Home Aviação Comercial Boeing e GOL anunciam encomenda de 60 aeronaves 737 MAX

Boeing e GOL anunciam encomenda de 60 aeronaves 737 MAX

440
18

Maior companhia aérea brasileira de baixo custo usará o MAX para substituir aeronaves antigas por uma frota mais eficiente

 

SÃO PAULO, 1° de outubro de 2012 – A Boeing e a GOL Linhas Aéreas Inteligentes anunciaram hoje a compra de 60 areronaves 737 MAX pela GOL. A GOL pretende utilizar os eficientíssimos 737 MAX para renovar sua frota no futuro e, assim, aumentar a eficiência operacional e reduzir custos. Este é o maior pedido de aeronaves na história da aviação da América do Sul.

“A decisão de encomendar os Boeing 737 MAX vem em linha com o nosso compromisso em manter uma frota moderna e extremante segura, que nos permita sustentar nossa vantagem competitiva no futuro”, destaca o presidente da GOL, Paulo Kakinoff. “O novo avião será um dos equipamentos com o melhor custo benefício do mercado, por apresentar uma economia operacional incomparável. Isto é condizente também com o nosso modelo de negócio low cost”.

O 737 MAX usa como plataforma os pontos fortes do 737 Next Generation, que é campeão de vendas da Boeing, e traz grandes avanços no que diz respeito a eficiência de combustível e desempenho. Por ser equipado com as novas turbinas os novos motores LEAP-1B da CFM International e oferecer melhorias como o Advanced Technology winglet, o 737 MAX reduz a queima de combustível e as emissões de CO2 em 13 por cento e mantém uma vantagem de 8 por cento no custo operacional em comparação com o futuro concorrente.

“A Boeing é parceira da GOL desde que ela surgiu, há pouco mais de 12 anos. Testemunhamos o crescimento da Gol, que passou de uma pequena empresa aérea iniciante a força-motriz na aviação mundial. Temos orgulho de ter a Gol como nosso launch customer do 737 MAX para a América do Sul”, disse Ray Conner, presidente e CEO da Boeing Aviação Comercial (Boeing Commercial Airplanes). “A economia operacional sem precedentes que o MAX oferece faz dele o melhor avião para as companhias aéreas de baixo custo e também para as empresas tradicionais. Isto se confirma hoje, com o compromisso da Gol de adquirir o MAX.

” Em apenas 12 anos, a GOL se estabeleceu como uma das companhias de baixo custo e baixa tarifa que mais cresce no mundo. Atualmente, a GOL oferece as rotas mais abrangentes e convenientes da América do Sul, com cerca de 810 voos diários para 63 destinos e 12 países. Graças a seis alianças de code-share e mais de 60 acordos com empresas estrangeiras, a rede de rotas da GOL é uma das melhores para clientes que viajam para o Brasil e também dentro do país. A Boeing é a maior companhia aeroespacial do mundo e líder na fabricação de aeronaves comerciais e sistemas de defesa, espaciais e de segurança. A empresa emprega mais de 170 mil pessoas nos Estados Unidos e em 70 países. No Brasil, A Boeing está presente por meio de dois escritórios, em São Paulo e em Brasília.

18
Deixe um comentário

avatar
18 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
aldoghisolfiDrCockroachMauricio R.edcreekVader Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Baschera
Visitante
Member
Baschera

Esta aí um ramo de negócios que eu não entendo…quanto mais estas empresas aéreas “crescem”…. mas prejuízo realizam….. e mais aviões compram…..

O próprio presidente da Gol disse, em entrevista recente, que não há espaço para três concorrentes aéreos no Brasil….

Também andaram demitindo muita gente ultimamente para tentar reduzir o prejú…..mas vai ver a bola de cristal deles é diferente.

Sds.

Giordani
Visitante
Member

O Bascha tem razão! NOBEL de econômia pra essa gente!

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Pelo que entendi não vão agregar novas aeronaves, mas sim substituir as atuais por uma nova geração mais econômica. Hoje houve um corre corre no mercado financeiro por dois motivos: o primeiro, que o governo “anunciou” que já acendeu a luz amarela em relação aos prejuízos das companhias aéreas, pois temos pela frente uma Copa do Mundo e Olimpíadas (na verdade, depois da m… que a nossa gestora fez ao permitir a falência da Varig e que levou ao famoso Apagão Aéreo, o governo ficou mais escaldado). O segundo, havia o boato que a companhia poderia ser vendida ou se… Read more »

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Marcos, Também lí algo sobre este boato… poderia ser uma aérea do Golfo Pérsico….. não lembro qual daquelas movidas a petrodólares…que poderia comprar uma boa fatia da Gol. Acho que este pessoal oriundo do setor de transporte terrestre que ganhou muito $$$$ na época de vacas gordas… meio que se perdeu. Eu, anos atrás, almocei (juntamente com outras pessoas) com o Sr. Constantino (pai) quando este veio fechar a compra de uma tradicional empresa de ônibus aqui da cidade…. achei o senhor muito simples, quase um caipira….. porém, administrar uma empresas que atua em um dos ramos mais competitivos do… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

O título poderia ser a seguinte:

“Boeing e FAB anunciam encomenda de 60 caças F-18”

Nick
Visitante
Member
Nick

Papel aceita tudo. 🙂

Das duas uma: Os atuais administradores descobriram a fórmula mágica para a lucratividade da GOL, ou, já tem a perspectiva de entrada de capital de risco de um eventual comprador.

