sábado, setembro 25, 2021

Gripen para o Brasil

Anac multa dona de avião que fechou pista em R$ 2,8 milhões

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Agência afirma que punição se deve aos “transtornos causados aos passageiros e à malha aérea do país”

 

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) multou ontem em R$ 2,8 milhões a empresa americana Centurion Cargo, dona do cargueiro que bloqueou a pista do aeroporto de Viracopos, em Campinas, por quase 46 horas, no começo da semana.

Em nota, a agência diz que a punição foi aplicada devido aos “transtornos causados aos passageiros e à malha aérea do país”. Conforme a Anac, a empresa ainda pode ter suspensa a sua autorização de voo.

A Infraero, em conjunto com a AGU (Advocacia Geral da União), também prepara uma ação indenizatória de cerca de R$ 3 milhões.

O presidente da Infraero, Gustavo do Vale, disse à Folha que a empresa irá acionar a Centurion “por danos materiais, morais e lucro cessante”, na próxima semana.

Diretor da Centurion no Brasil, Vanderlei Morelli diz que a empresa só pode se manifestar sobre a decisão da Infraero depois de conhecer a ação e consultar a área jurídica. A Folha não conseguiu localizá-lo novamente para comentar a multa da Anac.

EQUIPAMENTO

A única pista de Viracopos ficou fechada após o MD-11 derrapar durante pouso. A aeronave teve o pneu estourado e tombou na pista, às 19h55 do sábado. A pista só foi liberada às 17h35 da segunda.

O acidente cancelou cerca de 500 voos e prejudicou ao menos 25 mil passageiros.

Vale, da Infraero, afirmou que na quarta haverá uma reunião do governo para avaliar o ocorrido e discutir formas de evitar que isso se repita. Uma proposta que será debatida é a aquisição pela companhia do equipamento necessário para retirada de aeronaves de grande porte da pista em caso de problemas.

Hoje, somente a TAM, que faz parte de um pool internacional, tem esse maquinário para atender problemas na América Latina.

Novo, o equipamento custa cerca de R$ 2 milhões.

FONTE: Folha de São Paulo, via resenha do EB

- Advertisement -

19 Comments

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Apollo

A cara de pau do setor publico brasileiro, dos nossos governantes e chefes de autarquias nao tem limites. Quantos voos a empresa tem para o brasil? Sera que eles justificam ter o equipamento de remocao proprio que diga-se de pasagem nem mesmo nosso governo possui? Na minha modesta opiniao esta noticia ilustra a total incompetencia dos nosso governantes. A infraero deveria ser rezponsabilizada pelo evento, ela e a administradora do aeroporto, cobra taxas de todos que embarcam nos aeroportos brasileiros e sequer consegue manter os banheiros limpos – qualquer um que embarque em cumbica, tom jobim ou recife com frequencia… Read more »

Clésio Luiz

Aplicar uma multa pelos transtornos é uma coisa, mas estão jogando a culpa toda em cima da empresa. Problemas acontecem, não existe aeroporto 100% livres deles. Quem deveria ser processada é a Infraero pela incompetência.

Giordani

Na boa, estou na profissão errada! Como é mansa a vida dos administradores desse país! É só culpar os outros! Qual é a atividade fim da infraero???? Não desejo, mas bem que uma coisa dessas podia acontecer bem no período da copa do mundo! Só assim o mundo vai poder conhecer a verdadeira potência que é esse gigante com pés de barro…

RomauBR

Jogar responsabilidades e negar os desvios de conduta de seus componentes faz parte intrinseca desse (des)governo. Logo a centurion coloca seu departamento juridico pra funcionar, dai…

alphasr71a

HAHAHAHA, RIDÍCULO, o que estão fazendo é como se você fosse pra outro estado com seu carro, batesse, e o governo pedisse pra você comprar um guincho pra ficar naquela estrada e ainda lhe desse uma multa… A centurion não vai pagar essa multa, e se pagar alguma coisa vai ser bem menor que isso, uma vez que foi culpa do aeroporto os atrasos imensos por não ter o equipamento. Se cair um avião e pegar fogo vão pedir pra comprar um caminhão de bombeiros também?

Marcos

Se aplicarem as multas, vai é encarecer o já caro frete aéreo para o Brasil.

