domingo, dezembro 5, 2021

Gripen para o Brasil

Rotores americanos, franceses e russos no Sul do Brasil

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Exercício Operacional FAEX XII, que aconteceu entre 9 e 20 de abril na cidade de Florianópolis e nas localidades de Laguna, Criciúma e Jaguaruna, reuniu, dentre outras aeronaves, 12 helicópteros.

As principais aeronaves de asas rotativas de emprego tático da FAB puderam ser vistas juntas nesta operação. De um lado aquelas que estão chegando ou que chegaram faz pouco tempo como o AH-2 Sabre, o H-60L e o H-36 Caracal. Na outra ponta os helicópteros que estão deixando a força ou deixarão em um período não muito grande de tempo como o H-1H e o Super Puma.

- Advertisement -

2 Comments

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos

Enquanto o resto do Mundo segue tentando reduzir o número de tipos, o braphil segue em caminho oposto, compradno dúzias de aeronaves de tipos diferentes e de países diferentes.

Quem estaria certo, o Mundo ou o braphil?

Mauricio R.

Já quebraram, a novidade??? Sinceramente, a asa rotativa das ffaa do Brasil é tda errada e não é somente pelo monte de tralhas e tranqueiras francesas. As capacidades são sobrepostas e falta o elemento pesado. Uma distribuição mais adequada seria MB e EB dividindo a maioria dos BH e as tralhas francesas, exceto o Pantera, que poderia espirrar p/ as PM’s ou ser doado p/ Bolivia, Paraguai, Uruguai, Suriname, Haití, o raio que os parta, a lata do lixo, etc…. A FAB concentraria tdo elemento pesado, qualquer que fosse a procedência. Pelo menos no médio prazo, não haveria necessidade de… Read more »

Últimas Notícias

Irã diz que explosão acima de Natanz faz parte de treinamento militar

A explosão relatada coincide com uma crise nas negociações sobre o programa nuclear do Irã A mídia iraniana no sábado...
- Advertisement -
- Advertisement -