Segundo o Engineering News Online da África do Sul, é cedo ainda para dizer se a Denel Saab Aeroestructures (DSA), empresa sul-africana, será envolvida na fabricação de componentes para os 22 caças Saab Gripen que a Suíça divulgou ter intenção de adquirir. A DSA é parte do grupo estatal de defesa Denel e, apesar do nome, não tem mais a sua propriedade compartilhada com o grupo aeroespacial e de defesa sueco.

Segundo um representante da Saab, que falou nesta sexta-feira ao Engineering News Online sob a condição de anonimato, “a Saab ainda deverá consultar a Denel, mas fará isso quando o contrato de aquisição dos suíços tiver sido negociado. No estágio atual, a Suíça apenas anunciou a seleção do Gripen”.

A DSA produz o trem de pouso principal e a parte inferior da fuselagem posterior, além dos pilones para cargas externas das versões  JAS 39C (monopostos) e JAS 39D (bipostos) do Gripen. Porém, a Suíça selecionou uma versão de nova geração do caça, que agora vem sendo referida mais formalmente como JAS 39E e JAS 39F (variantes monoposta e biposta, respectivamente). Os JAS 39E/F terão um motor mais potente, o General Electric F414 e serão equipados com um radar de última tecnologia (de varredura eletrônica ativa – AESA).

A Suíça anunciou a escolha do Gripen na quinta-feira. O Gripen derrotou o Dassault Rafale e o Eurofighter Typhoon, ambos bimotores e, consequentemente, maiores e mais pesados que o caça monomotor sueco. As autoridades suíças informaram que a aquisição custará até 3.1 bilhões de francos suíços (aproximadamente 3,5 bilhões de dólares). Destacaram também que o Gripen teria custos de operação menores que seus competidores, toranando-o acessível no médio e longo prazos.

A Suíça e a Saab agora vão negociar o contrato, que incluirá um programa de compensações de 100% para a indústria suíça. Levando em conta as necessárias aprovações do parlamento, é pouco provável que o contrato final seja assinado antes de 2013.

A Suíça se tornará o quinto cliente de exportação do Gripen, após a África do Sul (o primeiro país além da Suécia a selecionar o caça, mas não o primeiro a recebê-lo), a República Tcheca, a Hungria e a Tailândia. O Gripen também ~e usado pela mundialmente renomada “Empire Test Pilots’ School”, a escola de pilotos de teste do Reino Unido.

FONTE: Engineering News (tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo)

FOTO: Saab/Gripen International

Tags: , , , ,

About Fernando "Nunão" De Martini

View all posts by Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

No comments yet.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Labace 2014 tem mais de 90 expositores confirmados

A feira de aviação executiva Labace (Latin American Business Aviation & Conference), tem confirmado, até o momento, a presença de […]

Mais fotos da maquete do Gripen E, exposta pela Saab em Farnborough

Nas imagens da maquete em tamanho real (mockup) do futuro Gripen E, cujo primeiro protótipo está em construção na Saab, […]

Avio Aero recebe contrato para apoiar motores dos jatos A-1 da FAB

Na sexta-feira, 18 de julho, a empresa italiana Avio Aero informou sobre a assinatura de um acordo de apoio logístico […]

Artigo sobre tema naval, de editor dos sites e da revista Forças de Defesa, publicado em revista acadêmica

A nova edição da revista acadêmica Antíteses, publicada pela Universidade Estadual de Londrina, traz dossiê com 12 artigos sobre Cultura […]

Tianjin Airlines, do HNA Group da China, compra 20 E-Jets e 20 E-Jets E2

Brasília, Brasil, 17 de julho, 2014 – A Embraer concluiu um acordo para a venda de 40 aeronaves para a […]

‘Missão Bolívia’ revela os bastidores da operação de resgate do senador Molina

A saga do senador boliviano Roger Pinto Molina, que passou mais de um ano asilado na Embaixada do Brasil em […]