. disse:
17 de abril de 2013 às 9:56

Será usado nos A-29.

Nick

Esse MAA1-B tem sensor IIR All Aspect???

[]’s

Soyuz

Este tipo de foto (ou vídeo) não significa nada pra mim. Vamos a um breve histórico. Primeira foto de lançamento do MAA-1: 1984 . Entrada em serviço 2004. Intervalo de 20 anos. Primeira foto de lançamento do MSS-1.2: 1988. Entrada em serviço 2010. Intervalo de 22 anos. Primeira foto de lançamento do A-DARTER: 1998. Ainda não esta em serviço Intervalo de 15 anos até o presente. Primeira foto de lançamento do FOG-MPM : 1989. O míssil jamais foi desenvolvido alem de um vapoware. Intervalo de 23 anos até o presente. Primeira foto de lançamento do AV-300 MT : 2001. O… Read more »

joseboscojr

Nick,
Não tem sensor sensor IIR, sendo apenas IR (sem formação de imagem), mas é all-aspect.
Aliás, o MAA-1 também é.

Soyus,
Achei que só eu é que notava isso!

Um abraço aos dois.

Nick

Caro Bosco,

Então será que vale a pena produzir o mesmo? Afinal lançadores de flares daqui a pouco até aviões comerciais vão ter…:)

E ficar dividindo recursos entre dois misseis WVR, não me parece racional.

[]’s

joseboscojr

Nick, Mísseis com sistemas de formação de imagem são realmente mais resistentes às IRCMs, mas não quer dizer que um sistema mais simples, que não forma imagem, seja muito frágil, prova disso é que há ainda grande demanda para esses mísseis. Por exemplo, sistemas que usam duas bandas, como o IR e UV, consegue discernir entre um alvo real e um flare já que o motor de um caça não emite na faixa UV e os flares sim ou por exemplo a diferença de deslocamento entre um e outro. Mesmo os sistemas que não formam imagem contam hoje com múltiplos… Read more »

Carcará 01

Irracionalidade faz parte cultura desse país, Nick… Infelizmente…

Combates Aéreos

Nunca chegue cedo demais

  Por Roberto F. Santana No dia 2 de setembro de 1980 um F-14 Tomcat da Força Aérea Iraniana (IRIAF) decolou...
- Advertisement -
- Advertisement -