Home Aviação de Caça Forças Armadas Suecas destacam modernização do Gripen, agora em inglês

Forças Armadas Suecas destacam modernização do Gripen, agora em inglês

206
8

Tradução da versão em inglês permite entender melhor alguns detalhes sobre a modernização, especialmente sua inserção num plano maior que envolve decisões orçamentárias e de reestruturação das Forças Armadas do país

 –

Como diversos sites de Forças Armadas e Forças Aéreas no mundo, o da Suécia mantém uma versão em inglês para ampliar o seu alcance. Porém, assim como no caso de exemplos da Coreia do Sul,  Finlândia e outros, a versão em inglês não traz notícias atualizadas com a mesma frequência que a escrita na língua local (normalmente atualizada diariamente), optando por selecionar algumas matérias mais importantes para o público externo e apresentá-las em inglês.

Foi o caso, dias atrás, da matéria original sobre os planos de modernização dos caças Gripen da Suécia, que a versão em sueco do site divulgou no dia 29 de fevereiro. No dia seguinte, já trazíamos para os leitores do Poder Aéreo a tradução a partir do texto sueco, incorporando também informações em inglês da Rádio Sueca e da Saab (clique aqui para acessar), buscando cruzar dados e fatos para uma maior precisão da notícia. Agora, trazemos abaixo uma nova tradução a partir da versão em inglês publicada no último dia 12 de março, que permite entender melhor alguns detalhes divulgados da versão original do final do mês passado:

As Forças Armadas Suecas querem modernizar o Gripen

O JAS Gripen vai satisfazer as necessidades operacionais das Forças Armadas Suecas até pelo menos 2040, e o sistema deverá constituir o núcleo das defesas aéreas suecas. A Suécia precisa de pelo menos 60 a 80 aeronaves.

Essa é a conclusão da análise das Forças Armadas que foi submetida ao Governo hoje (29 de fevereiro). No trabalho de desenvolver alternativas, diferentes configurações – modelos – do Gripen têm sido destados em simulações extensivas e jogos operativos – ambos contra cenários conhecidos e projetados de ameaças.

O aprimoramento das capacidades do sistema sueco de aeronave de combate deverá ser iniciado em 2020 e é estimado que leve dez anos. Um pré-requisito para que se possa gerenciar seu financiamento é que ele seja feito com pelo menos um país parceiro estratégico.

“As discussões relativas a custos serão iniciadas logo. Assim, seria errado discutir abertamente o quanto nós já planejamos que isso deverá custar”, disse Sverker Göranson, o Comandante Supremo.

O JAS 39 Gripen modernizado terá uma célula maior e um motor mais potente. Isso tem como objetivo permitir mais armas e mais combustível, que por sua vez proporcionam mais poder e persistência. As análises também sugerem um sistema de radar mais qualificado e sistemas de alerta e contramedidas aprimorados.

A modernização do JAS Gripen é necessária para que ele esteja operacionalmente relevante e para garantir que nossas defesas aéreas, no longo prazo, mantenham sua posição relativa com o mundo exterior.

Em 2011 e nesse início de 2012, um vasto trabalho de planejamento vem sendo realizado, por exemplo, o trabalho relacionado ao aprimoramento de capacidades e à pesquisa da estrutura de defesa. Com os resultados dessas análises em mãos, o trabalho agora está em andamento para juntar tudo isso numa proposta para os requerimentos de longo prazo para as Forças Armadas; documentação de apoio que as Forças Armadas pretendem entregar em 2 de maio.

Um relatório separado para o Governo trata das áreas logísticas – de acordo com as propostas da investigação da estrutura de defesa – será apresentado à Försvarets materielverk (Administração de Material de Defesa – FMV). As operações afetadas são, essencialmente, compras, apoio administrativo, suprimento e serviços de engenharia. No total, aproximadamente 1.500 empregados das Forças Armadas serão afetados. O objetivo da transferência é economizar dinheiro que poderá ser usado em atividades operacionais.

A proposta submetida é uma proposta conjunta das Forças Armadas e da FMV. A documentação de apoio das Forças Armadas mostram que nessa modificação de monta, assim como outras, há óbvias incertezas sobre quando essas medidas de economia vão se materializar de fato e qual será o seu tamanho final.

A transformação das Forças Armadas, chamada de reestruturação, já começou. Em essência, isso significa que todos os empregados vão deixar suas posições e que suas habilidades serão testadas no que se refere a  requerimentos de uma força de defesa operacional. A maioria dos empregados vai manter seus empregos e permanecerá trabalhando no que fazem hoje, mas se houver redundância em termos de capacidades ou em alguma posição em especial, isso poderá levar a uma mudança para uma outra posição na Suécia.

Do ponto de vista financeiro, as Forças Armadas estão em equilíbrio até 2015, desde que as alocações de recursos sejam utilizadas e que as economias associadas à pesquisa da estrutura de defesa sejam realizadas. Em épocas que o número de soldados ordenados e marinheiros vem sendo reduzido, é necessário transferir dinheiro do fundo de operações internacionais para permitir as manobras e exercícios necessários. Os planos são baseados, dessa forma, em 300 milhões de coras suecas (aproximadamente 43,7 milhões de dólares ou 79,4 milhões de reais) sendo trasferidos da alocação de recursos de operações internacionais para a alocação de recursos para atividades das unidades nos anos de 2014 e 2015.

FONTE: versão em inglês do site das Forças Armadas da Suécia

FOTOS: Saab

NOTA DO EDITOR: alguns dias após a publicação da matéria baseada no texto original em sueco, o leitor “Nick” escreveu comentário trazendo links de um site de discussão sobre aviação (The Aviation Forum) que, supostamente, referem-se a uma apresentação das opções de configuração do Gripen estudadas pelas Forças Armadas da Suécia. Os links para as imagens podem ser acessados clicando aqui e aqui.

 

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
asbueno
asbueno
8 anos atrás

Há entendimento de que o Gripen modernizado será uma aeronave nova e não um retrofit?

asbueno
asbueno
8 anos atrás

OK Nunão.

Mas penso que essa “reforma” vai sair cara demais. Mas eu pensar isso pouco interessa. Tenho certeza de que o que a Flyvapnet decidir será baseada naquilo que for mais razoável.

asbueno
asbueno
8 anos atrás

…Flygvapnet…

asbueno
asbueno
8 anos atrás

Escreveu muito bem Nunão. Matou a pau a questão.

Agora é aguardar a decisão sueca!

Nick
Nick
8 anos atrás

Caro asbueno, Indepedente de o Gripen E/F ser um retrofit ou construído do zero, eu diria que podemos considerar que será uma aeronava totalmente nova, ou praticamente isso. São mudanças estruturais, motor, aviônicos, computadores, radar e EW novos, e inclusão de sensores que não existiam, como o IRST. E poderá ser muito mais capaz do que o está no papel. Seu motor poderá ser a versão EPE do GE-414G, o que garante 33% a mais de empuxo, e a capacidade interna de combustível será de aumentada em quase 50%(mais do que o previsto). A questão é que os Suecos querem… Read more »

asbueno
asbueno
8 anos atrás

Sim Nick, concordo.

Independente de qualquer coisa será outra aeronave, com mais capacidade em todos os sentidos.