Soltou pecinha

    238
    26

    jato de treinamento K-8 da Venezuela cai próximo à base aérea de El Libertador. Helicóptero que seguia para o resgate também acidentou-se

     

    Um jato de treinamento de fabricação chinesa K-8 que pertencia à Força Aérea Venezuelana acidentou-se durante um voo de demonstração para as comemorações do aniversário de criação da “Fuerza Aérea Venezuelana” no dia 27 de novembro. O acidente ocorreu após o piloto perder o controle da aeronave.

    Após o acidente, um helicóptero militar Cougar, enviado ao local do acidente para recolher os pilotos que se ejetaram, também sofreu um acidente.

    Segundo declaração do ministro de Informação da Venezuela, o acidente com o jato ocorreu por problemas mecânicos. O ministro não deu maiores detalhes sobre o acidente com o helicóptero que participava das operações.

    Em função do acidente, ocorrido durante a manhã, a apresentação da Esquadrilha da Fumaça naquele mesmo dia foi suspensa.

    FONTE: La Voz de Russia

    FOTO: Erwin Fuguet Gedde, via The Aviationist

    NOTA DO EDITOR: na semana passada dois aviões OV-10 Bronco da FAV colidiram no ar. Agora ocorre a queda de um K-8 (o segundo desde que os aviões forma recebidos em 2010) seguida de um acidente com um helicóptero Cougar. Destaca-se também a série de acidentes que ocorreu entre o final do ano passado e o início deste ano (ver matéria aqui no Poder Aéreo). Na época perguntamos o que estava acontecendo com a “Aviación Militar Nacional Bolivariana”? A pergunta permanece.

    VEJA TAMBÉM:

    Subscribe
    Notify of
    guest
    26 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    glaison
    glaison
    7 anos atrás

    “Caraca” !!!!

    Nick
    Nick
    7 anos atrás

    Tem garantia? 🙂

    juarezmartinez
    juarezmartinez
    7 anos atrás

    A resposta é simples meu nobre editor; Misturaram doutrina militar com politica, resultado é este aí. quando alguns de nós, isentos da ideologia vigente atualmente pelas paragens Brasilianas tocada em proza e verso por nosso ex guia, falávamos que a FAV vai ficar na “chon” e éramos trucidados pelos “guardas revolucionários do partido da verdade absoluta”, taí, literalmente na chom, e os SU 30 fazendo vôos de desfile aéreo, resumidamente, o tempo é o senhor de todas as verdades e ainda: Comprar não siguinifica manter e operar.

    Grande abraço

    thomas_dw
    thomas_dw
    7 anos atrás

    ” Um jato de treinamento de fabricação chinesa K-8 que pertencia à Força Aérea Venezuelana ” – pertence, os destroços também pertencem a eles :D.

    Perderam um Cougar SAR no mesmo dia.

    Um grande evento e mais um dia a comemorar na Aviação Bolivariana.

    aldoghisolfi
    aldoghisolfi
    7 anos atrás

    Bolivar que me perdoe, mas cada um tem o que merece.
    Compra ideológica é isso aí…

    Darkman
    Darkman
    7 anos atrás

    Aonde fica a manutenção disso….
    K8 da China aí complica as coisas, sem manutenção ainda como fica.
    Não adianta comprar e não manter .

    ricardo_recife
    ricardo_recife
    7 anos atrás

    Em agosto de 2010 que eu escrevi algumas coisas sobre a Aviación Militar Bolivariana, ex – Força Áerea Venezuelana, na época do Cruzex. Isto o que está ocorrendo é a comprovação material de tudo que disse. Muitos profissionais qualificados foram colocados para fora da força e um monte de incompetentes para dentro por questões ideológicas.

    Abs,

    Ricardo_Recife

    Baschera
    Baschera
    7 anos atrás

    A matéria cita que alguém disse ter sido falha mecânica….. mas só as investigações posteriores é que vão dizer a real causa da queda, tanto do K-8, quanto do Cougar…… já os dois OV-10 Bronco que se acidentaram dia 25, também em treinamento para exibição no mesmo evento,….. estes aí já acho que foi imperícia mesmo… pois se chocaram no ar….. diferente do caso do Bronco que caiu nas Filipinas a 15 dias atrás…durante um pouso forçado.

    Urucubaca…………

    Sds.

    Baschera
    Baschera
    7 anos atrás

    Errata: O caso da queda do OV-10 Bronco nas Filipinas ocorreu na verdade a um ano atrás…..

    Sds.

    phacsantos
    phacsantos
    7 anos atrás
    Giordani
    7 anos atrás

    Que coisa, não?

