Home Indústria Aeroespacial Saab vê interesse maior no Gripen

Saab vê interesse maior no Gripen

253
0

Em apresentação dos resultados da empresa no primeiro semestre de 2012, foi destacado também que as condições do mercado de defesa continuam desafiadoras, já que os gastos militares não crescem desde 2010

Na divulgação realizada na quinta-feira, 19 de julho, dos números da empresa no primeiro semestre de 2012, a Saab destacou que cresceu o interesse no caça Gripen. “Atualmente, nós vemos um maior interesse no Gripen do que provavelmente em qualquer outra época passada”, afirmou em pronunciamento o chefe-executivo da empresa sueca, Håkan Buskhe.

Entre os números divulgados, estão um crescimento de vendas de 4%, embora, excluindo aquisições, o desenvolvimento tenha se nivelado (“flat development”) e, na área aeronáutica, tenha havido uma queda de 9% em relação ao mesmo período de 2011. As taxas de câmbio não tiveram impacto significativo nas vendas, e a estimativa para este ano é que as vendas aumentem ligeiramente em relação a 2011.

Para acessar página com todos os dados divulgados e também um resumo dos mesmos (em inglês), clique aqui.

Foram destacadas importantes encomendas de grande porte neste primeiro semestre, o que inclui uma encomenda significativa de desenvolvimento e apoio ao Gripen, por parte da agência sueca de aquisições, a FMV. Ainda sobre o Gripen, as Forças Armadas Suecas apresentaram sua intenção de modernizar sua frota de caças para Gripen E/F, com um claro compromisso com o caça como espinha dorsal da Força Aérea Sueca.

Uma declaração de intenções foi assinada entre a Suécia e a Suíça (pelos seus respectivos ministros da Defesa) sobre uma potencial aquisição conjunta do Gripen, assim como cooperação em outras áreas de defesa e segurança.

Em outras áreas, destacaram-se contratos como a extensão da produção de ailerons para a família A320 da Airbus e a venda de munições e sistemas Carl-Gustaf para a Austrália e os Estados Unidos. Continua também o esforço para uma presença local maior em mercados estratégicos, prosseguindo no estabelecimento deste ano em áreas de mercado como Índia, África do Sul e América do Norte, realizada no primeiro trimestre, sendo esta última estendida no segundo trimestre para a América do Sul, compreendendo assim todo o continente.

A Saab também informou que, devido às condições do mercado continuarem bastante desafiadoras, para continuar a desenvolver a liderança em tecnologia da empresa é necessário continuar investimentos financiados internamente para desenvolvimento. Há uma visão de que se chegou ao fim do período de crescentes gastos militares no mundo, que foram a tônica entre 1998 e 2010, já que os gastos de 2011 nesse setor estabilizaram-se nos números de 2010, conforme dados do “Stockholm International Peace Research Institute” (SIPRI).

FONTE / IMAGENS: Saab

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments