quarta-feira, outubro 20, 2021

Gripen para o Brasil

Há algo de novo no hangar

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

 “Esquadrilha da Fumaça” apresenta oficialmente o seu novo avião: o Super Tucano

 

Hoje pela manhã, durante a cerimônia de passagem de comando do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) na Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga, interior de São Paulo , a Força Aérea Brasileira (FAB) apresentou oficialmente o futuro avião da “Esquadrilha da Fumaça”. Trata-se do Embraer EMB-314 Super Tucano, conhecido na FAB como A-29. A FAB já havia feito o anúncio da apresentação ontem através do seu portal na internet.

Embora o Super Tucano já seja uma realidade na “Fumaça”, ainda levará certo tempo para que o esquadrão realize demonstrações públicas com a aeronave. Isto deve ocorrer somente no segundo semestre do ano que vem.

Adeus T27

No primeiro semestre deste ano a “Fumaça” comemorou seus 60 anos em grande estilo (com um show na Academia da Força Aérea que deixará lembranças ainda por muito tempo). E durante quase metade deste tempo o esquadrão voou com o Embraer EMB-312 Tucano, ou T-27 como é conhecido na FAB.

Ao longo dos anos, a Esquadrilha da Fumaça realizou mais de 3.500 apresentações dentro e fora do Brasil. Boa parte delas com o T-27. Este ano o esquadrão bateu o seu próprio recorde, com130 apresentações.

Para manter a rotina média de 100 demonstrações por ano, o Tucano já havia passado por diversas modernizações. Nos últimos anos o esquadrão realizou um intenso rodízio de aeronaves. Aquelas menos usadas pela FAB eram enviadas à base do esquadrão, em Pirassununga, e passavam por um processo de revitalização nos equipamentos de voo. Acontece que o tempo e as manobras arrojadas cobraram certo preço das aeronaves e um substituto já vinha sendo estudado faz algum tempo.

No início deste ano surgiram rumores de que o T-27 seria finalmente substituído pelo  seu irmão mais novo. O Super Tucano voa na FAB, primeiro cliente da aeronave, desde 2005 e cumpre duas missões básicas:  formar  futuros pilotos de combate, bem como executar missões de ataque e de interceptação de aeronaves de baixo desempenho. Além do Brasil, o modelo já foi exportado para oito países e participa de uma concorrência para equipar a USAF, a Força Aérea dos Estados Unidos.

Entra em cena o Super Tucano

Os preparativos para o recebimento dos Super Tucanos, no entanto, já começaram no início do ano passado. Seis pilotos e 12 mecânicos do EDA foram até Natal (RN), onde receberam instrução no caça no Esquadrão Joker (2º/5º GAV), unidade da FAB responsável pela formação de pilotos de combate.

Há diferenças sensíveis entre as aeronaves. O T-27 por exemplo é mais leve e dócil que o A-29. Porém, o A-29 apresenta uma grande superioridade de potência, além da aviônica de ponta. Durante a avaliação do A-29 em Natal foram realizadas com sucesso todas as manobras do atual “display” de demonstração do EDA. Sobre as novas manobras, o Super Tucano será capaz de proporcionar a volta do famoso Lancevak.

Havia a possibilidade de que pelo menos uma das aeronaves estivesse pronta para o desfile de sete de setembro. Infelizmente não deu tempo. A entrega das primeiras duas aeronaves ocorreu no dia 1º de outubro, e a dotação do esquadrão será de quatro aeronaves do modelo biposto (A-29B) e oito do modelo monoposto (A-29A).

O Super Tucano apresentado durante a cerimônia ocorrida hoje é uma das duas aeronaves bipostas recebidas pelo esquadrão. Trata-se do A-29B, matrícula 5966. Sua pintura esta estalando de nova e, basicamente seguia o mesmo padrão nas cores azul, verde, amarelo e branco atualmente em uso pelo esquadrão. Há um detalhe interessante na deriva, dominada por uma bandeira do Brasil estilizada. Ela não apresentava o número indicador da aeronave. Isto ainda deve ser modificado.

 Implantação

Em 2013, o EDA não irá fazer apresentações entre janeiro e agosto, período que será dedicada à formação de pilotos e mecânicos. Até por este motivo, ver a “Esquadrilha da Fumaça” voar pela última vez com o saudoso Tucano (ver foto abaixo) durante a cerimônia de passagem de comando foi algo muito especial.