    Pelo vídeo o segundo tripulante se machucou, pois o velame mal infla e ele já bate no chão! E, novamente pelo vídeo, vou arriscar, o motor deu pane. Mas ele vem numa atitude tão normal, até com o trem aberto e de repente os tripulantes ejetam! Será que o piloto não teve confiança de pousar sem motor? Dúvido que o relatório da queda algum dia chegue a mídia…ops…vai chegar sim, concluindo que foi uma ação do governo dos EUA, que por intermédio da CIA com sua equipe de telecinese reunida nas profundezas do NORAD…

    Apollo
    7 anos atrás

    Pelo menos o assento ejetável funcionou !!!!!!

    Vader
    7 anos atrás

    Isso que eu ia falar: pelo menos o assento funcionou.

    Isso que dá botar compañero para operar avião militar. Isso que dá trocar a competência pela ideologia.

    Marcos
    Marcos
    7 anos atrás

    Coragem não é entrar no avião. Coragem é usar o assento ejetor. Sabe-se lá se iria funcionar.

    Depois os chineses querem fabricar avião comercial e vender no ocidente. O tal do ARJ chinês, embora copiado do B.717, até agora nada. Quando muito fizeram espionagem industrial em cima do ERJ-145 para tentar terminar o avião deles, já que não tinham todos os desenhos do B.717. Mas descobriram o que a Embraer já tinha descoberto: fazer avião grande não é fazer avião pequeno só que maior.

    aldoghisolfi
    aldoghisolfi
    7 anos atrás

    Eu fico sem entender o que se passa com o equipamento chinês. Acho que o problema é falta de manutenção, pois eles têm máquinas voando há décadas e que, ao que tudo indica, continuarão voando por muito mais tempo ainda. Lá, voa; aqui, cai?!

    Max
    Max
    7 anos atrás

    Tenho certeza que caem por lá também Aldo, só que a noticia dificilmente
    chega aqui.

    nunes neto
    nunes neto
    7 anos atrás

    HUM o cougar também soltou pecinha 🙂 , acho que essa tripulação está com urucubaca :), banho de sal grosso neles!

    nunes neto
    nunes neto
    7 anos atrás

    A taxa de queda da lá jaque naval, que não é ching ling, tb parece ser alta, inclusive acho que isso já foi discutido aqui!

    aldoghisolfi
    aldoghisolfi
    7 anos atrás

    Salve Max! Concordo. Assim como os aviões da ‘nossa aviação’ caem por aqui. É uma questão de proporção, de mídia e de cultura, pois os comentaristas pegam muito mais pesado quando o equipamento é chinês e até mesmo russo. Vejo problemas e muito graves na aquisição destes vetores em relação ao pós-venda, manutenção, peças sobressalentes, de reposição, aviônicos e coisas afim.

    aldoghisolfi
    aldoghisolfi
    7 anos atrás

    MAX, completo o texto anterior. Queres ver a coinfirmação do que referi a respeito dos comentaristas? A notícia de que caiu um EMB Brasília nas Ilhas Comores está postada desde ontem e até esse exato momento nninguém postou nenhum comentário.

    Groo
    Groo
    7 anos atrás

    Podia ter caído na cabeça de uns figurões bolivarianos.

    Pena que o Chaves está tratando do “mascote da copa de 2014” em Cuba.

    HRotor
    HRotor
    7 anos atrás

    Nada a ver com a origem do equipamento, basta ver a estatística recente e o contexto daquele país.
    Sem dúvida é o aparelhamento ideológico das instituições venezuelanas;
    muito papo furado, arrogância e “ensimesmice”, pouca atenção à eficiência, planejamento e preparo.
    Falta generalizada de competência.
    Bom que baixa a bola daquele falastrão do Chaves…

    Vader
    7 anos atrás

    O paraquedas ching-ling não abriu completamente. Se esse piloto caminha entre os vivos, estamos diante de um milagre.

    aldoghisolfi
    aldoghisolfi
    7 anos atrás

    POGGIO: bom dia. É exatamente esse o meu ponto de vista. Vê bem, dois Broncos se acidentaram em vôo. MAS para chegarem a se colidirem no ano de 2012, isso significa que, ao par da boa qualidade, tiveram excelente manutenção e que a falha foi pessoal. Acho que o mesmo aconteceu com o K8; entendo que o problema está na manutenção. Lembro de uma recomendação nas ordens gerais de serviço da Manutenção, que pregava a ‘manutenção preventiva’, ou seja depanar antes que a pane ocorra. Esse procedimento é relativamente caro num primeiro momento e exige muita competência das equipes de… Read more »

    Baschera
    Baschera
    7 anos atrás

    Na realidade isto de deve a perda da capacidade de manutenção e do inadequado e baixo nível de treinamento decorrentes das políticas intervencionistas “del comandante bolivariano”, sobre tudo após o mesmo ter declarado inimigo “os imperialistas”.

    Igualmente, muito pilotos deixaram a FAV, descontentes com a politização e os soldos defasados…..

    É de algum tempo que foristas independentes e apolíticos venezuelanos, entre outros, vem denunciando estes problemas, não somente na força áerea, mas nas demais forças também….

    Sds.