Home Noticiário Internacional Suíça: em mais uma carta, Dassault quer submeter nova proposta do Rafale

Suíça: em mais uma carta, Dassault quer submeter nova proposta do Rafale

199
13

Informação foi veiculada em vários jornais suíços – nova proposta seria de 22 caças Rafale pelo mesmo preço da proposta sueca de 22 caças Gripen

Segundo o jornal suíço 24 heures, trazendo informações de vários outros periódicos dominicais do país (Le Matin Dimanche”, “Zentralschweiz am Sonntag”, “SonntagsZeitung” e “Sonntag”), a fabricante francesa Dassault voltou à carga para oferecer seu caça Rafale à Suíça. Num momento em que continua a controvérsia no país sobre a compra do Gripen, a Dassault quer submeter uma nova oferta do Rafale, e para isso mandou uma carta em meados de setembro para o Conselho Federal e líderes dos comitês parlamentares.

André Simonazzi, porta-voz do governo, confirmou a informação, mas disse que “o Conselho Federal não tratou dessa carta mas vai respondê-la no devido tempo.” Os presidentes da comissão de política de segurança, Chantal Galladé e Hans Hess, não quiseram comentar o conteúdo da carta da Dassault.

De acordo com o que foi divulgado nos demais jornais, segundo o 24 heures, a Dassault agora oferece 22 caças Rafale por 3,1 bilhões de francos suíços – isso corresponde ao preço da sueca Saab para os 22 caças Gripen que a Suíça quer adquirir. Vale lembrar que a proposta sueca foi vencedora, por oferecer o menor preço, na concorrência para substituição parcial dos caças F-5 Tiger II, da qual participaram também a Dassault com o Rafale e o consórcio europeu Eurofighter com o Typhoon.

Hans Hess, porém, mostrou certa irritação ao falar do assunto, pois já teria dito ao fabricante francês que este não era o canal adequado. A empresa já tinha tentado relançar sua proposta aos parlamentares suíços mais cedo, neste ano. O Departamento de Defesa da Suíça foi questionado sobre o assunto, mas indicou que essa questão depende do Conselho Federal. Porém, o Departamento foi avisado dessa carta da Dassault.

Um dos jornais que repercutiu a notícia, o Luzerner Zeitung, citou que essa nova carta do fabricante francês chegou à mídia suíça por meio de um vazamento. Também noticiou que, com essa oferta, os esforços do Departamento de Defesa para uma cooperação entre Suíça e Suécia são “torpedeados novamente”.

FONTE: 24 heures e Luzerner Zeitung (tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo)

FOTO: Armasuisse (avaliação do Rafale na Suíça)

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Latino dark
Latino dark
7 anos atrás

Já que igualaram por lá ; por aqui seria pedir demais para chegar no valor da proposta do Gripen ng ?

Antonio M
Antonio M
7 anos atrás

A Dassault parece que está vendendo impressoras jato de tinta ou laser: as impressoras tem preços bons, acessíveis mas, na hora de comprar os cartuchos e toners….

Podem até tentar o dumping no preço do caça, mas na hora da manutenção …..

Vader
7 anos atrás

Ah e quem será que “vazou” a informação né? 😉

Agora eles devem ter dado uma gabaritada na proposta: tiraram toda a ToT, as rodas, o canhão, o SPECTRA, a suíte de contramedidas, uma turbina e uma asa. Proposta semelhante a que usaram para vencer a concorrência indiana.

Dassault, a empresa bélica mais safada e sem-vergonha do mundo.

Quem não te conhece que te compre…

DrCockroach
DrCockroach
7 anos atrás

O Cee-Lo fez uma musica especial p/ Dassault que quer melar a aquisicao de cacas da Suica (“eu nao levo, ninguem leva: vamos criar um tumulto na opiniao publica, forcando um referendo no qual nada serah comprado”).

http://www.youtube.com/watch?v=17eSUnQ-_ek

P.S.: prezados editores, jah que o C-lo estah no youtube, tocou no Steve Colbert report ao vivo, entre outros, acho que pode postar aqui, afinal eh uma criacao artistica, mas a decisao eh de vcs, eh claro.

LuppusFurius
LuppusFurius
7 anos atrás

Os franceses sempre ” jogando MÉRD…. no pós-combustor”….
Com gente assim não dá prá negociar…..
Só de lembrar dá ” parpitassção e urtikária”….

Nick
Nick
7 anos atrás

Se os franceses colocarem no papel um preço igual também na conta do combustível, manutenção geral, spare parts, e pessoal de terra, ta ótimo. Isso por 30 anos de operação, voando 200 horas por ano.
Com as devidas garantias do Estado Francês, que absorverá os custos excedentes que ultrapassarem o fixado na proposta/contrato. 😀

[]’s

edcreek
edcreek
7 anos atrás

OLá,

Vader, a India é um dos maiores operadores de caças Franceses no mundo…E o caças foram utilizados em guerra real, resultado:

-Compra de mais de uma centena de caças zeros;
-Up-grade de todos caças Franceses;

É simples para desfilar usão caças Suecos, para guerras reais, Franceses, Americanos, Russos e Ingleses…

Abraços,

Luis
Luis
7 anos atrás

Usam caças russos e sofrem com o péssimo pós-venda. Usam caças franceses e morrem no prejuízo depois. E sorte de quem nunca teve de combater um caça sueco (sem desmerecer qualidades dos caças de quaisquer nacionalidades).

Luis
Luis
7 anos atrás

E um off-topic: Alguém viu uma nova coleção da De Agostini, já nas bancas, sobre aviões de caça? São na escala 1/72, o volume nº 1 é o Mirage IIE da FAB com a antiga pintura prateada. O nº 5 será o M2000C atual do GDA e terá outros três aviões (A1, F-5 e A4) com as pinturas de seus esquadrões. Terá também aviões americanos, russos e europeus, inclusive o Gripen (\o/).

Site:
http://www.planetadeagostini.com.br/colecionavel/avioes-de-combate-a-jato.html

LuppusFurius
LuppusFurius
7 anos atrás

Valeu a dica Luis.
Obrigado
LuppusFurius

Vader
7 anos atrás

edcreek disse: 26 de setembro de 2012 às 9:51 É Ed? Que legal né? Os franceses estão felizes e contentes com a Índia? Então porque não param de gastar seu tempo com a minúscula (comparativamente falando) encomenda suíça?????????? Oras, me engana que eu gosto Edcreek… Todo mundo – e eu me refiro LITERALMENTE a todo mundo: Marrocos, Coréia, Brasil, Suíça, EAU, Indonésia, Romênia, Cingapura, Holanda, África do Sul, Japão, etc. e ad infinitum – sabe que os Rafales são, ao menos do ponto de vista financeiro (e olha que nem vou falar do resto…) uma tremenda de uma GELADA. A… Read more »

Luis
Luis
7 anos atrás

Volto a dizer: Quem mandou a França/Dassault sair do projeto do Eurofighter? Agora aguenta!

Mauricio R.
Mauricio R.
7 anos atrás

Mas a qntidade de caças russos em serviço na Índia, c/ os quais eles tb foram a guerra, é pelo menos 4 x maior que a de caças franceses.
Não é a toa que são os russos, e não os franceses, os parceiros no caça de 5ª geração.