Home Sistemas de Armas F-35B a caminho da base aérea de Eglin

F-35B a caminho da base aérea de Eglin

238
11

Em foto do dia 11.1.12, um F-35B Lightning II do U.S. Marine Corps (USMC) voa escoltado por dois F/A-18 Hornets a caminho da Base Aérea de Eglin. O Marine Fighter Attack Training Squadron (VFMAT) 501 recebeu dois F-35s para treinamento.

Na imagem é possível comparar a visibilidade traseira do F-35B com a do F/A-18.

FOTO: DOD/USAF

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
luizblower
luizblower
8 anos atrás

Dois pontos:

– Essa questão da visibilidade traseira do F-35 sempre me incomodou. Na era dos cockpits elevados com visão de 360 graus, repetiram exatamente a configuração do Yak-141, até no cockpit enterrado. Não dava para ter mexido nisso? O Boeing X-32 pelo menos tinha o cockpit um pouco mais elevado: http://www.ww2aircraft.net/forum/album/watermark.php?file=11308&size=1

– Esses F-18 são F ou D? Não dá para ver as tomadas de ar… Nunca tinha reparado que o F-35 era tão grande… se forem Super Hornet então….

Alexandre Galante
8 anos atrás

São F-18D Hornet.

Almeida
Almeida
8 anos atrás

Luiz, na dúvida olhe para os LERX e a cauda, também são bem diferentes entre as duas versões.

Vader
8 anos atrás

luizblower disse:
16 de janeiro de 2012 às 16:34

Luiz, o F-35 não precisará ter grande visão no quadrante 6 horas porque o HMDS dará ao piloto visão sintética 360 graus, como se enxergasse “através” da fuselagem do caça.

Sds.

Vader
8 anos atrás

luizblower disse:
16 de janeiro de 2012 às 16:34

Ah sim, são Hornet´s (F/A-18 “B” ou “D”). E o F-35 engana mesmo: parece pequeno, mas na verdade é enorme.

Sds.

luizblower
luizblower
8 anos atrás

Vader, mas concorda que, na hora do pega pra capar, uma boa e velha olhada para trás através de um vidro deve dar uma bela ajuda, né?

Vader
8 anos atrás

luizblower disse:
16 de janeiro de 2012 às 19:20

Luiz, ele até vai virar a cabeça para olhar pra trás, mas não vai “ver” nada do avião e sim apenas o espaço aberto, como se sua própria aeronave fosse invisível. E isso inclusive para baixo, para os lados, etc.

O HMDS irá dar toda a informação visual de que ele precisa, sem o obstáculo visual da fuselagem do avião (que não desaparece mesmo com o cockpit elevado dos outros caças).

Na verdade, teoricamente o F-35 sequer precisaria ter vidro no cockpit, salvo uma situação muito específica.

Sds.

joseboscojr
joseboscojr
8 anos atrás

Luiz, um dia desses postei um link do Convair 200. Uma proposta de caça VTOL para a USN na década de 60, portanto, bem anterior ao YAK 141. Se você prestar atenção, ele, o YAK 141 da década de 80, tem o sistema propulsor bem parecido com o conceito apresentado para avaliação da USN na década de 60. Quem copiou quem? No mais, na indústria aeronáutica, a máxima que diz que “nada se cria, tudo se copia” é a mais pura verdade desde Santos Dumont, que intuiu seu invento olhando o vôo dos pássaros. Em relação ao F-35B, ele tem… Read more »

LuppusFurius
LuppusFurius
8 anos atrás

E se o piloto do F35 “se deixá encaudá”, merecê mesmo ser atropelado por um fusca 62 sem freio………..

Vader
8 anos atrás

Impossível não é, mas é ruim de encaudar o F-35 hein? 🙂

luizblower
luizblower
8 anos atrás

Bosco, o F-35 não copiou o Yak-141, a Yakolev participou do projeto mesmo, oficialmente. O sistema do americano é de fato baseado no russo.