[]’s

HRotor
Visitante
Member
HRotor

Um ícone da Aviação esse 737… Vendo as fotos deste e do post seguinte, vem à reflexão a situação do nosso 737 presidencial. Eram novos e muito bem mantidos, pouco usados, verdadeiras joias. Aí “mandam” substitui-los. Em vez de manter a linha Boeing, surge aquele Airbus, a reboque de duvidosos critérios operacionais e de custos. Apenas 5 anos depois (!), já se fala em troca-los, porque “não atendem” as necessidades da presidência. E os 737, “substituídos” estão por aí, “desativados” mas muito bem mantidos, pelo que se vê. Enquanto isso, o Primeiro Ministro da Inglaterra em visita ao Brasil, embarca… Read more »

Vader
Visitante
Member

HRotor disse:
2 de outubro de 2012 às 8:42

“Enquanto isso, o Primeiro Ministro da Inglaterra em visita ao Brasil, embarca de volta pra casa na Base Aérea do Galeão, em um 737 fretado da Web Jet!”

Mas ele não é o governante do “Bravfil-Putênfia”…

Sds.

edcreek
Visitante
Member
edcreek

Olá,

Baschera não há nehuma colocação a ser feita…PERFEITO!!!

Abraços,

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Varig!!! Varig!!! Varig!!!
Afastem de nós este cálice, demoraram mto em enterrar esse defunto, isso sim.

HRotor
Visitante
Member
HRotor

A VARIG teve lá seus problemas de gestão. Mas para pilotos, comissários e passageiros, foi uma excelente empresa. Tinha um centro de instrução exemplar, serviço de bordo de primeira, levou a bandeira brasileira mundo a fora com muita competência. Primava pela qualidade, até com certo exagero, o que até explica ter falido. Contudo, nunca é demais lembrar que um certo grupinho que tomou o poder há 10 anos ajudou a dar o reverso na curta final, privilegiando seus companheiros. Alguns preferem eliminar adversários ao invés de competir com eles. E fomos nós comer as barrinhas de cereal low-cost-low-fair… Não é… Read more »

DrCockroach
Visitante
DrCockroach

Varig… Uma passagem p/ Miami por uma companhia internacional custava bem menos que uma passagem p/ Manaus pelas privilegiadas empresas nacionais. Quem embolsou a diferenca eu nao sei, mas sei que colocavam a mao no meu bolso e o dinheiro redeu na conta de alguma outra pessoa, posso concluir. O que o Brasil precisa mesmo eh de uma verdadeira “open skies” policy. Por que uma companhia que faz Miami-Recife (ou Amsterdam-Fortaleza) nao pode segui viagem p/ SP e receber a bordo passageiros de voos domesticos entre Recife-SP (Amsterdam-RJ)? Quem ganha sao os passageiros que, economizando, poderao usar a diferenca p/… Read more »

HRotor
Visitante
Member
HRotor

Open skies, Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, cada um acredita no que quer…

DrCockroach
Visitante
DrCockroach

Belo argumento…

Pisou na bola, lembrou pratimonialismo, politica industrial dos 60, de quem nao via o todo, mas o particular, e solta uma ironia… esperava mais.

Na quele tempo a conta do BB era associada ao tesouro, a industria de informatica tinha protecao, os carros eram umas carrocas, as tarifas de importacao eram absurdamente altas, quando se viajava no exterior eramos proibidos de usar carta de credito internacional e pagavamos o triplo do preco de uma passagem p/ uma Varig.

E todos acreditavam em Papai Noel, Coelhinho da Pascoa, Lei da oferta e Demanda (embora ninguem tenha visto ou tenha sido escrito)…

[]s!

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

HRotor: quem voou VARIG sabe ao que e referes. Quem voa hoje, pagando pelo lanchinho de bordo não sabe o que perdeu em termos de qualidade= segurança de vôo. Dizem que um dos grandes responsáveis pela quebra da VARIG vai ser julgado a partir de amanhã.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Como companhia aérea nada a desabonar a Varig, mas esta tinha dois defeitos sim……. seus funcionários tinham muitos privilégios e custaram tão caro suas aposentadorias que a empresa não suportou. Seu sistema de gestão também era uma zona, ninguém queria abrir mão do “mu-mu” e deu no que deu….. sem contar que o último prego no seu caixão foi o tal Plano Bresser, Plano Verão…… ou outro destes mirabolantes planos econômicos que desorganizaram toda a economia por muitos anos,congelando tarifas e valor de passagens. Via de regra os governos brasileiros quebraram a Varig, a PanAir, TransBrasil, Vasp….etc. Quanto as preços… Read more »

HRotor
Visitante
Member
HRotor

Eu sou responsável pelo que escrevo, não pelo que você entende… Não sei onde você leu “patrimonialismo” nem “política industrial dos 60”, nem a atenção do particular em detrimento do todo (?). Não no que eu escrevi acima. Espero que, mesmo tendo sofrido tanto “naquele tempo” e apesar de ter acreditado em algumas lendas, você possa estar melhor hoje, ok? Mas sugiro não acreditar em tudo que te contam, ler várias fontes e tirar suas próprias conclusões, antes de sair por aí interpretando as minhas. E cuidado com esse seu discurso, a Aviação e a economia de mercado já existiam… Read more »

DrCockroach
Visitante
DrCockroach

“ANAC termina negociações de Ceús Abertos com a União Europeia” http://www.anac.gov.br/Noticia.aspx?ttCD_CHAVE=165 Olha o Papai Noel ai. Mas vc pode agora justifcar sua ironia do Pai Noel dizendo que nao acredita realmente na open skies (eu te ajudo aqui) porque nao basta liberar quantidades de voos, mas tb flexibilizar precos (agora so em alguns acordos), melhorar os aeroportos pela privaticacao (embora o presidente do sindicato dos aeroviarios jah tenha dito ser contra a prvatizacao pois “faltarah banheiro p/ os funcionarios”), etc. Mas vamos combinar assim, eu nao irei “sair por ai interpretando” suas conclusoes, se vc tb nao “sair por ai”… Read more »