Home Aviação de Caça Caças Rafale e Yakovlev nos 70 anos do Esquadrão ‘Normandie-Niemen’

Caças Rafale e Yakovlev nos 70 anos do Esquadrão ‘Normandie-Niemen’

483
9

Na última sexta-feira, 14 de setembro, o recém-reativado Esquadrão de Caça 2/30 “Normandie-Niemen” da Força Aérea Francesa (Armée de l’air) comemorou os 70 anos de sua criação, que se deu em plena Segunda Guerra Mundial. As celebrações foram realizadas na Base Aérea 118 de Mont-de-Marsan, de onde opera o esquadrão.

Nas cerimônias, estiveram presentes o comandante (chefe do Estado-Maior) da Força Aérea Francesa, general Jean-Paul  Paloméros, sua contraparte russa, o tenente-general Viktor Nikolaevitch Bondarev, o embaixador da Federação Russa na França, M. Alexandre Orlov, assim como uma delegação oficial de alta patente e veteranos da unidade francesa que lutou na então União Soviética contra a Alemanha nazista.

Pessoal do Normandie-Niemen empunhou as flâmulas das prestigiosas esquadrilhas SPA 91, SPA 93 e SPA 37. Um Rafale com pintura especial alusiva à ocasião, assim como um caça soviético Yakovlev Yak-3 da Segunda Guerra Mundial, abrilhantaram ainda mais o evento. Entre os veteranos presentes, estavam Georges Masurel, de 91 anos, mecânico de aeronaves do esquadrão entre novembro de 1942 e outubro de 1943, quando a unidade operou na base soviética de Ivanovo, a 250 km de Moscou. Masurel, ao final do conflito, já era piloto, voando nos grupos de caça “Picardie” e “Ardennes”.

Na Segunda Guerra Mundial, o “Normandie-Niemen voou 5.240 missões, com 273 vitórias confirmadas. Para saber mais, clique nos links abaixo.

FONTE / FOTOS: Força Aérea Francesa (Armée de l’air)

VEJA TAMBÉM:

9
Deixe um comentário

avatar
8 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
MarceloedcreekRomauBRJustin CaseGiordani Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
glaison
Visitante
glaison

Qual é o processo para se “confirmar” uma vitória em combate aéreo?

Clésio Luiz
Visitante
Active Member
Clésio Luiz

Muito bacana a pintura. O detalhe das faixas passando a estrela vermelha ficou interessante.

Giordani
Visitante
Member

Glaison,

Só complementando a excelente explicação do Nunão, na I Guerra Mundial haviam observadores e equipes que faziam o registro histórico, entrevistando outros pilotos, combatentes em solo e indo atrás dos destroços…

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case

Amigos, boa noite.

Há também duas classificações para o abate: confirmado ou provável.
Se foi filmado o salto de paraquedas ou a colisão do oponente com o solo é um kill confirmado.
Há também outras condicionantes: vários ataques podem contribuir para um mesmo kill; pode haver kill recíproco no caso de colisão em voo ou, mais provável atualmente, no uso de mísseis BVR.
No final, há países com critérios mais rígidos, e outros que preferem investir na propaganda como arma.
Abraços,

Justin

RomauBR
Visitante
RomauBR

Os franceses sabem mesmo “envelopar” sua aeronaves.

glaison
Visitante
glaison

Agradeço a todos pelo esclarecimento.

Abraço.

edcreek
Visitante
Member
edcreek

OLá,

A estrela vermelha ficou demais!!!!!!

Abraços,

Marcelo
Visitante
Member
Marcelo

Ficou realmente muito bonito. interessante que as relações franco-russas em defesa estão em alta. Os russos compram miras térmicas da SAGEM para os T-90 e estão comprando os BPC classe Mistral…também parece que estão interessados no sistema FELIN (soldado do futuro) do Armée de Terre.