No próximo semestre a “Fumaça” já terá recebido todas as suas aeronaves. Nessa época, a Fumaça terá a presença de militares de unidades aéreas que já operam o Super Tucano. O objetivo é que, a partir de 2014, o EDA possa realizar toda a formação do seu efetivo na pilotagem e manutenção do A-29.

VEJA TAMBÉM:

 

- Advertisement -

24 Comments

Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Darkman

Pintura dos ST ficou linda !!!
Mereciam uma aeronave mas moderna !!!

Blind Man's Bluff

Quase pensei Super Hornet, mas ai lembrei que a Dilma Motoserra esta nos aproximando da Russia…cada vez mais! Sorrateira, sem nos perguntar o que queremos…!

Daglian

Confesso que achei a pintura muito bonita, a despeito de alguns colegas.

O azul do ST é mais claro que o dos T-27. Isso é fruto da pintura ser nova ou a tonalidade, de fato, mudou?

Roberto F Santana

Gostaria aqui de pedir a licença de Guilherme Poggio e dar continuidade a um fio de comentários meus no post passado. Aqui, porque o referido post já se perde na fila constante de novos posts e temo que os colegas talvez não possam mais vê-lo e também em atenção ao colega que prezo muito, Vader e ao colega Mayuan. Prometo não me alongar e não aborrecê-los com chatices fora de assunto. Entretanto, deixando de lado isso que fizeram no Super Tucano, e que leva o bem merecido nome de… pintura, nada mais que pintura…E claro o que falo aqui, já… Read more »

Roberto F Santana

Quanto ao Super Tucano na Esquadrilha da Fumaça,
eu diria:

Agora sim!

Franco Ferreira

As unidades de demonstração aérea são usadas para dois propósitos básicos: Criar ou reavivar o espírito aeronáutico entre os jovens e os não tão jovens; e funcionar como exibidor para a indústria nacional. Servem-se da harmonia e da graça dos movimentos imprimidos às máquinas. (Antigamente, serviam-se, também, do ruído!) A falha que pode perseguir tanto a estes harmoniosos e graciosos bailarinos como a todos os outros Aviadores, destrói – em um único instante – toda beleza que uns ou outros haviam antes acumulado! Lancevac não é nem gracioso nem harmonioso; também não serve para nada! O aviador não comanda sobre… Read more »

Roberto F Santana

Concordo com o caríssimo Franco. Por vezes em shows aéreos vemos verdadeiros contorções aéreas, violências aerodinâmicas, brutalidades no ar. De pequenos biplanos potentíssimos até poderosos caças que verdadeiramente param no ar, aos berros, arrastam-se na frente dos expectadores, valendo-se puramente da força bruta. Você não sabe se irá despencar em pedaços ou explodirá por sobre a plebe estupefata. A beleza da acrobacia aérea se resume somente no giro completo sobre cada um dos três eixos. O looping sobre o eixo transversal; o roll ou tonneau, sobre o eixo longitudinal e finalmente o parafuso sobre o eixo vertical. O acertado voo… Read more »

Roberto F Santana

É melhor eu parar ou isso aqui vai virar uma escola de belas artes ou belos voos…

HRotor

Há manobras difíceis de se executar que não impressionam tanto o público leigo, outras são fáceis mas têm grande impacto visual. Diria que o lancevac não tem a dificuldade de tantas outras manobras, como as que se faz em ala no dorso, mas é inegavelmente impressionante. Vale lembrar que deixou de ser executada por ter provocado a quebra do eixo da hélice do Tucano em voo. É de se esperar que o pessoal da implantação do ST na Fumaça tenha tal memória e tenha analisado o impacto cumulativo do Lancevac na estrutura do avião. Ou terá sido, depois de tanta… Read more »

Marcos

HRotor

Bertelli, certa vez, executou uma série de manobras dificílimas com seu Bucker, incluindo ai um looping invertido e, ao descer, pediram que decolasse de novo para executar o “famoso” parafuso.

MAD DOG

Parabéns ao EDA!!! … Que continuem a brilhar nos nossos Céus e do Mundo!!!

