Home Noticiário Internacional Primeiros F-16 chegam ao Iraque em 2014

Primeiros F-16 chegam ao Iraque em 2014

213
10

Em visita a Bagdá na última terça-feira (20), oficiais americanos afirmaram que a primeira leva de caças F-16 adquirida pelo Iraque deve ser entregue daqui a dois anos.

Washington concordou, no ano passado, em vender 36 aeronaves F-16 para Bagdá em um contrato multibilionário, com a finalidade de aprimorar a capacidade da debilitada Força Aérea iraquiana, que atualmente representa um ponto fraco na defesa do país. A primeira leva dos caças deve ser entregue em setembro de 2014, segundo os oficiais estadunidenses.

As fontes disseram também que, até agora, os Estados Unidos firmaram acordos no valor de 12 bilhões de dólares com o Iraque, no que se refere à venda de armamentos e treinamento. Ainda segundo os oficiais, o governo iraquiano também mostrou interesse na aquisição de radares e sistemas de defesa antiaérea.

Ainda que as Forças de Defesa do país sejam capazes de manter a segurança interna, militares iraquianos e norte-americanos reconhecem que faltam meios de proteger o espaço aéreo, as fronteiras e as águas territoriais do Iraque. Até o ano passado, quando as tropas estadunidenses deixaram o país, as forças estrangeiras auxiliaram Bagdá com essas funções.

FONTE: The News International

FOTOS: USAF

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vassili
Vassili
7 anos atrás

o Iraque, de tradicional usuário de equipamentos soviéticos e franceses na arena aérea, passa agora à usar F-16 como sua nova “ponta de lança”. Os ossos do Saddan devem estar dando tremiliques de raiva dentro da cova, pois o Falcon foi um dos maiores algozes dele nas duas campanhas aéreas contar ele, seja em 1991 ou em 2003. Isso sem falar na manutenção das 2 zonas de exclusão aéreas que foram impostas contra ele neste meio tempo. Uma pena que não seja do modelo mais recente com radar AESA e tanques conformais de combustível. Tratasse “apenas” das versões block 50/52.… Read more »

RA5_Vigilante
RA5_Vigilante
7 anos atrás

^^ Tanques conformais de combustível não fazem uma versão à parte. Havendo necessidade, se instala ou remove.

*ttp://defense-update.com/products/c/F-16-CFT.htm

Vassili
Vassili
7 anos atrás

Vigilante,

Tentei me referir ao modelo F-16 E/F Block 60 similar aos dos EAU.

abraços.

Edu Nicácio
7 anos atrás

Pelos crimes de guerra cometidos pelos EUA contra a população civil do Iraque (inclusive com o uso indiscriminado de munição de urânio empobrecido, causadora de inúmeros casos de câncer e malformações em crianças), mesmo que cedessem 120 F-16 à força aérea iraquiana, ainda estariam em débito.

O que fizeram em 2003 é indesculpável. E assim caminha a humanidade.

Augusto
Augusto
7 anos atrás

12 bilhões de dólares? A estratégia é do tipo “cara-de-pau”: nada melhor que invadir um país, mantê-lo sob controle e, depois, vender armamentos, num mercado exclusivo para o país invasor. Quanto será que os EUA vão ganhar vendendo equipamentos ao Afeganistão?

Vassili
Vassili
7 anos atrás

Augusto,

mas o Afeganistão vai pagar como?????? com ópio para a galera doidona ficar mais doidona ainda??????? diferente do Iraque, que “flutua” em cima de imensas reservas de petróleo.

Vide o programa LAS que pretende adquirir 20 aeronaves de contrainsurgência para a nascente força aérea afegã, quem vai pagar por elas???????

abraços.

Edu Nicácio
7 anos atrás

Vassili, o Afeganistão pagará com as reservas minerais estimadas em US$ 1 trilhão pelos próprios americanos…

Enquanto isso, o dono do Pré-Sal, que sozinho vale por baixo US$ 10 trilhões, vai de F-5, A-1 e M2000 modernizados a conta-gotas…

Isso sem falar das nossas reservas minerais, biológicas, hídricas, energéticas… Mas isso é assunto pra outro blog. =)

Vassili
Vassili
7 anos atrás

Edu Nicácio,

Ter essas reservas minerais talves o Afeganistão até possa ter ( nunca pesquisei sobre o assunto ), mas atualmente ele extrai e comercializa algo no mercado internacional para ter fonte de rendas para bancar compras militares multi milionárias para suas FFAA poderem combater o Talibã e a Al Qaeda???????

Acho que não podemos comparar o Afeganistão com o Iraque no campo econômico. A indústria petrolífera iraquiana é uma das maiores do planeta.

abraços.

Antonio M
Antonio M
7 anos atrás

OS EUA lançaram bombas atômicas sobre o Japão e depois ajudou-os na sua reconstrução o que ajuda a manter seus interesses na região. Assim é a vida, e os próprios EUA nunca negaram seus interesses. e por isso que são os gigantes que são e a China, Rússia querem isso também. Pior mesmo é um país que fica abaixo da linha do Equador que é sabotado por sua própria classe política e povo. Site Contas Abertas : 21/08/2012 Horário eleitoral gratuito custou R$ 4 bilhões desde 2002 Há 4bi para as emissoras e partidos e não há para as FAs… Read more »

RomauBR
RomauBR
7 anos atrás

Caro Vassili

Não é importante para o EUA que o Afeganistão explore comercialmente os recursos minerais que possui, e sim que os possua. Se não me engano, o Afeganistão possui a maior jazida de terras raras do mundo, e quem conhece sabe de sua importância no mundo de hoje.

É claro que a invasão do Afeganistão como forma de supressão da Al-Qaeda se justificou com os atentados, mas pode ter a certeza de que suas jazidas minerais mais do que pagam os gastos militares, e sabemos que nos países acima da linha do Equador isso conta muito.