Home Indústria Aeroespacial Novos modos e versão em ‘pod’ para o radar Grifo, da Selex...

Novos modos e versão em ‘pod’ para o radar Grifo, da Selex Galileo

808
7

Segundo matéria da AIN Online, a Selex Galileo adicionou novos modos ao radar de controle de tiro Grifo, além de projetar uma versão montada em pod (nacele). Na conferência “Military Flight Training”, organizada em Londres pela Defense IQ,  o executivo da empresa Angelo Aprile disse que mais de 450 “avançados porém acessíveis” sistemas Grifo já foram vendidos no mundo. Entre as aeronaves que já receberam o radar, estão jatos F-5E/F, Mirage III, L-159, F-7 e helicópteros Sikorsky HH-60. A venda mais recente foi no final do ano passado, com uma segunda encomenda da Força Aérea Brasileira para sua frota de F-5.

O radar Grifo já inclui uma variedade de modos ar-ar e ar-terra, incluindo mapeamento do terreno e acompanhamento de alvos marítimos, assim como modo para navegação a baixa altura (terrain avoidance), segundo Aprile. Os novos modos ar-superfície são MTI (indicador de alvo móvel) com SAR (abertura sintética) e classificação automática de alvos, de forma simultânea. Já os novos modos ar-ar são de avaliação de raids (raid assessment) e SAR ar-ar inverso (AA/ISAR).

Aprile disse que a capacidade AA/ISAR tem valor inestimável para o reconhecimento de alvos não cooperativos, e mostrou uma imagem pixelada de uma aeronave de combate adversária, em que o tipo era claramente identificável. O executivo também afirmou que a capacidade ECCM (contramedidas eletrônicas) já foi provada em cenários reais, acrescentando que “tivemos a oportunidade de testá-la contra tecnologia oriental e ocidental”.

Já a versão instalada em pod, designada Grifo-7, é voltada para aeronaves de ataque leve e de treinamento, como o jato K-8 chinês ou o italiano Alenia-Aermacchi MB339. O pod é facilmente instalado em pilones subalares e, conforme a empresa, permite replicar o desempenho obtido de uma instalação no nariz da aeronave.

A Selex Galileo continua a promover o Grifo para jatos de treinamento avançado que também podem ser empregados como aviões leves de combate. De acordo com Aprile, o melhor desempenho em detecção e acompanhamento foi conseguido pelo avião leve de combate tcheco L-159. O nariz do jato de treinamento avançado Alenia-Aermacchi M346 foi projetado para receber o radar Grifo, e a Selex Galileo também estudou uma forma do radar ser instalado no treinador a jato romeno IAR-99.

O executivo disse que, com o Grifo, aeronaves leves de combate podem ser interceptadores efetivos de caças maiores, de quarta geração. Na função de treinamento, elas economizam dinheiro por fazer “download” de parcelas do currículo de conversão operacional que atualmente é voado com caros aviões de combate de primeira linha.

FONTE / IMAGEM DE BAIXO: AIN Online

FOTO DE CIMA: Aero Vodochody

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Giordani RS
8 anos atrás

Qual o radar que o A-1M vai usar mesmo?

Eleazar Moura Jr.
Eleazar Moura Jr.
8 anos atrás

Giordani, é o SCP-01, fabricado pela Selex Galileo Italiana e a Mectron do Brasil.Eu preferiria o israelense Elta M-2032, mas talvez não coubesse no “nariz” dos AMX, mas o SCP-01 nos deu know-how mesmo que incipiente de tecnologia de radar embarcado.

edcreek
edcreek
8 anos atrás

Olá,

Esse modo pod do radar é interessante, cairia como uma luva para aviões de baixo desempenho com um radar de custo razoavel sem mexer na extrutura do avião…

Quem sabe para equipar alguns ALXs?

Abraços,

Nick
Nick
8 anos atrás

Seria interessante uma antena AESA para o Grifo… futuro upgrade dos F-5EM 🙂

[]’s

Nick
Nick
8 anos atrás

Caro Nunão,

É esse mesmo. Poderá ser o plano “C” da FAB. 🙂

[]’s

rommelqe
rommelqe
8 anos atrás

Prezados,
Vejam também:

.ttp://www.militaryaerospace.com/articles/2012/03/embraer-chooses-adacore-gnat-pro-ada-software-tool-for-amx-jet-fighter-bomber-avionics-upgrades.html

ABs