… Agora, quem disse que o FX2 não foi definido! Os Ptralhas concluíram sim, taí o resultado com tecnologia e produção em série aqui. “FX2 = FUMAÇA ST2”, porém faltam algumas unidades para completar as 36 aeronaves! … Rsrs

Mayuan

Roberto, só para registrar, não sou fã da subjetividade sem limite da relativização de tudo como alguns pregam. Acho que nem tudo é relativo mas acredito que muita coisa é. O ser humano é sujeito a um número estupidamente alto de variações em muitíssimos aspectos. O gosto é um deles. Eu por exemplo, não gosto de chocolate e gosto de acampar. Ou seja, não gosto de algo que o mundo ama e adoro algo que a maioria das pessoas não quer nem pensar em experimentar. Ocorre que não aceito que alguém me force a comer chocolate porque todo mundo gosta… Read more »

Blind Man's Bluff

Manobra por manobra, nenhuma supera um rasante supersonico sobre a sede do (Des)Governo!

Roberto F Santana

Prezado Mayuan, Compreendi perfeitamente o que você quer dizer. Por favor, deixe-me somente observar alguns pontos. Obviamente o ser humano, sua mente e seu comportamento são altamente complexos e de difícil compreensão. Note que quando você fala sobre o exemplo do chocolate e do acampamento, você sai do campo em que eu comentei. O que difere o ser humano do macaco, do cachorro ou da minhoca, enfim do animal, é que nós temos liberdade e vontade. O chocolate em si é uma substancia agradável ao paladar, é saboroso e doce, o fel já é repugnante naturalmente ao paladar por ser… Read more »

ivanildotavares

Pegando carona na conversa dos prezados Roberto F Santana e Mayuan, eu não consigo achar bonito os carros atuais. O meu problema é que quando comparo com os carros da década de 70, fico com estes. Apesar da tecnologia mais avançada, não gosto do design dos atuais. Um Mustang, um Maverick, e tantos outros dos anos setenta continuam sendo para mim muito bonitos… Agora veja este tal de Soul, Uno (atual) e tantos outros atuais, para mim, muito feios.

Abraços aos dois

Mayuan

Roberto, seus argumentos são ótimos e muito coerentes.

Ivanildo, não são todos os carros atuais que eu não gosto mas nesses exemplos que você citou eu tô contigo. Acho feios pra caramba. Só não esquece do Renault Twingo que pra mim, aquilo é um dos carros mais feios já criados 🙂

Abs

Mauricio R.

Apesar de ambas as aeronaves serem certificados FAR Part 23, o anterior quebrou eixo de hélice e asa.
Então, esse aí vai quebrar o que???

Roberto F Santana

Prezados Mayuan e ivanildotavares,

Concordo!
A posse de carros franceses deveria ser infração de trânsito por atentado à beleza.

Um grande abraço!

ivanildotavares

Prezado Mayuan,

Concordo, nem todos os atuais são feios e o Renault Twingo é feio de doer.

Prezado Roberto F Santana,

O único design francês que eu tirei o chapéu foi para os Mirage (III, F1, 2000,…) mas de carros, nunca gostei.

Abraços aos dois

nunes neto

Roberto F Santana , “O que difere o ser humano do macaco, do cachorro ou da minhoca, enfim do animal, é que nós temos liberdade e vontade”. Discordo, a não ser que sejam de estimação, os mesmos não terão liberdade, mas terão vontade, agora dizer que um macaco na mata não tem liberdade, nem vontade… vou rasgar meu diploma de biólogo, escluindo a minhoca, o que nos difere dos outros dois é a capacidade e volume cerebral.Abçs

nunes neto

Em natureza todos os animais são livres e seguem as suas vontades ( mesmo que sejam somentes as básicas, comer, beber,dormir etc…)

nunes neto

Em natureza todos os animais são livres e seguem as suas vontades ( mesmo que sejam somente as básicas, comer, beber,dormir etc…)

Roberto F Santana

Prezado nunes neto, Rasgar seu diploma de biólogo talvez lhe traga problemas, eu não faria isso. Não chegue a tanto. Entendo que você use o termo “liberdade” no significado comumente aceito, entretanto, falo do livre arbítrio. O caso que você cita do macaco seria mais propriamente dito como cativo, ou não cativo. Quando falo de liberdade, falo justamente da capacidade de escolher entre o bem e o mal, entre o agir o certo e o agir errado, entre o belo e o feio. No caso da vontade, é justamente o agir voluntário da forma que sua liberdade lhe permite. Dou… Read more »

Últimas Notícias

Acompanhe a estreia do 1º episódio da websérie Colaboração Real 4 no YouTube

Em 21 de outubro, às 11h, estreia o primeiro episódio da quarta temporada da websérie Colaboração Real no canal...
- Advertisement -
- Advertisement -