Franco Ferreira

Este acidente da Centurion está dando “panos às mangas”! Começou torto e vai acabar MUITO errado. Na quase totalidade das aeronaves destinadas a operação terrestre, as pernas-de-força principais (instaladas ligeiramente atrás do eixo transverso da aeronave) sustentam o peso da aeronave e as forças decorrentes dos pousos – mesmo os menos suaves. São maciças peças capazes de amortecer os contatos dos trens com a superfície das pistas, usinadas e polidas destinadas a distribuir o peso das aeronaves nas superfícies de contato dos pneus. Em realidade, a transferência do peso da aeronave ao solo ocorre por tantas hastes polidas quantas forem… Read more »

HRotor

ANAC e INFRAERO, verdadeiros ícones da incompetência e arrogância.
Ambas deveriam ser processadas, uma por não fiscalizar, outra por não disponibilizar os meios necessários.
Mais uma vez, repassam suas responsabilidades e culpam operador.
Vergonha para o país de Santos Dumont…

Apollo

Franco, sua análise foi muito boa. Deixando de lado a questão técnica gostei também do uso do termo “ANARC”. Este termo foi cunhado pelo falecido Casseta e Planete durante o “primeiro” apagão aéreo e ilustra com precisão nossa talentosa e competente agência.
Abraço.

danra2

Eu acho q tanto o operador (por falha do piloto ou falha na manutenção da aeronave) como a administradora do aeroporto devem ser responsabilizados. Será possível q COM APENAS UMA PISTA eles nunca pensaram q um acidente poderia paralizar o aeroporto? Tem q ser muito burro! Culpa dos brasileiros q não sabem lutar por seus direitos . . .

Giordani

“ANARC” e “INFRAERRO” não poderia ter sido melhor cunhada a expressão!!!!! E se o avião se incendeia na pista? Vão esperar os bombeiros e o equipamento chegarem da califórnia???? Como pode uma turba dessas estar no Poder????

alphasr71a

Daqui a pouco vão falar para os deficientes fisicos comprarem o equipamento especial de embarque/desembarque e deixar no aeroporto também…

Marcos

danra2 A Anarc e a Infrazero poderiam até multar a companhia por, como você colocou, falha na manutenção, porém seria necessário antes provar que houve a tal falha. Lembrando que a um MD-11 da Varig, em Brasilia, perdeu a perna central, a que fica na fuselagem, durante um pouso. E respondendo a sua pergunta: sim, eles pensaram que um acidente poderia paralisar o aeroporto, tanto que a pista auxiliar é HOMOLOGADA para pousos e decolagens. E você irá pergunta: por quê então não liberaram as aeronaves para, pelo menos, decolar? A resposta? É por isso que os dois órgão tem… Read more »

Franco Ferreira

Marcos – “Lembrando que a um MD-11 da Varig, em Brasilia…” Lá mesmo em Campinas, a Transbrasil perdeu um Boeing 727. A aeronave cizalhou os três trens-de-pouso. Cerca de metade da asa direita restou sobre a pista. O cone-de-cauda ficou ligeiramente fora da lateral esquerda da pista. A minha equipe, inclusive os meus irmãos-em-armas Vaz e Wagner, deslocou-se para o aeroporto à espera do representante do operador e da CIPAA encarregada, no caso, do DAC. O pessoal da Transbrasil (um jovem engenheiro também chamado Gustavo) chegou pouco antes da meia-noite. A CIPAA do DAC só era esperada no dia seguinte.… Read more »

Vader

Ora amigos, e vocês esperavam o que da INFRAZERO??? Estamos apenas diante do “zeitgeist” (o “espírito da época”) de nossos tempos PeTralhudos: diante de uma crise (acidente), busque colocar a culpa na vítima. É apenas a velha tática leninista de colocar a culpa no acusador. Como vimos pela excelente explicação do Coronel Franco Ferreira, o que ocorreu foi um ACIDENTE AERONÁUTICO. E acidentes não podem ser administrativamente punidos. Não tenham dúvidas que a empresa irá recorrer judicialmente e, como “ainda há juízes em Berlim”, irá ganhar. Logo, multar a empresa é apenas “jogo de cena”, medida diversionista. A Infrazero é… Read more »

Giordani

– SBBHKK…não podemos decolar! Não podemos decolar!
– Lero, lero…lero, lero…

Só os Fortes entenderão! 🙂

renato.berlim

Eu quero é ver a Azul entrar com uma ação por perdas e danos para compensar os 10 milhões de prejuízo. Aí sim isso vai ficar interessante.

Mauricio R.

E os malucos dos alemães, pretendem operar A-380, no Brasil!!!
O acidente e a ópera-bufa a posteriorí, serão recordes de audiência.
Nem tda a maldade da Carminha, ganha!!!
A “Copa das Confederações”, vem ai…
Só espero que o mico, não fique c/ a maior prejudicada nesse pastelão tdo, a Azul.

Últimas Notícias

USAF seleciona o turbofan F130 da Rolls-Royce para o programa de remotorização do bombardeiro B-52

A Força Aérea dos EUA anunciou em 24 de setembro que deu à Rolls-Royce um contrato de US$ 500...
- Advertisement -
- Advertisement -