segunda-feira, outubro 18, 2021

Gripen para o Brasil

Após derrota no LAS, Beechcraft diz que vai continuar desenvolvendo o AT-6

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Elemento de AT-6 em voo - foto Mission Ready - Beechcraft

Segundo jornal Wichita Eagle do Kansas, onde está baseada a Beechcraft, resultado da concorrência do LAS foi uma grande derrota num momento em que a empresa emerge de sua proteção contra a falência

Na quarta-feira, 27 de fevereiro, o jornal Wichita Eagle (com informações da Associated Press) trouxe pronunciamento da Beechcraft (antes Hawker Beechcraft) a respeito da derrota na concorrência da Força Aérea dos EUA em que seu AT-6 foi derrotado pelo A-29 da Sierra Nevada / Embraer. A derrota na competição, que levou praticamente três anos e foi marcada por atrasos e disputas legais, é considerada um grande revés para a empresa baseada em Wichita, num momento em que ela emerge de sua proteção contra processo falimentar (clique aqui para ver nota da Beechcraft, em inglês, divulgada na semana passada sobre sua saída do chamado “Chapter 11”).

Em pronunciamento por escrito, a Beechcraft informou que “apesar da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) não selecionar o avião de ataque leve AT-6 para o programa do apoio aéreo leve (Light Air Support – LAS), a Beechcraft está comprometida em avançar nas capacidades da aeronave e continuar a perseguir oportunidades adicionais de apoio aéreo aproximado. Estamos desapontados pelo fato de nossa proposta não ser escolhida. Nos encontraremos com a USAF para uma explicação (debrief) completo sobre o contrato e determinaremos nossos próximos passos em seguida.”

A Beechcraft vem dizendo há bastante tempo que um contrato do AT-6 poderia gerar centenas de empregos em Wichita, mas na semana passada o CEO Bill Boisture afirmou “não ser útil” especular sobre esses empregos serem novos, caso a empresa vencesse o contrato LAS, ou se haveriam demissões caso perdesse. Em julho, a Beechcraft começou a produção inicial em pequena quantidade do AT-6, após receber interesse de outros clientes potenciais. Boisture disse a funcionários, na semana passada, quando a companhia emergia da proteção falimentar, que conseguir um cliente de lançamento da produção era uma das principais metas para a empresa entrar em 2013 “com o pé direito”.

AT-6 em produção - baia de aviônicos - imagem Mission Ready - Beechcraft

FONTE: Wichita Eagle (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

IMAGENS: Mission Ready AT-6  (site de promoção da aeronave)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

5 Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
jacubao

Se eu fosse eles faria um novo avião, maior e mais potente.

Franco Ferreira

Nunão – Esta foto era da matéria deles? Ou do site deles relacionado com o AT-6?

Não me parece que seja desta avião!

Forte abraço. Franco

phacsantos

Caros editores,

Segue o link de uma noticia sobre testes da Embraer em túnel de vento na Rússia. O destaque fica para a asa que é mais estreita que o usual atualmente. Especulam que seria para uma nova geração de aeronaves que virá a partir de 2025 (http://www.flightglobal.com/news/articles/picture-russian-researchers-reveal-wind-tunnel-model-for-undisclosed-embraer-transport-382880/)

Últimas Notícias

China testa nova capacidade espacial com míssil hipersônico

O lançamento em agosto de um foguete com capacidade nuclear que circulou o globo pegou a inteligência dos EUA...
- Advertisement -
- Advertisement -