domingo, julho 3, 2022

Gripen para o Brasil

Taiwan assinou acordo de modernização de seus F-16 A/B com os EUA

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Na segunda-feira, 16 de julho, a Agência Central de Notícias de Taiwan (CNA – Central News Agency) noticiou que, segundo a Força Aérea Taiwanesa, foi asssinada a proposta dos Estados Unidos para modernizar os caças F-16 A/B do país asiático. O tenente-general Wu Wan-chiao disse à CNA, numa entrevista por telefone, que “uma (carta de aceitação) foi assinada. Os Estados Unidos vão agora começar a selecionar o contratante (do programa de modernização).”

A proposta de Washington enviada a Taipei no início de maio contém uma lista de itens que totalizam aproximadamente 3,8 bilhões de dólares. Esse valor está alinhado com o orçamento aprovado pelo Gabinete de Taiwan, segundo autoridades militares. Entre os itens, está a instalação de radares de varredura eletrônica ativa (AESA) o que segundo os militares é uma nova iniciativa. Outros itens são mísseis ar-ar AIM-9X Sidewinder e kits de guiagem de bombas JDAM (Joint Direct Attack Munition)

O oferecimento de um pacote de modernização e treinamento para os caças F-16 A/B, ao invés de novos caças F-16 C/D desejados por Taiwan, foi aprovado em setembro do ano passado pelo Governo do presidente dos EUA, Barack Obama.

FONTE: CNA – Agência Central de Notícias de Taiwan (tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo)

FOTO: TaiwanAirPower

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

1 Comment

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader

A LM não quer mais vender F-16, pois isso tomaria espaço que pode no futuro próximo ser preenchido pelo F-35.

Por outro lado, com a modernização os F-16 da ROCAF terão alguns anos de extensão da vida útil, ficando a força portanto apta a aguardar a “popularização” do F-35.

Uma jogada de mestre da LM, e um negócio “ganha-ganha”.

Na prática a ROCAF terá 145 F-16 avançadíssimos, com radar AESA e tudo, por míseros US$ 26,20 milhões por aeronave.

Últimas Notícias

Marinha e Força Aérea dos EUA testam novo míssil de microondas de alta potência

ALBUQUERQUE, N.M. - Os laboratórios de pesquisa da Marinha e da Força Aérea dos EUA estão encerrando um esforço...
- Advertisement -
- Advertisement -