Home Noticiário Internacional Atlantic – agora testado em combate

Atlantic – agora testado em combate

195
5

atl2mali

Durante as operações no Mali, o ATL2 Atlantic francês finalmente dispararam armas. Durante a operação, os ATL2 foram equipados com quatro bombas GBU-12 guiadas a laser no compartimento interno de armas e atacaram alvos em terra. O Atlantic entrou em operação em 1965.

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Giordani
Giordani
7 anos atrás

Antes tarde do que nunca…

nunes neto
nunes neto
7 anos atrás

Pense numa coisa feia, agora pare de pensar no Atlantic,kkk

Groo
Groo
7 anos atrás

Taí uma boa aeronave COIN: boa carga de armas e sensores, grande autonomia, horas on station, comida quente, banheiro e até cama para a tripulação.

É lento, como a maioria dos turboélices – lembrei do Tupolev Bear hehe! – e a assinatura visual e sonora é grande, mas isso pode ser uma vantagem se impedir os terroristas de se movimentarem ou agir.

Acho que os P-3 americanos também já andaram jogando suas bombas no Afeganistão.

mc
mc
7 anos atrás

Seria necessário confirmar, e talvez esta história tenha sido até contada aqui no Poder Aéreo, mas acredito que os Atlantic (no caso, ATL1) foram seriamente considerados para aquisição, pelo Brasil, no auge da “crise das 200 milhas”, durante o governo de Emílio Garrastazu Médici, mais precisamente, entre 1970 e 1973. Na época, as relações com os norteamericanos haviam piorado significativamente (por esse e outros motivos), e o episódio (muito mais “sentido” por nós do que por “eles”) contribuiu para o país acabar adquirindo meios novos, de origem britânica, para a MB (as fragatas classe Niterói e os submarinos Oberon), ao… Read more »

Ivan
Ivan
7 anos atrás

Groo, “Taí uma boa aeronave COIN” Acredito que vc tem razão. Um Atlantique 2 como este pode voar por 18 (dezoito) horas sem reabastecimento (não tem REVO), o que permitiria missões de 12 (doze) horas sobre o alvo, inclusive podendo contar com duas tripulações para revesamento. Sua baia de armas pode transportar até 8 (oito) torpedos ASW leves como o Mark 46 da Otan, que pesa 508 lb (231 kg). Assim sendo podemos supor uma carga de 8 (oito) GBU-12 Paveway II guiadas a laser de 500 lb (227 kg) seria perfeitamente possível. Como o Atlantic 2 já possue FLIR… Read more »